Porque fazer humor e podcast é uma arte
































Intimidade é uma Merda!



Por Eubalena - 15 de dezembro de 2010. Categorias: Cantinho das Monas, Sem categoria.

Um dia conhemos alguém, trocamos telefone, e-mail, saímos para conversar e quando nos damos conta, a pessoa já é frequentadora da nossa casa e da nossa vida e, em alguns casos, dividindo a cama, mesmo estando, nós, com a perna cabeluda. E isso é o que chamamos de intimidade.

Mas o que é intimidade? Segundo o dicionário, é a qualidade de íntimo. Que, por sua vez,  é aquilo que atua no interior, doméstico, familiar.

Para muitos, intimidade é poder participar ativamente da vida de outra pessoa. Para outros é fazer xixi de porta aberta. Ou seja, a intimidade tem vários níveis. Mas, a única coisa que a intimidade faz, em qualquer um deles, é prejudicar um relacionamento.  Em outras palavras, intimidade demais atrapalha.

Intimidade e liberdade, apesar de parecerem se completar, não podem fazer parte do mesmo pacote. Ter intimidade com alguém não significa que temos liberdade para viver a vida junto com ela. Porque existe uma grande diferença entre fazer parte da vida de alguém e viver a vida de alguém.

Mas por que intimidade acaba com relacionamentos? Pelo simples fato dela, na grande maioria dos casos, causar preguiça. Preguiça de reacender a chama sempre. E isso não cabe somente aos relacionamentos amorosos. Isso é crucial até para as amizades. Quando se é bastante íntimo de alguém, não sentimos mais a necessidade da conquista. E, sem a conquista diária, as amizades e os amores se vão.

Assim, um textinho curto mas de coração.

Beijos

Euba

Veja também:

12 Comentários to Intimidade é uma Merda!

  1. Betinho

    Esses textinhos curtos, mas de coração, é que trazem bons conselhos.
    É por isso que pessoas como eu têm problemas com intimidade. Odeio gente que entra na minha vida pra pisar minhas pegadas. O bom é quando a pessoa caminha ao seu lado sem esquecer o próprio caminho.

    [Responder]

  2. Ju Teófilo

    Acho que o que a gente mais sente falta e busca na vida (sem saber) é a intimidade. É estar ao lado de quem é familiar, que nos conhece, sem precisar maiores explicações (ó a preguiça aí…). Mas quando a gente alcança, o que acontece é meio que isso mesmo: pernas peludas na correria do dia a dia. Depois um punzinho que escapa, um arrotinho… e aí é ladeira abaixo. Daqui a pouco te chamam pra ver se o cocô tá esquisito ou não ou pra examinar aquela unha do pé… Será algum relacionamento escapa disso? Euba, acho que o que move a humanidade é a preguiça. Fazemos as coisas pra, um dia, não termos mais que fazer…rsrs Não seria diferente no setor convivência.
    Bjs

    [Responder]

  3. Rafael Kaen

    Concordo, tem hora que intimidade atrapalha muito!

    [Responder]

  4. Camila Téo

    Oi Euba e meninas LINDAS do Monalisa de Pijamas…
    Agradeço pelo texto tão lindo e sincero… É uma pena que muitas de nós tenhamos tanta dificuldade em conseguir manter a chama acesa depois que entra a intimidade, depois que invadimos e somos invadidas rsrsrs.
    Um beijo enorme e até mais.

    [Responder]

  5. Davi Graeff

    Concordo contigo Euba.
    Intimidade tem limites!
    A pessoa tem que ser minha amiga há anos pra abrir a geladeira lá de casa, e me conhecer até a alma pra usar o banheiro de porta aberta.

    E terei pesadelos com essa foto da perna cabeluda de salto…

    [Responder]

