Porque fazer humor e podcast é uma arte

































Legendas dO que estou pensando? #112 com o Papai Noel


Autor: Mafalda ~ 17 de dezembro de 2012. Categorias: Que estou pensando?.

kkkk Não vou dar presente pra ninguém! #fimdomundo
@anecarolinesj

O que acontece quando alguém mexe no saco de Papai Noel…
@GustavoCarnelos

Tira logo essa foto meu filho,que eu tô com diarréia!
Anna Viana

Quem peidei aqui? Ooops!
@sgumz

Ainda bem que não existe lei seca para trenó.
Fernando

Hi! I’m chucky. Do you wanna play?
@davinederecife

Vejo voçes no inferno, crianças…Ho Ho Ho
Caidaço Boy

Drogas? Tô fora. Agora eu sou Papai Noel.
@edson_oliveira

Graacchiiinha! (in memorian)
@theportal

Se mi montros miaj dentoj, neniu scius ke mi furzis…
@gaho

Ho ho ho! Botóx resolve tudo, menos caspa!
@DaiCaricaturas

‘Sorria e finja não que não está com calor!!!’
@_erikapontes

Como transformar o Papai Noel no novo Bicho Papão.
@GustavoCarnelos

Maldito pula-pirata!
@filipecarnage

Eu não suporto mais essas crianças chatas com esses pais idiotas,
eu quero trabalhar com o Coelho da Páscoa,
kkkkkkkkk cadê meu Gardenal?
@arenghi

Rááá! Pegadinha do Malandro!
@c_yogui

Maldito médico que me receitou Xenical para emagracer!
@alanporto

Esse sorriso, tá mais falso que eu…
BiancaHeidan

Ô moleque filho da mãe! Larga meu saco!
@clerisonbueno

É como eu disse, eu adoro o Natal. Eu amo pular de chaminé
em chaminé entregando presentes….
@clerisonbueno

Você acha que dá pra fazer tudo em uma unica noite “careta” ?
@CaduNoImproviso

Esqueci que sempre que venho pra cá tenho que ouvir “Então é Natal”…
@GustavoCarnelos

 


Corram para as colinas – o pior do Natal


Autor: Mafalda ~ 19 de dezembro de 2011. Categorias: Sofá da Mona.

Li em novembro deste ano, que um juiz nordestino havia proibido a execução da versão from hell da cantora Simone da lindíssima música (a original) XMas (war is over) em lojas e espaços públicos. A versão é um assassinato a sangue frio ao bom gosto, especialmente dos que, como eu, têm em John Lennon um de seus ídolos mais queridos. Fui uma pessoa feliz, como todos os iludidos, até que soube que essa foi uma trollada (sério, detesto trolladas, pois sou em essência uma pessoa crédula). Saber que se tratava de um factóide foi uma pá de cal na minha já fragilizada crença na justiça. Simone já me havia imposto uma agressão auditiva quando gravou sua versão de “Será” de Renato Russo. Pensei: “até que enfim alguém usa sua autoridade para parar com esses crimes hediondos contra o bom gosto”. Triste ilusão… Então, ingênuos como gnus tocaiados por leoas, podemos ser pegos a qualquer momento pela famigerada música natalina de Simone. Vai comprar seus presentes? Então esteja preparado… Quem quiser sofrer, basta dar play no vídeo abaixo e se contorcer com um combo sinistro: playback + Simone/versão + Domingão do Faustão.

Outro combo angustiante é o encontro de Roberto Carlos com padres cantores. Na verdade, em primeiro lugar não entendo padres cantores. Depois da onda de novidade (naquela época) do Padre Marcelo, parece que os padres cantores tomaram caminhos paradoxais (ao meu ver) tornando-se padres cantores/galãs. Não parece conflituoso? Mas há uma vertente, que embora não tenha intenção nenhuma de despertar esse tipo de admiração, é capaz de me chocar pela aparente dissociação com algo elegante e de bom gosto. É muito desapego ou falta de noção? Roberto Carlos depois de passar por poucas e boas, naturalmente apegou-se à sua fé. Mas Roberto Carlos teve toda uma carreira pautada no apelo romântico, do café da manhã pra dois entre outras estripulias carnais. Daí meu estranhamento. A ironia, talvez. Nada contra uma ou outra religião, mas acho estranho quando o mensageiro parece ser mais importante que a mensagem. Enfim…. Dá play aí e manda sua opinião.

