Porque fazer humor e podcast é uma arte
































Categoria: Coisinhas de Mulher


Fragmentos


Autor: Phoebe ~ 6 de maio de 2012. Categorias: Cantinho das Monas, Coisinhas de Mulher, Mona em Família, MonaCine.

Dica de Leitura:

“O Retorno e Terno”, de Rubem Alves, é um livro que reúne algumas boas crônicas do escritor.

Rubem nos presenteia nesse livro com referências literárias de grandes escritores (as citações vão de um singelo conto de fadas até Nietzsche, passando por Fernando Pessoa, Adélia Prado, Milan Kundera (com um capítulo dedicado especialmente à análise do amor de Tereza e Tomas), entre outros.

E, dado às suas ideias muito peculiares sobre alguns assuntos, não raro nos pegamos dando uma pausa entre um capítulo e outro para poder digerir melhor o texto!

Por exemplo, Rubem diz que um amigo de verdade é aquela pessoa em cuja companhia não é preciso falar. Basta a alegria de estarem juntos, um ao lado do outro. Um amigo, segundo Rubem, “Vive de sua inutilidade. Pode até ser útil eventualmente, mas não é isso que o torna um amigo”.

Já sobre os aniversários, o escritor os aborda de um modo bastante inovador. Segundo ele, os “anos de uma vida nunca se somam; eles sempre se subtraem”. “Se digo que tenho 58 anos, (…) 58 anos são, precisamente, os anos que eu não tenho”. São “anos que já se passaram, anos mergulhados no passado, anos com que não posso mais contar, anos que já se queimaram e que não mais se acenderão, como paus de fósforos riscados”. E então ele correlaciona essa ideia com o hábito que temos de acender em um bolo o número de velas correspondente à nossa idade. Sopramos as velas e… ei, é verdade! Ao invés de dizer que tenho 58 anos, melhor seria dizer que eu não tenho 58 anos. As 58 velas no bolo “são os anos que já morreram”.

Os textos foram divididos em quatro grupos – Sobre o Amor, Sobre a Sabedoria, Sobre os Golpes e Sobre o Riso e a Alegria, com um total de 38 crônicas (173 páginas).

http://www.submarino.com.br/produto/1/21818701/retorno+e+terno,+o:+cronicas

________________________________________________________

Dica de filme:

“Há tanto tempo que eu te amo”, do diretor Philippe Claudel.

Juliette – vivida pela atriz inglesa Kristin Scott Thomas (de “Quatro Casamentos e um Funeral“) – ganha a liberdade depois de 15 anos na prisão e passa a morar com sua irmã Léa, que era apenas uma criança quando ela foi presa. O filme é denso e aborda de forma comovente diversas questões delicadas – a reinserção na sociedade de uma pessoa que já cumpriu a pena pelo crime cometido (envolvendo aqui o preconceito e o medo de boa parte dos que têm conhecimento de que Juliette é uma ex-presidiária), a solidão de um homem abandonado pela esposa (e, como efeito colateral da separação, é obrigado a lidar também com a ausência da filha), a morte como fuga da dor e da degradação – seja no físico ou na alma -, e o amor como elo forte de ligação entre duas pessoas (no caso, de duas irmãs que, apesar do tempo, da distância e dos impedimentos, continuam nutrindo um amor intenso uma pela outra – destaque para a comovente cena em que, acusada por Juliette de tê-la esquecido durante o intervalo de 15 anos, Léa entrega nas mãos da irmã uma caixa com a prova de que, dia após dia, ano após ano, nunca deixou de amar a irmã).

Mas, apesar de abordar temas tão complexos e pesados, o filme passa também uma mensagem de esperança, de que é possível continuar sorrindo e se emocionando com os pequenos detalhes da vida, por mais ingrata que a vida lhe tenha sido.

________________________________________________________

Dica de cocuruto cheiroso:

Criança corre muito, sua muito e, por conta disso, é comum que já apresentem um cheirinho não muito agradável poucas horas após o banho. Eu chamo carinhosamente esse cheiro de “nhaca no cocuruto”.

Só que, de uns tempos para cá, comecei a notar que o meu pequeno estava chegando ao final do dia ainda com o cabelinho cheiroso, sem a famosa nhaca, e imagino que isso se deva ao uso de um novo shampoo (novo aqui em casa, não no mercado).

