Porque fazer humor e podcast é uma arte

































Monacast 129 – Músicas para dançar no Ano Novo de 2018


Autor: Mafalda ~ 9 de dezembro de 2017. Categorias: podcasts.

129-MusicaspraDancar

Mafalda e família desejam um Feliz e Próspero Ano Novo para todos, com uma playlist musical  neste Monacast Especial “mata saudades” – Músicas para dançar no Ano Novo de 2018!!!


Torturas da Euba


Autor: Eubalena ~ 16 de setembro de 2011. Categorias: Torturas da Euba.

E mais um verão se aproxima e mais um estilo musical está pronto para estourar em cada canto do país para o deleite do grande público.

A música da vez é o KUDURO. Sim, Kuduro. E não, não se trata de uma dança específica para endurecer uma parte peculiar da anatomia humana. É tipo um funk, com alguns passos de country e uma pitada de axé… Bom, pelo menos foi isso que eu achei assistindo essa menina dançar.

Mas não pense que é só ela que se joga de corpo, alma e cabelão na batida angolana do Kuduro, tem muito marmanjão rebolando bonito!

Alguém reconhece o moço ai???

Euba


Torturas da Euba


Autor: Eubalena ~ 15 de julho de 2011. Categorias: Torturas da Euba.

A tortura de hoje foi sugerida por @falcaoazul e nos faz pensar…Pensar muito no futuro da humanidade.


Torturas da Euba


Autor: Eubalena ~ 27 de maio de 2011. Categorias: Cantinho das Monas, Torturas da Euba.

Hoje uma tortura leve para lembrar que 2012 está logo ali na esquina!

Tá, fiquei com inveja do corpinho do menino de biquini preto. Sou normal?

Beijos

@Eubalena


Torturas da Euba


Autor: Eubalena ~ 6 de maio de 2011. Categorias: Torturas da Euba.

Eu não sei o que esses senhores beberam, mas quero uma dose do mesmo tamanho daquele ali de colete!

Obrigada Rose, pelo post pronto!

Euba


Dance pra dar um up!


Autor: Eubalena ~ 23 de fevereiro de 2011. Categorias: Curtindo a Vida, Mona POP, Sofá da Mona.

Calor, excesso de trabalho, volta às aulas, retorno da rotina, fim do horário de verão, grandes desafios pela frente, final de um relacionamento, assédio no trabalho, whatever… Cada um terá seus próprios motivos em qualquer fase do ano para se sentir meio cansado e/ou desanimado. Mas a vida não é como na novela, em que as pessoas vivem pra sentir e ninguém interrompe um pensamento filosófico com a lembrança de que a geladeira está vazia e é preciso ir ao mercado, mesmo sem vontade. A vida real é dura e segue.

Então a gente precisa de alguma coisa pra dar um up. Que seja para rir, para lembrar-se do que de fato importa, que seja pra tomar coragem, pra se inspirar. “Inspirar”… A própria palavra já revela sua importância, pois nos lembra de ar nos pulmões, oxigênio, energia, vida. E dançar, mesmo sem saber é tão bom! Uma vez vencida a timidez inicial na pista de dança ou no anonimato de quartos e salas, nada como soltar a franga dançando. E foi pensando um pouco sobre isso que selecionei algumas (das muitas) cenas que sempre me trazem algo de bom.

Todos nós guardamos um pouco da revolta e indignação adolescente. Impulso de vida. Quem nunca quis sumir em meio ao som bem alto, fugir na letra de uma música ou sair dançando por aí lindamente, dando uma banana para os problemas? É o que lembro quando vejo esta cena de Billy Elliot.

Depois de pegar pesado o dia todo, trabalhando como soldadora (sim, você leu isso mesmo) nossa heroína ia para casa de bicicleta. Chegando em casa, o que fazer para relaxar? Dançar e ensaiar como se não houvesse amanhã! Polainas e esparadrapo nos pés, um péssimo corte de cabelo, uma vida sem escova progressiva e muita atitude! Você fica dias cantando “she´s a maniac..” depois desse vídeo e periga se matricular em uma aula de jazz ou sapateado (uma amiga minha me dizia que essa cena dava ânimo para fazer dieta… rsrs).

E quem nunca sonhou dançar com aquela pessoa especial? Mas nada de bailinhos em garagens ou boatinhas. Nos sonhos a gente dança bem e dá show. A gente abre a pista! Sim, nós sempre causamos. Adoro essa cena do filme “Perfume de Mulher” em que o protagonista (cego) conduz esse tango de parar a respiração…

Um dos filmes que sempre assisto quantas vezes reprisar é “De repente trinta”. Tem coisas fundamentais que sabemos aos treze e esquecemos aos trinta. Uma delas é a capacidade de não ter vergonha (e noção) para nos jogarmos na coreografia daquela música. Irresistível.