Por último e não menos importantes, os “especiais” de Natal. Primeira memória sobre esse período era a seguinte: a emissora anunciava um pacote de filmes incríveis (sim, era um época pré-videocassete) e você ficava aguardando. E ficava nisso. Nunca era exibidos todos os filmes anunciados. Aprendi a não confiar em promessas muito precocemente. Thanks, emissoras brazucas! Atualmente os tais “especiais” nem sempre têm temática natalina e a impressão que tenho é que são pilotos de programas (ou encalhados ou para um test-drive de audiência) que eles disparam aleatoriamente já que está todo mundo viajando ou em festas.

De qualquer modo, agradeço a todos aqui do blog e aos leitores e ouvintes do Monacast pelo carinho e participação. Desejo a todos um feliz Natal, com muita risada, amigos, familiares, alegrias e boas lembranças dos que já se foram. Natal para mim é isso: estar com quem amamos e lembrar que é esse amor que nos apóia e motiva por todos os outros dias. E se Papai Noel estiver lendo, please, uma TV mais divertida, inteligente e menos preconceituosa para todos!



Torturas da Euba


Autor: Eubalena ~ 9 de dezembro de 2011. Categorias: Torturas da Euba.

O Natal está chegando, a família toda vai estar lá junta, linda e meiga confraternizando, trocando presentes, a cunhada olhando feio para o marido que está de papo com a prima, a sogra falando mal da sua salada russa, o filho mais novo correndo pela sala, a tia querendo levar todo mundo para a missa antes da ceia…Enfim, aquilo tudo de todo ano. Mas, este ano, faça um Natal diferente. Seja uma pessoa original e emocione sua família com um linda canção!

E esse é para você chamar os vizinhos, os parentes e ensaiarem um lindo coral para cantar na rua, no bairro e pedir a paz mundial! Depois todo mundo volta para casa e só lembra do que é Espiríto Natalino no ano que vem.

Também amo todos vocês!

 

Euba


Torturas da Euba


Autor: Eubalena ~ 12 de novembro de 2010. Categorias: Torturas da Euba.

E vem chegando o Natal. Ô, maravilha… Comprar presente para família, amigos, aquele amiguinho secreto da escola do filho, do trabalho do marido. Enfim, comprar presente para um monte de gente.

A saída (para quem mora na civilização) é recorrer ao shopping center mais próximo e fazer parte daquela multidão que se esbarra nos corredores a procura do presente ideal.

Mas isso não é nada. A multidão, aquela música natalina que não para nunca, aquele coral desafinado lá no meio do 2º piso… Não, isso tudo é só um detalhe. O que me mata nesta época de Natal é o Papai Noel!

Quem inventou que um velhinho sem acesso a lâmina de barbear e com um sério problema no hipotálamo seria visto por todos como uma pessoa amorosa e pacífica?

Eu morro de medo de Papai Noel!

Não sei para você mas, para mim, Papai Noel é uma tortura de Natal!


Ser Grato


Autor: Mafalda ~ 24 de dezembro de 2009. Categorias: Cantinho das Monas.

A loucura que todos nós passamos no fim do ano não deixa tempo para pensar e refletir sobre a nossa vida.  Mal dá para termos um tempo de paz e introspecção à noite, quando caimos feito pedra na cama, cansados do dia repleto de afazeres.

Será que comprei o presente da madrinha, quem está faltando na minha lista?  A Ceia de Natal será na casa X, o almoço na casa Y… enfim, é uma verdadeira operação Natal o que temos que fazer.

O nosso Natal é um  Thanksgiving que os americanos comemoram, com presentes. Familia reunida em volta da mesa e principalmente agradecidos pelo ano que tiveram.

Nem sempre o ano corre como a gente espera, muitas coisas inesperadas acontecem e nem sempre boas.

Mas o Agradecimento Especial é pela nossa Vida e pela vida daqueles que amamos. À aqueles que partiram, agradecemos por terem feito parte da nossa vida e da nossa história, ou por ter gerado a nossa história.  Agradecemos por estes, pelo exemplo e por tudo que nos ensinaram, e que iremos repassar para os mais novos e sendo exemplos para eles também.

Agradeço a oportunidade de viver em uma época em que posso conhecer e fazer amizades com tantas pessoas diferentes, que moram em locais distantes que jamais estive mas que passei a conhecer! Trocar conversas, experiências nesta “Era Tecnológica” enriquece muito a nossa vida!

Pode ser que você não seja religioso e questione: Ser Grato à quem?!

Eu sou uma pessoa religiosa, então sou grata à Deus!

Mas para quem não é … Então, apenas um pensamento alegre para o dia e também para todos os outros de sua vida:  “Que bom que estamos todos aqui!”