Notei também que ele tem andado mais cheiroso do que filho de barbeiro de cidade pequena, e achei que alguém poderia, quem sabe, talvez, se interessar por dicas de como deixar um pequeno (ou uma pequena) com esse cheirinho bom que chama a atenção por onde passa!

O shampoo é esse aqui:

Acqua Kids Naturals

E tem ainda um sabonete líquido que é matador!

Turma da Xuxinha – sabonete glicerinado

A avó deu tanto “cheiro” no menino que já avisou que quer a nossa lista de compras: vai comprar tudo igual. Para ela!

_______________________________________________________

Objetos de desejo:

Torradeira do Mickey

http://www.utilplast.com.br/Torradeira-para-2-fatias-Mickey-110-volts—0032891-0-0032891-0/p

Telefone da vovó

http://www.submarino.com.br/produto/11/24027414/telefone+com+fio+classic+london++c/+rediscagem+-+classic


Gotinhas mágicas para cabelos mais bonitos


Autor: Phoebe ~ 21 de março de 2012. Categorias: Coisinhas de Mulher.

O óleo de coco é o mais novo “produto da moda”, pela promessa de emagrecer e detonar a gordura abdominal só com o consumo de uma colher de sopa por dia.

Se emagrece mesmo ou se é pura enganação, não sei. E acho que nunca vou saber, porque não me agrada a idéia de engolir uma colher de óleo gosmento! Como existe o óleo também em cápsulas, talvez um dia eu até me anime e resolva fazer o teste se o negócio é tão bom assim como andam dizendo.

Agora, em pelo menos uma coisa, posso afirmar com certeza absoluta: o óleo é milagroso para os cabelos!

Como eu faço a escova definitiva (X-tenso da L´Oreal), chega a uma fase em que as pontas do cabelo já ficam bem ressecadas, mesmo fazendo hidratação e usando bons produtos. Desde que resolvi voltar a ser loira, aí a coisa degringolou de vez! Faço luzes com um produto também da L´Oreal, próprio para quem faz esse alisamento (não tem amônia na composição), mas mesmo com todos os cuidados, o cabelo fica muito seco. Tipo vassourinha piaçaba mesmo!

Já meio desanimada e quase desistindo da idéia de ter cabelos lisos E loiros (ou um, ou outro), comecei a pesquisar na internet sobre o que eu poderia passar na juba para que os cabelos voltassem a ficar bonitos. E então me deparei com vários depoimentos de pessoas que, por acaso ou não, descobriram o poder do óleo de coco!

Com base nos depoimentos, já fiz várias experiências:

a)  li o relato de uma moça que estava passando 1 colher de chá do óleo nos cabelos depois de lavados. Segundo ela, o cabelo não ficava com o cheiro do óleo e não ficava com aspecto oleoso. Fiz o mesmo no meu cabelo. De fato, não ficou com aspecto oleoso, mas ficou com cheiro de óleo de coco. Não é um cheiro desagradável, muito pelo contrário, mas como o cheiro é perceptível por quem está perto, não gostei dessa experiência.

b) Outra moça afirmou que estava passando o óleo no cabelo antes de lavá-lo. Passa o óleo, deixa um tempo agindo (uma hora ou mais), e depois lava normalmente. Fiz isso e até gostei, o cabelo ficou bem mais hidratado, mas não tão sedoso como na vez em que passei o óleo e deixei.

c)  E na busca pelo meio-termo, fiz uma nova tentativa: coloquei o óleo em um recipiente vazio de sabonete líquido e, depois de lavar os cabelos normalmente, coloquei nas mãos o creme sem enxágüe que costumo usar e pinguei umas 3 a 5 gotinhas do óleo de coco. Misturei bem e passei nos cabelos. Os cabelos ficaram com brilho, super sedosos, hidratados e, o que é melhor: sem cheiro de óleo! Também não ficaram pesados e muito menos com o aspecto oleoso. Ficaram com aquela carinha de cabelo sadio de propaganda de shampoo!

Acho que, dependendo do tipo de cabelo e do grau de oleosidade ou de ressecamento, outras pessoas poderão se adequar mais à primeira ou à segunda opção de uso do óleo. Eu me adequei perfeitamente à terceira opção e agora rezo para que o óleo de coco nunca mais saia de moda, porque já não consigo me imaginar sem a ajuda dessas gotinhas mágicas.