E nada como auto-estima, não? Aquela sensação de se sentir bem na própria pele. De ter a coragem de chamar o povo pra dançar na festa da firma, acreditando saber dançar. E curtir. Fechar os olhos e esquecer os olhares chocados e constrangidos. Ninguém sabe se te socorre ou se dança junto… Confesso que adotei o estilo Elaine de dança livre há muito tempo. Desde que a música eletrônica tomou conta do mundo e meus passos old school dos anos 80 e 90 não se encaixavam mais com “músicas” parecidas com sirenes e ruídos de computador.

Na próxima vez que você tiver vergonha de dançar e curtir, lembre-se dessa cena e divirta-se!


Clique no retângulo acima para acessar o blog da Ju Teófilo


Torturas da Euba


Autor: Eubalena ~ 18 de fevereiro de 2011. Categorias: Torturas da Euba.

Essa tortura foi enviada por Marcos, O Gênio do Mal do blog www.devoradores.com e conseguiu acabar com parte da minha infância.

E o que aconteceu agora? Descobriram que palavras derivadas de fuga podem dar duplo sentindo às músicas? Noooosa, quanta genialidade! Não via isso desde o clássico “Talco no Salão.”

Também gostaria de agradecer ao figurinista do vídeo que destruiu o uniforme mais legal das super-heroínas da minha época!

Resumindo, cagaram com a Liga da Justiça só para dizer que a Mulher Maravilha tem de fazer sexo com o Super Homem. Mas, meu caro amigo compositor, quando eu estava no pré-escolar, lá com meus 5 anos… Na remota década de 80 eu já contava a piada (tá, eu não entendia, mas contava):

Super Homem passa voando e vê no alto de um prédio a Mulher Maravilha nua em movimentos convidativos. Ele para, faz o serviço e sai correndo para salvar alguém. No outro dia pede desculpas para a Mulher Maravilha pelo trabalho rápido e ela responde:
Tudo bem, mas você precisa pedir desculpas para o Homem Invisível. Não sei se ele gostou!
– ninguém precisa morrer de rir –

Ou seja, TODO MUNDO JÁ TINHA PENSADO NISSO!


Torturas da Euba


Autor: Eubalena ~ 9 de fevereiro de 2011. Categorias: Cantinho das Monas.

Tenho a teoria que depois da 3ª dose é só não prestar atenção a letra de algumas músicas e se jogar para a vida.
Dai que estava eu ali, fazendo nada, e me deparei com um forró que estaria na lista das “Músicas que meu povo canta!” do Bolinha.
Parece que a música anda fazendo muito sucesso e, para ser sincera e fiel à minha teoria, eu me jogaria nela, já devidamente “leve”.
Vamos combinar que a dancinha no refrão é muito prática, quase um créu para idosos. Ah, tá! O rayban espelhado do convidado (que parece meio perdido, por sinal.) é tudo!

- Ei Tem Duas Nega. E ai, Vamo Arrastar?
Pro shanadu a gente Bota O Bicho Lá.
Quem és tu? És Boiolão? Tu Vai ou Não?

Mas enfim, o vídeo em questão não é este, é de uma música que responde à ele. Na verdade parece que rola um babado forte no meio.

Não sei o que gostei mais neste 2º vídeo: se o cenário, se a dancinha ou se a perna meio morena / meio branca das dançarinas, principalmente a loirinha da frente.
ô, gente, poderia ter rolado uma meia-calça invisivel da Joelma, né?
http://www.monalisadepijamas.com.br/cantinho-das-monas/torturas-da-euba-viii


Torturas da Euba


Autor: Eubalena ~ 24 de janeiro de 2011. Categorias: Cantinho das Monas.

E vamos começar bem o nosso penúltimo ano aqui na Terra com uma torturinha crocante, sim, algumas vezes até meio choquitante. Escatológicamente Choquito!

Num primeiro momento, vejamos um lado não torturante e engraçadinho de falar no tema.  Atente para as minhocas e para a vaca!

E agora, delicie-se com o poder de transformar merda em mais merda:

Depois de assistir ao 2º vídeo, fale a verdade: não acreditas mesmo em 2012?





Busca

© 2007-2018 Monalisa de Pijamas - Todos os direitos reservados. Contato: mafalda [arroba] monalisadepijamas.com.br