Natal é a comemoração da Vida! Comemorar significar “lembrar juntos”.

O que você pode lembrar de bom que aconteceu este ano, na sua vida e da sua familia?

FELIZ NATAL!!!

Mafalda


Momento: Meu Deus! Tem de dar presente para os professores!ou Sou Mãe Babona!


Autor: Eubalena ~ 3 de dezembro de 2009. Categorias: Cantinho das Monas, Mona em Família.

Todo ano é a mesma coisa, chega perto das férias e quem tem filho pequeno sempre pensa: O que vou dar de lembrança para os professores este ano?

Eu sempre gostei de ganhar presentes dos meus alunos, não pelo presente, mas porque a maioria deles era uma lembrança pessoal. Tenho uma caixa cheia de cartinhas, bilhetinhos e desenhos que recebi durante os anos que trabalhei com educação infantil. Lembro de uma caixa de bombons que ganhei logo no primeiro ano de trabalho. O papel de presente que a embrulhou era um lindo desenho feito pelo meu aluno. Guardo o desenho até hoje e sempre que como um bombom igual ao que ganhei, lembro dele, da mãe, do ano que passamos. Enfim, são coisinhas pequenas que marcam. Os bombons não duraram meia hora, mas a lembrança fica para sempre.

Este ano resolvi que eu faria as lembranças para os professores. Comprei caixas de madeira, tintas e todo o material artístico necessário. Mas desisti. Minhas mãos habilidosas não conseguem acompanhar meus desejos…

Foi então que eu lembrei de uma amiga que faz umas coisas muito legais - http://www.personalizate.com.br/ - e o resultado serão canecas de porcelana personalizadas  com desenhos da minha filha, também conhecida como o gênio de 4 anos. E, como gordo é sempre gordo e presente tem de ter comida junto, as canecas serão devidamente recheadas com trufas.

Espero que eles gostem.

Beijos

Euba


Uma crônica de Natal


Autor: Phoebe ~ 26 de dezembro de 2008. Categorias: Cantinho das Monas.

Meados dos anos 80. Eu, muito pequena ainda, aguardava pela chegada do Papai Noel desde o final de novembro. Lembrava dos anos anteriores e esperava ansiosamente pela repetição do momento mágico, o ponto alto da noite de Natal: durante a ceia na casa do vovô, todos à mesa, um leve sininho tocava lá fora. Aos pulos, corríamos para a porta na expectativa de flagrar Papai Noel saindo sorrateiramente, mas desistíamos da idéia ao verificar que, ao lado dos sapatinhos que havíamos deixado no quintal, encontravam-se os presentes que havíamos pedido em nossas cartinhas.

A dinâmica da noite de Natal era sempre a mesma, uma rotina doce e conhecida, o que me fez acreditar que cada família deveria criar suas próprias tradições em datas especiais e mantê-las no decorrer dos anos. Na cozinha, o cheiro divino dos alimentos que comporiam a nossa ceia. As crianças, indóceis, correndo pela cozinha enorme da casa do avô, divertindo-se com martelos e nozes (em uma época em que as nozes não eram vendidas já sem a casca).

Cada pessoa da família tinha seu papel definido. O vovô, coitado, muitas vezes funcionava como babá dos netos, levando-os para a pracinha central da minúscula cidade. Nunca desconfiamos, mas hoje vejo que era nesse momento de folga que nossos pais desentocavam os presentes que o Papai Noel deixaria na varanda mais tarde. A mãe passava o dia inteiro na cozinha preparando a ceia, ora cantarolando alegremente músicas de Natal, ora deixando escapar lágrimas que sabíamos ser de saudade. Saudade da vovó, que partira alguns anos antes e, até então, representava aquele papel principal: o de cozinheira oficial da ceia de Natal. Ao pai cabia a função de distrair a criançada e aplacar a ansiedade geral (“essa ceia que não fica pronta nunca”, “esse Papai Noel que não chega”). A ele incumbia também toda a ginástica necessária para manter viva a crença no bom velhinho. Durante a ceia, pedia licença para “ir ao banheiro” e, longe da nossa vista, pulava a janela para tirar os presentes de seu esconderijo e deixá-los na varanda, ao lado dos nossos sapatinhos. Certa vez atendeu ao pedido do meu irmão e entregou exatamente o que ele havia pedido: “uma piscina cheia de água”. Montou uma daquelas piscinas antigas, feitas com madeira, forrou-a com a lona e a preencheu com água, tomando todo o cuidado para não fazer barulho.