Vassourinha piaçaba agora, só a da bruxa do João e Maria!

Phoebe


Jessica Alba e seus vestidos


Autor: Phoebe ~ 13 de março de 2012. Categorias: Coisinhas de Mulher, Monalinda da Semana.

A Jessica Alba é aquele tipo de mulher tão linda e tão fofa que, ao invés de ser invejada, é simplesmente admirada.

E uma coisa que chama a atenção logo de cara é o seu jeito super feminino de se vestir.

Por mais que a dupla calça + blusa seja prática, um vestido sempre confere feminilidade e um certo charme, e pensando nisso, separamos alguns modelos da Jessica para que sirvam de inspiração às mulheres. Quanto aos homens… certamente os nossos leitores não irão se opor a esse post!

Jéssica é tão fofa que sai nas fotos com os pezinhos tortos! :)

Novamente os pezinhos. Tem coisa mais feminina? rss!

Aqui no Brasil, existem à venda vestidos tão lindos quanto – ou até mais. Eu adoro os tomara-que-caia para os dias de passeio, ou até mesmo para trabalhar, combinados com um casaquinho. Os vestidos com o corte do “pretinho matador” da Jessica Alba também caem legal no corpo e são perfeitos para todas as ocasiões (desde que o decote não seja tão generoso)!

Phoebe
@vi_marassi

 

 


Curso de Mecânica Básica DPaschoal


Autor: Mafalda ~ 8 de março de 2012. Categorias: Coisinhas de Mulher.

O Curso de Mecânica Básica DPaschoal do ano passado, anunciado aqui, foi um SUCESSO!

E por conta deste sucesso, este ano teremos novamente o Curso da DPaschoal, nos dias 08, 24 de março e outra datas a serem marcadas, em mais de 50 lojas da rede, em t0do Brasil! Para participar,  faça seu cadastro no site do curso:
http://migre.me/8dbIb

Afinal, nós mulheres também queremos aprender e ter noções básicas de mecânica, informações preciosas na hora em que o carro dá algum problema bem no meio do trânsito, ou na conversa com um mecânico.

O principal objetivo do Curso DPasschoal é  transmitir informações técnicas e ampliar o conhecimento sobre o funcionamento e principais cuidados com o veículo.

“Não queremos formar mulheres para o mercado de trabalho. A intenção é que elas tenham conhecimento e saibam agir, em situações como por exemplo, um pneu vier a furar, ou até mesmo, a direção do veículo ficar trepidando. As edições que já realizamos foram bem importantes para quem participou”, comenta o gerente de negócios e varejos, Leandro Ritcher.

No curso será possível aprender com um técnico especializado, de maneira simples e prática, cuidados com o carro, dicas sobre segurança, conservação, manutenção, direção defensiva e troca na hora certa de peças que sofrem maior impacto e desgaste nos veículos, como pneus, suspensão, amortecedores, bateria e freios.

Mulheres apoiam o curso
Participante do curso na última edição, Daniela Batalha garante que o aprendizado é muito importante no dia a dia. “Descobri algumas coisas que eu não conhecia. Agora, já sei como agir em alguma situação de apuro que vier acontecer comigo”, explica. Batalha esteve no curso realizado no Shopping Prado, em Campinas.

Abaixo segue a lista de lojas que teremos o curso e suas datas. As inscrições podem ser feitas através do site da empresawww.dpaschoal.com.br

Siga também a DPaschoal no Twitter: @CaminhoD
E curta a Página no Facebook: CaminhoDPaschoal

 


Não existe a perfeição – neuras femininas


Autor: Phoebe ~ 6 de março de 2012. Categorias: Coisinhas de Mulher, Curtindo a Vida, Ponto Gê.

Ela vai para o salão toda semana, hidrata o cabelo, faz as unhas e dá um corte. Bate ponto na academia no mínimo três vezes por semana, almoça salada e janta um shake de farmácia. Passa base, pó, batom, lápis e rímel. Aplica creme contra celulite duas vezes ao dia. Se ainda não fez plásticas, sonha loucamente com o dia em que irá colocar silicone nos seios e tirar alguns gramas de gordura do abdômen.

