Porque fazer humor e podcast é uma arte

































Dance pra dar um up!


Autor: Eubalena ~ 23 de fevereiro de 2011. Categorias: Curtindo a Vida, Mona POP, Sofá da Mona.

Calor, excesso de trabalho, volta às aulas, retorno da rotina, fim do horário de verão, grandes desafios pela frente, final de um relacionamento, assédio no trabalho, whatever… Cada um terá seus próprios motivos em qualquer fase do ano para se sentir meio cansado e/ou desanimado. Mas a vida não é como na novela, em que as pessoas vivem pra sentir e ninguém interrompe um pensamento filosófico com a lembrança de que a geladeira está vazia e é preciso ir ao mercado, mesmo sem vontade. A vida real é dura e segue.

Então a gente precisa de alguma coisa pra dar um up. Que seja para rir, para lembrar-se do que de fato importa, que seja pra tomar coragem, pra se inspirar. “Inspirar”… A própria palavra já revela sua importância, pois nos lembra de ar nos pulmões, oxigênio, energia, vida. E dançar, mesmo sem saber é tão bom! Uma vez vencida a timidez inicial na pista de dança ou no anonimato de quartos e salas, nada como soltar a franga dançando. E foi pensando um pouco sobre isso que selecionei algumas (das muitas) cenas que sempre me trazem algo de bom.

Todos nós guardamos um pouco da revolta e indignação adolescente. Impulso de vida. Quem nunca quis sumir em meio ao som bem alto, fugir na letra de uma música ou sair dançando por aí lindamente, dando uma banana para os problemas? É o que lembro quando vejo esta cena de Billy Elliot.

Depois de pegar pesado o dia todo, trabalhando como soldadora (sim, você leu isso mesmo) nossa heroína ia para casa de bicicleta. Chegando em casa, o que fazer para relaxar? Dançar e ensaiar como se não houvesse amanhã! Polainas e esparadrapo nos pés, um péssimo corte de cabelo, uma vida sem escova progressiva e muita atitude! Você fica dias cantando “she´s a maniac..” depois desse vídeo e periga se matricular em uma aula de jazz ou sapateado (uma amiga minha me dizia que essa cena dava ânimo para fazer dieta… rsrs).

E quem nunca sonhou dançar com aquela pessoa especial? Mas nada de bailinhos em garagens ou boatinhas. Nos sonhos a gente dança bem e dá show. A gente abre a pista! Sim, nós sempre causamos. Adoro essa cena do filme “Perfume de Mulher” em que o protagonista (cego) conduz esse tango de parar a respiração…

Um dos filmes que sempre assisto quantas vezes reprisar é “De repente trinta”. Tem coisas fundamentais que sabemos aos treze e esquecemos aos trinta. Uma delas é a capacidade de não ter vergonha (e noção) para nos jogarmos na coreografia daquela música. Irresistível.

E nada como auto-estima, não? Aquela sensação de se sentir bem na própria pele. De ter a coragem de chamar o povo pra dançar na festa da firma, acreditando saber dançar. E curtir. Fechar os olhos e esquecer os olhares chocados e constrangidos. Ninguém sabe se te socorre ou se dança junto… Confesso que adotei o estilo Elaine de dança livre há muito tempo. Desde que a música eletrônica tomou conta do mundo e meus passos old school dos anos 80 e 90 não se encaixavam mais com “músicas” parecidas com sirenes e ruídos de computador.

Na próxima vez que você tiver vergonha de dançar e curtir, lembre-se dessa cena e divirta-se!


Clique no retângulo acima para acessar o blog da Ju Teófilo


“Mãe, eu quero brócolis!”


Autor: Phoebe ~ 20 de julho de 2008. Categorias: Sem categoria.

Você já leu em centenas de artigos de jornais e revistas sobre o quanto isso é importante para a sua saúde, mas não tem jeito, não é mesmo? Não tem quem te convença a incluir no seu prato coisinhas “deliciosas” como brócolis, abóbora, beterraba, pepino etc. Também não tem quem te faça trocar uma torta de chocolate deliciosa por uma salada de frutas, óbvio!

Quando a gente tem filhos, parece que a situação fica ainda mais crítica. Por mais que a gente até tenha aprendido a gostar de um ou outro alimento saudável, de repente você nota que não tem macumba, mágica ou chantagem que faça seu filho aceitar comer aquele insosso pedaço de cenoura. Então desde cedo a gente vai vendo nossas crianças adquindo hábitos nada saudáveis à mesa, comendo basicamente carboidratos e uma ou outra proteína, sem as vitaminas necessárias proporcionadas pelas frutas, legumes e verduras.

Para nós e nossos filhos, foi lançado um livro curioso e interessante: “Deliciosos e Disfarçados – Como tornar a alimentação do seu filho saudável sem que ele perceba”, da Jessica Seinfeld (esposa do humorista Jerry Seinfeld).

A sua proposta é incluir frutas, legumes e verduras no preparo de alimentos que estamos acostumados a ingerir, com leves modificações nas receitas. Começa ensinando a preparar purês que podem ser congelados (purê de abóbora, de couve-flor, de beterraba etc.), que serão incluídos no preparo das receitas. Ao invés de comprar hamburguer no mercado (aliás, vocês sabem como é feito esse hamburguer industrializado? Nem queiram saber! rs), a gente pode pegar carne moída, farinha de rosca, 1/2 xícara de purê de couve-flor ou de cenoura, mais alguns condimentos e preparar em casa o nosso hamburguer, com a vantagem de deixá-lo maior e mais alto do que aqueles vendidos nos mercados (além, claro, de serem bem mais saudáveis).

O livro inclui receitas para o café da manhã, almoço, lanche e jantar, com itens que agradam não só as crianças, mas principalmente os adultos. Muffins de maçã, ovos mexidos, panquecas americanas, bolo simples para o lanche, nuggets de frango, bolinhos de arroz, palitinhos de mussarela, pizza de pão, ovos endiabrados, macarrão com queijo, quesadilhas, tacos, chili de peru, brownies, pudim de chocolate, cookies de chocolate, bolinhos de limão e framboesa e cookies de aveia e passas são apenas algumas das dezenas de receitas saudáveis ensinadas pela autora do livro, todas incluindo os purês de frutas ou legumes.

Para quem é mãe, vale a pena ter o livro como forma de dar uma incrementada na alimentação do filho. E quem tem mãe, vale a pena dar o livro como forma de “presente em causa própria”. Quer coisa melhor do que se deliciar com uma receitinha preparada pela mamãe? ;)

Beijos da Phoebe!





Busca

© 2007-2019 Monalisa de Pijamas - Todos os direitos reservados. Contato: mafalda [arroba] monalisadepijamas.com.br