Tudo pronto, bastava aguardar pelo sininho do Papai Noel e lá estava a criançada toda satisfeita, já iniciando a contagem regressiva para o Natal do próximo ano.

Corta a cena. Agora estamos em meados dos anos 2000, aguardando ansiosamente pela chegada do Papai Noel. Não eu, que já não sou mais aquela garotinha. Agora represento outro papel, o da mãe da criança que aguarda a chegada do bom velhinho. Já não temos mais o nosso avô; agora quem representa esse papel é o meu pai, o vovô da única garotinha da casa.

Durante a ceia, toca um sininho lá fora. A família inteira pula da mesa, incentivando minha filha de 3 aninhos a correr para a varanda. Ela congela na porta de saída, exatamente como eu fazia quando era pequena. Nem preciso perguntar, já sei o que ela sente: medo de sair depressa demais e encontrar Papai Noel por lá ainda. Eu a asseguro de que ele já partiu e só então ela corre para ver o que foi deixado ao lado do seu sapatinho, sorrindo ao ver uma caixa grande e colorida.

Volto meus olhos para o passado e percebo que os atores mudaram e permanecerão mudando sempre, e isso é bom, traz uma sensação de conforto e paz. Um dia serei eu a levar meus netos para a pracinha da cidade na noite de Natal.

Beijos da Phoebe!


O bolso está vazio? Parte II


Autor: Phoebe ~ 6 de agosto de 2008. Categorias: Curtindo a Vida.

Na primeira parte desse artigo você viu dicas para conseguir passagens aéreas a baixo custo, utilizando as milhagens de programas fornecidos pelas companhias aéreas brasileiras.
Ver o texto completo »


Curtindo a vida em PIPA/RN


Autor: Phoebe ~ 24 de maio de 2008. Categorias: Curtindo a Vida.

Um cenário paradisíaco, com praias de águas calmas e toda a culinária internacional ao seu dispor. Assim é a Praia de Pipa/RN, o cantinho mais charmoso do litoral potiguar, associado por muitos turistas à famosa Búzios do Rio de Janeiro.

Localizada no Município de Tibau do Sul/RN, a aproximadamente 80km de Natal/RN, Pipa oferece lazer para todos os gostos: passeios de barco, buggy ou flyingboat, trilhas a pé ou a cavalo, descida de sandboard pelas dunas de Cacimbinhas, caminhadas pela areia da praia, passeio de pau-de-arara ( o roteiro inclui piscinas naturais, passeios de barco, skibunda, sandboard, finalizando com um pôr-do-sol nas dunas e crepe nas margens das Lagoas de Guaraíras).

Dentre as atrações locais, a mais procurada é o passeio de barco até a Baía dos Golfinhos, onde, como o nome diz, é possível ficar a poucos metros dos golfinhos que habitam o lugar.

Outra atração imperdível é o Santuário Ecológico, que apresenta cerca de 16 (dezesseis) trilhas, sendo uma delas destinada especialmente ao público infantil. O local apresenta ainda alguns mirantes de onde é possível avistar a Baía dos Golfinhos, havendo também uma escadaria pelas encostas, para que se possa descer até a praia. Dependendo da maré, além de golfinhos, é possível avistar dos mirantes também as gigantescas tartarugas marinhas que vivem ali.

Entre os restaurantes, uma boa dica é o Panela de Barro, mantido por uma família capixaba. O restaurante fica em um local bem agradável, com vista para a praia principal de Pipa/RN. Outra boa opção é o restaurante Água na Boca, localizado na rua principal, com um menu bastante diversificado. De modo geral, há excelentes restaurantes e creperias em Pipa/RN, embora os preços não sejam lá muito convidativos (equiparam-se aos preços cobrados na Serra Gaúcha).

Mas se você planeja usar essa sugestão de roteiro já para as férias do meio do ano, quem avisa amigo é: entre junho e agosto, o tempo fica inconstante e pode ser que, ao invés de dias ensolarados, você acabe enfrentando chuvas torrenciais. Não há como prever antecipadamente se na sua semana de férias o tempo estará ensolarado ou chuvoso. Quem quiser arriscar, terá que contar com a benevolência de São Pedro e, por cautela, com um baita guarda-chuva!

phoebe@monalisadepijamas.com.br

P.S.: Não deixem de ver logo abaixo o recado da Mafalda sobre a ausência de podcast nesta semana. Para a Euba, desejamos muita saúde e um pronto restabelecimento!





Busca

© 2007-2017 Monalisa de Pijamas - Todos os direitos reservados. Contato: mafalda [arroba] monalisadepijamas.com.br