Ela é escrava da beleza e se acha feia. Todos dizem que é linda, mas ela sabe que aquele pneuzinho e aquela celulite mal-instalada acabam com a sua auto-estima. Ela é insegura e sempre acha que o namorado irá trocá-la qualquer dia desses por alguma mulher que seja mais perfeita do que ela.

É um relato triste, mas verdadeiro e cada vez mais comum. Dizem que essa neura feminina começa desde a mais tenra infância, quando a filha começa a observar o comportamento da própria mãe. Pode ser verdade – lá em casa minha mãe sempre teve uma vaidade sob controle, saudável. Ia a salões, mas não era escrava deles. Nunca ficou se lamentando que estava gordinha ou que o cabelo estava feio ou que o esmalte da unha descascou e-não-tenho-tempo-de-ver-a-manicure-ainda-hoje.

Simplesmente aceitar a si mesma, sem neuras nem cobranças. O que puder ser melhorado, ótimo: uma ajeitada no cabelo aqui, uma plástica se você acha o seu nariz horrível, um aparelho nos dentes para dar uma alinhada, um blush para dar um aspecto mais saudável à fisionomia. A vaidade é inerente à mulher, já nascemos vaidosas. Isso é saudável, não há nada de errado.

O problema passa a existir quando a mulher nunca está satisfeita consigo mesma, sempre encontrando pequenos defeitos que a fazem ficar deprimida.

Quando isso acontece, há que se trabalhar muito a cabeça para afastar esses pensamentos e, se sentir que não está conseguindo, é o caso de buscar ajuda profissional (psicólogo, terapeuta etc).

Para dar uma reforçada na auto-estima, nada melhor do que ouvir essas duas músicas: “Just the way you are”, do Bruno Mars, e “Born this way”, da Lady Gaga.

Bruno Mars canta sobre uma mulher que ele acha linda, exatamente do jeito que ela é, embora ela mesma não se ache bonita. “A risada dela, ela odeia mas eu acho tão sexy”. Ele a elogia mas ela não acredita nas palavras dele. “É tão triste que ela não veja o que eu vejo”.

Já Lady Gaga diz que não há nada de errado em amar-se do jeito que você é, pois Ele fez você perfeita, e “Deus não comete erros”. Não se esconda na culpa/arrependimento, ame-se do jeito que você é.

Então, da próxima vez que ouvir um elogio, acredite. Não tenha a pretensão de ser perfeita, pois os defeitos que você enxerga, na maior parte das vezes são vistos somente por você.

Phoebe

 

 


A melhor batata frita do mundo!


Autor: Phoebe ~ 23 de fevereiro de 2012. Categorias: Coisinhas de Mulher, Mona em Família.

Não sei se já houve um concurso para identificar a melhor batata frita do mundo. Mas, para mim – e imagino que para 99% das pessoas -, a melhor batata frita seria aquela que não entupisse as minhas artérias e as minhas coxas com aquele litro de gordura que costuma ser utilizada na sua fritura.

Eu, mesmo com duas crianças pequenas em casa, nunca havia preparado batatas fritas nas refeições. Primeiro porque acho meio perigoso dar para crianças uma coisa que é mergulhada em uma panela com 1 litro de óleo.  E depois pelos fatores ligados ao próprio preparo: morro de medo de me queimar e lembro das inúmeras queimaduras que minha mãe “ganhava” ao fritar batatas e bifes para a gente em casa. Depois ainda vem a questão ambiental: o que fazer com o óleo após o preparo? Porque você tira a batata e fica aquele óleo todo lá. Se for reaproveitar, a ideia não parece ser muito higiênica. E se for descartar, vem a questão ambiental: não pode jogar no ralo da pia, tem que acondicionar em uma garrafa, etc., etc.

Por tudo isso, imagina o meu sorriso ao ver que existia uma fritadeira elétrica que fazia batatas fritas com apenas uma colher de óleo! (Há outra que faz isso sem óleo algum, mas essa segunda opção não me fez sorrir em razão do preço, que é quase o dobro da primeira).

Fiquei namorando as fotos da fritadeira Actifry (Arno) pela internet, observando os preços, até que surgiu uma boa oportunidade e trouxe essa coisa linda para casa!

A ideia é fantástica e, depois de quase um mês de uso, posso afirmar que, na prática, o aparelho cumpre o que promete.

