Porque fazer humor e podcast é uma arte
































Corram para as colinas – o pior do Natal



Por Mafalda - 19 de dezembro de 2011. Categorias: Sofá da Mona.

Li em novembro deste ano, que um juiz nordestino havia proibido a execução da versão from hell da cantora Simone da lindíssima música (a original) XMas (war is over) em lojas e espaços públicos. A versão é um assassinato a sangue frio ao bom gosto, especialmente dos que, como eu, têm em John Lennon um de seus ídolos mais queridos. Fui uma pessoa feliz, como todos os iludidos, até que soube que essa foi uma trollada (sério, detesto trolladas, pois sou em essência uma pessoa crédula). Saber que se tratava de um factóide foi uma pá de cal na minha já fragilizada crença na justiça. Simone já me havia imposto uma agressão auditiva quando gravou sua versão de “Será” de Renato Russo. Pensei: “até que enfim alguém usa sua autoridade para parar com esses crimes hediondos contra o bom gosto”. Triste ilusão… Então, ingênuos como gnus tocaiados por leoas, podemos ser pegos a qualquer momento pela famigerada música natalina de Simone. Vai comprar seus presentes? Então esteja preparado… Quem quiser sofrer, basta dar play no vídeo abaixo e se contorcer com um combo sinistro: playback + Simone/versão + Domingão do Faustão.

Outro combo angustiante é o encontro de Roberto Carlos com padres cantores. Na verdade, em primeiro lugar não entendo padres cantores. Depois da onda de novidade (naquela época) do Padre Marcelo, parece que os padres cantores tomaram caminhos paradoxais (ao meu ver) tornando-se padres cantores/galãs. Não parece conflituoso? Mas há uma vertente, que embora não tenha intenção nenhuma de despertar esse tipo de admiração, é capaz de me chocar pela aparente dissociação com algo elegante e de bom gosto. É muito desapego ou falta de noção? Roberto Carlos depois de passar por poucas e boas, naturalmente apegou-se à sua fé. Mas Roberto Carlos teve toda uma carreira pautada no apelo romântico, do café da manhã pra dois entre outras estripulias carnais. Daí meu estranhamento. A ironia, talvez. Nada contra uma ou outra religião, mas acho estranho quando o mensageiro parece ser mais importante que a mensagem. Enfim…. Dá play aí e manda sua opinião.

Por último e não menos importantes, os “especiais” de Natal. Primeira memória sobre esse período era a seguinte: a emissora anunciava um pacote de filmes incríveis (sim, era um época pré-videocassete) e você ficava aguardando. E ficava nisso. Nunca era exibidos todos os filmes anunciados. Aprendi a não confiar em promessas muito precocemente. Thanks, emissoras brazucas! Atualmente os tais “especiais” nem sempre têm temática natalina e a impressão que tenho é que são pilotos de programas (ou encalhados ou para um test-drive de audiência) que eles disparam aleatoriamente já que está todo mundo viajando ou em festas.

De qualquer modo, agradeço a todos aqui do blog e aos leitores e ouvintes do Monacast pelo carinho e participação. Desejo a todos um feliz Natal, com muita risada, amigos, familiares, alegrias e boas lembranças dos que já se foram. Natal para mim é isso: estar com quem amamos e lembrar que é esse amor que nos apóia e motiva por todos os outros dias. E se Papai Noel estiver lendo, please, uma TV mais divertida, inteligente e menos preconceituosa para todos!


Veja também:

6 Comentários to Corram para as colinas – o pior do Natal

  1. Ronald

    Jú, nessa época do ano é que percebo o quanto amadureci. A uma década atrás eu estaria falando mal do Natal, atacando o mercado capitalista, a Simone, o Faustão, o Roberto Carlos. Hoje, simplesmente ignoro. Faço do meu Natal aquilo que acredito, partilhar as vitórias e refletir as derrotas. Ajudar quem eu amo, e às vezes ajudar quem nem mesmo conheço. É isso.

    [Responder]

    Ju Teófilo Resposta:

    @Ronald, Cara, tenho a mesma sensação pessoal. E, aliás, faço o mesmo que vc! Bom Natal! Bjs

    [Responder]

  2. André Ruz

    Torturas da Ju agora?? Correrei para as colinas!!

    Pra mim, cada Natal e Ano novo é em um lugar diferente. Esse ano passarei o Natal na casa da minha namorada japa.. O melhor é que as tias dela amam videoke.. vou expor todo meu talento!

    A propósito.. ganhei um panetone da empresa.. alguém quer? A Mafalda me fez acreditar que tem gosto de vomitado azedo..

    [Responder]

  3. Léo Bruski

    Palmas pra esse Juiz que proibiu essa musica, o mulherzinha xarope essa semana que nunca teve outra musica so essa bucha.
    Meu Pai sempre adorou ela hauaua #quemerda.
    Muito bom o texto, seguindo essa linha, corram para as montanhas pois os “pocotós” de natal e verão estão chegando.

    [Responder]

  4. Mané

    Bom, Jú, eu como um bom metaleiro, que já não morre de amores por esse estilo de música pseudo-natalino, só posso assinar embaixo do q vc escreveu…ainda prefiro a versão natalina dos garotos podres – Papai Noel Velho Batuta http://www.youtube.com/watch?v=VQtlhZFC_QY. Bjos do Mané CLQ.

    [Responder]

Deixe seu comentário:





Busca

© 2007-2016 Monalisa de Pijamas - Todos os direitos reservados. Contato: mafalda [arroba] monalisadepijamas.com.br