  6. GeorGUN

    Olha, vou ser sincero: achei seu texto, pra mim, um pouco confuso. Digo isso porque o seguinte: quando se lê uma vez, você, de uma maneira até instintiva, consegue absorver a idéia central dele; mas quando se lê duas ou três vezes, senti meio perdido.
    Intimidade, seja em qualquer tipo de relação, no amor ou na amizade, só e somente virá quando se possui confiança. Só assim, penso eu, é que o indivíduo terá mais “liberdade” em abrir sua intimidade (por favor, não pensem de maneira pejorativa).
    Entendo, pelo menos nas minha definição, que o indivíduo, na sociedade em que vivemos, estamos sempre buscando nossa própria felicidade, ou seja, ser feliz de maneira individual. E nisso a intimidade não entra nesse conceito. Por quê?
    Porque o conceito de individualidade está formado por duas coisas simples: Liberdade e privacidade. Invariavelmente, querer ser íntimo ou compartilhar intimidade é abrir mão destas duas coisas que disse anteriormente. E nisso, minha querida Euba, tenho que discordar em seu quarto parágrafo. Pra se ter intimidade da outra pessoa, você também tem que se abrir, e isso é muito sério numa relação, pois estará dando um grande passo para ser ou não feliz. E isso só o tempo dirá.
    Eu acho que o problema mesmo é que vivemos numa sociedade com ensinamentos que nossos avós (e pais) ainda insistem em introduzir nas nossas mentes acerca dos padrões de comportamento que cada sexo tem que desempenhar. Homens fazem isso e mulheres fazem aquilo, ou vice versa. E aí, quando a coisa fica mais séria, tanto homem quanto mulher (isso mesmo, a culpa é dos dois) têm medo quanto à descoberta de certos defeitos ou vícios de seu oposto, chegando ao ponto disto acumular e desgastar a relação.
    É gostoso reconquistar? LÓGICO QUE SIM! Mas tem que partir de quem? DOS DOIS! Como? Conversa e bom humor! e se não der certo? é porque são realmente incompatíveis. Tire lições disso e parte pra outro relacionamento; ou fica só e se auto avalie.
    Intimidade não acaba com relacionamentos. O que acaba é a morna convivência de um casal que não se atreve a serem mais íntimos por puro medo. Medo do outro achar diferente e não gostar.
    Pra que duas pessoas seja realmente íntimas uma com a outra, não é só amor ou carinho ou afeto ou afeição ou só dormirem na mesma cama. Coversar, ter bom humor, dividir-se, abrir mão… e muitas outras que não me lembro agora, é que fazem uma relação ser duradoura. O que acaba com a relação, repito, é você mesmo ou mesma desistir de se arriscar e prolongar os momentos felizes mútuos.
    Desculpem-me pelo texto longo.

    [Responder]

    Ju Teófilo Resposta:

    @GeorGUN, Muito legais suas considerações.

    [Responder]

  7. Leandro bastos

    pois dentro de um relacionamento tenho certeza , que tem que ter tempo hora , dizendo em minha visão deixar o individo respirar o caso de se enjoar pois na verdade quem ama dizem que nunca se enjoua .Claro voce tem que deixa a pessoa fica com saudades, para a pessoa percebe que voce não é aquela coisa insuportaval que ela ou ele nem pode sair que voce já ligar querendo,saber aonde estou , outra visão pois é do gosto de música lugares aonde frequetam pois isso é super dificil lhe da no relacimento. Se os dois saberem entrar em um acordo ir ao locau mesmo, sem decriminação , pois isso vai bem longe o relacionamento o amor é algo que agente descobrismo facil .
    Leiam o texto é uma boa reflequição para todos que já namoraram e entedem do amor entre si .

    [Responder]

  8. Nei Grando

    Intimidade é ser intimo de alguém, geralmente de quem gostamos, de outra forma não deveriamos ter permitido. Para mim, quem escreveu este texto é imatura, pois só ve um ângulo, uma face negativa do assunto. Concordo porém que abusos, exageros e excessos não devem ser permitidos nem tolerados e que a rotina e a mesmice precisa ser quebrada, renovar, reconquistar, redescobrir a si mesmo e ao outro é necessário para que a intimidade seja plena.

    [Responder]

    Ju Teófilo Resposta:

    @Nei Grando, Nei, texto com senso de humor é assim mesmo…

    [Responder]

  9. Lanuê Chiavoloni

    Estou em um relacionamento a 2 anos, e moramos juntos a 1 ano.
    Temos total intimidade, sabemos o que um gosta ou não gosta, e respeitamos um ao outro, cada um sabe o limite do parceiro.
    intimidade não nos atrapalha,fazemos prevalecer o respeito que um tem pelo outro.Não acredito que a intimidade vai fazer com que um relacionamento acabe. um relacionamento não envolve só isso, há muitas outras coisas em jogo. estou super feliz em sermos intimos :D afinal não existe relacionamento sem intimidade.

    [Responder]

  10. Lana Mayla

    Bom, primeiro: parabéns pelo texto!!!
    Concordo bastante com a Euba quando diz que intimidade demais atrapalha. Por outro lado, tem seu ponto positivo. Capitou?rss
    Acho que como tudo na vida há vantagens e desvantagens em ser íntimo de alguém ou vice-versa. Mas há que se ter um limite. Usando o exemplo dado, esse negócio do namorado/marido ver a gente sentada no banheiro de porta aberta, é totalmente broxante. Fora uma série de exemplos por aí afora.
    Vale lembrar que por mais liberdade que se tenha com alguém, deve-se ter um certo equilíbrio. Acredito que o maior erro que a maioria do ser humano comete em um relacionamento é “achar que o outro já está conquistado”.
    É isso, espero ter contribuído! =)

    [Responder]

Deixe seu comentário:





Busca

© 2007-2016 Monalisa de Pijamas - Todos os direitos reservados. Contato: mafalda [arroba] monalisadepijamas.com.br