E é ainda melhor: pode-se usar qualquer tipo de óleo, inclusive azeite. E esse ingrediente somente é necessário no caso de batatas naturais. Para fritar aquelas batatas fritas que já vem cortadas e congeladas, não é preciso colocar sequer uma gota de óleo.

Você abre a tampa, joga as batatas lá dentro, coloca o timer para apitar dali a 20 minutos ou meia hora, aperta “ligar” e vai resolver suas coisas. O aparelho faz tudo sozinho e você recebe as batatas ao final, bem sequinhas, muiiito crocantes por fora e macias por dentro. Jogo por cima delas um pouco de sal com teor reduzido de sódio (da Linea) e dou para as crianças sem culpa na consciência!

O aparelho não faz só batatas, cozinha também outros tipos de receitas (inclusive vem acompanhado de um livro que ensina a fazer várias coisas, como Yakissoba).

Ainda não é um aparelho barato, mas reduziu bastante o preço nos últimos meses (antes era encontrado por R$ 1.000,00, agora já pode ser comprado por R$ 600,00 e a tendência é que baixe cada vez mais).

Vai uma batatatinha aí? ;)

Se quiser comprar o produto, clique na imagem acima – ou AQUI! ;)

Phoebe

 

 


Riley – a versão moderna e de carne e osso da Mafalda do Quino


Autor: Mafalda ~ 3 de janeiro de 2012. Categorias: Coisinhas de Mulher, Mona em Família.

A pequena Riley é a tradução real e moderna da Mafalda do Quino. Veja só que garotinha inteligente e questionadora! Vai dar trabalho para os pais. :D

Em tempo… também acho sacanagem quando existem brinquedos que são super legais para meninos, os adultos acharem que é só de meninos e que as meninas não tem interesse porque não é algo “feminino”.

Lembrei do caso da filha de uma vizinha, que tem uma coleção de dinossauros, daqueles realistas, com dentes e cara ameaçadora (e não os fofinhos da Discovery Kids. rsrs), e ela queria “Dinossauros” como tema de aniversário. A mãe não achou muito feminino o tema, e deu um jeito de mudar.

Vi o vídeo da Riley no blog “Não Acredito!


Projeto Desembaranga Euba 2011 – 1


Autor: Eubalena ~ 7 de novembro de 2011. Categorias: Cantinho das Monas, Coisinhas de Mulher.

O projeto desembaranga está de volta e sem data prevista para acabar.  Esta  nova etapa terá a participação da nutricionista Carol Morais (do blog Fale com a nutricionista ) e do personal trainer Giuliano, com conselhos uteis para o processo de desembaragamento.

Todo mundo que acompanhou o desemabaranga antigo sabe que eu parei de escrever sem dar nenhum motivo. Pois bem, eu não consegui emagrecer. Meu corpo mudou, está mais definido por causa dos exercícios físicos, mas peso que é bom, nada…Daí, aquilo foi me dando uma gastura, uma raiva, “um queimor”, a pessoa se jogou de corpo e alma na coca 0 e no pão francês e continua a mesma rechonchuda de sempre.

Agora, com quase 40 anos, sentindo toda a dificuldade de dar fim num mísero quilinho mas, por outro lado, mais madura, resolvi ser boazinha comigo, definir metas mais reais e não estipular tempo para alcançar as metas. Vou emagrecer, não tem como isso não acontecer fazendo tudo certo, mas vou fazer isso tranquilamente, sem neuras.

No momento peso alarmantes e revoltantes 79,6 kg. Sim, alarmantes porque é peso pra caramba e revoltantes porque já fiz uma redução de estômago, eliminei 40 kg e recuperei a metade, e isso me dá um sentimento de culpa, me sinto ” a fracassada”. A primeira meta é eliminar 5% deste peso e, para isso, não estou seguindo uma dieta propriamente dita, estou mudando a minha alimentação seguindo as dicas da Carol. Como atividade física, estou 3 vezes por semana com o Giuliano, trabalhando aeróbico e musculação – sim, ele é um carrasco!  E  lutando Muay Thai 2 vezes por semana. Fora as caminhadas diárias de 1 hora (hoje acordei as 5.30 da manhã pra caminhar. SO-COR-RO!)

A alimentação

Meu dia está começando com 1 copo de água morna com limão. Eu achei que seria impossível de tomar, mas é tranquilo.   Segundo a Carol, isso ajuda a limpar o intestino. Sim, vocês sabiam que tem cocô que fica lá, preso a vida toda no intestino?

Depois da água morna, eu tomo 1 copo de suco funcional:

1 folha de couve manteiga (1 dois cubinhos de gelo de couve já previamente batida com um pouquinho de água.  Limpo a couve, coloco tudo no liquidificador com um pouco de água e congelo em cubinhos de gelo), 1 fruta, 300 ml de água e linhaça hidratada (1 colher de sopa de linhaça em grão num copo de água. Deixa de molho durante a noite e coloca tudo no suco) e uma “moeda” de gengibre.  O suco fica delicioso. As vezes eu coloco 150 ml de suco de uva branca e completo com água. Fica ótimo!

Se achar que isso não vai dar até o lanche, eu como 1 fatia de pão integral com azeite de oliva temperado.

No meio da manhã como 1 fruta e castanhas do pará, ou amendoas.

No almoço, muita salada, legumes cozidos ou refogados, 1 carne, arroz integral e feijão.

Lanche da tarde (eu faço 2) como o mesmo da manhã e na janta eu faço um saladão, mais legumes e pronto.

Tem muito legume gostoso e diversas maneiras de prepará-los. Não tem mais tédio no preparo dos alimentos, é só descobrir a maneira mais gostosa.

E muita água, muito chá de cavalinha e hibisco para acabar com a retenção de liquido!
OProjeto Desembaranga Euba será todo sábado aqui no Monalisa.

 

Beijos

 

Euba

 

 


Miss Universo 2011 – acompanhamos ao vivo em videocast


Autor: Mafalda ~ 12 de setembro de 2011. Categorias: Coisinhas de Mulher, Curtindo a Vida, Sofá da Mona.

O Miss Universo 2011 foi realizado pela primeira vez no Brasil, em São Paulo – comemorando os 60 anos do concurso!

Nós da Monalisa de Pijamas não perdemos esta festa, e com todo o GLAMOUR que o evento pede, acompanhamos ao vivo a transmissão pela Tv Bandeirantes.

Além de mim, Euba e Phoebe, também participaram do videocast a Jú Teófilo – colaboradora aqui na Monalisa – e a nossa querida amiga e podcaster Maira Moraes do Papo de Gordo. E junto conosco, muitos ouvintes acompanharam o videocast, o que tornou tudo muito mais divertido!!

Quem perdeu o Videocast pode assistir aqui a gravação de ontem.

 

WEEEEEEEEEEEEEE!!!! MONACAST AO VIVO!!! SERÁ QUE AS CONEXÕES DA EUBA E DA PHOEBE VÃO AGUENTAR??
Se não conhece ainda nosso PODCAST aproveite para escutar o episódio “Concursos de Beleza”, clicando AQUI.



Sorvete doce e salgado juntos!


Autor: Mafalda ~ 8 de julho de 2011. Categorias: Coisinhas de Mulher, Curtindo a Vida.

Oi gente,

Hoje a dica é para quem gosta de sorvete.  Tem uma marca super famosa aqui chamada Ben & Jerry’s.
Lembrei de contar para vocês porque aqui  tá fazendo um calor de endoidar. Para isso,  um sorvetinho nunca é demais, concordam?

Como minha praia é doce e salgado juntos, achei o sabor ideal: o Chubby Hubby, tecla sap – maridinho gordinho.
É de baunilha com uns caracóis de chocolate (fudge) e de presente, pretzels, aqueles salgadinhos em formato de coração, mas cobertos com chocolate. Tudo misturado e ao mesmo tempo agora, rsrsrs.

Há varios outros sabores interessantes, como sorvete de Creme Brulée ou Cinnamon Buns, que são uns pãezinhos de canelas bem famosos aqui. Tem também sorbets, que são como raspadinhas e sorvetes feitos com iogurte.
Há várias “Scoop Stores”  espalhadas pelos EUA e até em Cingapura.

Mas a minha dica é: ir no Wal Mart, Publix ou Target  comprar o sabor que você quiser e se lambuzar num parque, ou no hotel.





Busca

© 2007-2017 Monalisa de Pijamas - Todos os direitos reservados. Contato: mafalda [arroba] monalisadepijamas.com.br