Porque fazer humor e podcast é uma arte

































Bumbum de Gracyanne Barbosa causa polêmica


Autor: Mafalda ~ 9 de fevereiro de 2013. Categorias: Mona POP.

As redes sociais foram tomadas por uma enorme repercussão na madrugada desta sexta-feira. A modelo e mulher-músculos Gracyane Barbosa foi flagrada no desfile da escola Unidos do Jacarezinho, no Rio de Janeiro, com um bumbum considerado por especialistas como “estranho, talvez até mesmo flácido!”. A polêmica foi intensa. Protestos e manifestações seguidos de quebradeiras e saques ocorreram durante a madrugada em todo o país. A transmissão oficial da Rede Globo chegou a bloquear as imagens, alegando uma falha técnica, mas teóricos da conspiração trataram de desmentir a justificativa oficial da emissora, mostrando que o restante do desfile ocorreu sem problemas. Fontes que não quiseram se identificar publicaram imagens na Internet que mostram ainda menos músculos e mais flacidez que as poucas imagens oficiais publicadas, porém desconfia-se que o uso de programas de edição de imagens como o Photoshop podem ter destacado o problema afim de ampliar a polêmica.

Em nota ofical, Gracyanne declara: “emagreci 9 kg e o bumbum pode até ter ficado flácido, mas ninguém é perfeito. Diminuí a minha maratona na academia por causa dos ensaios, mas não me preocupo com isso. As pessoas comentam o que elas quiserem, é um direito delas”. Tal declaração foi mal recebida pela mídia e público. “Como ela pode afirmar que não se preocupa com isso depois de dedicar tantas horas a malhação pesada?” afirmam alguns de seus principais opositores. “Ela nunca foi tudo isso, já era hora de cair a máscara”, declara outra desafeta. Defensores e membros do fã-clube de Gracyanne afirmam que a Globo é a culpada por divulgar as imagens sem o devido tratamento. “Todo mundo sabe que a lei obriga pelo menos um Photoshop básico no bumbum antes da imagem ir ao ar”, afirmou o presidente do F.C.B.B.G.B. (fã-clube do bumbum da Gracianne Barbosa).

A repercussão internacional também foi intensa. A rede de TV CNN desdenhou o Brasil como principal fonte de mulheres-bumbum, afirmando que outros países da África e América Central já despontam no mercado mundial. Na Itália e na França houveram greves parciais, mas que puderam ser controladas rapidamente. As Nações Unidas pediram um minuto de silêncio pela tragédia na abertura de sua última reunião. Especialistas mundiais em nadegofilia negaram que este é o início de uma crise mundial, mas alertaram para o fato do consumo elevado de fast-food e refrigerantes, que segundo eles é a causa principal deste problema.

O mercado financeiro não passou incólume ao fato. As ações das empresas de anabolisantes, que vinham de altas expressivas nos últimos anos, despencaram rapidamente após a divulgação das imagens, ativando até o circuit-break no Bovespa durante alguns minutos.

Considerado por muitos como o culpado, o personal trainer de Gracyanne se recusou a falar diretamente sobre o fato. Mas seus advogados de defesa afirmaram que o treino dela esteve intenso como sempre, ainda mais com a proximidade do carnaval, e ainda rebateram: “ela que faltou nos últimos dias por causa dos ensaios na escola. Não podemos assumir a culpa quando a própria interessada não comparece como devia na academia!”.

Em nota oficial, Dilma Rousseff declarou que abrirá uma sindicância para investigar o caso e punirá exemplarmente os culpados. “As mulheres-bumbum são uma instituição no país! Não podemos deixar que tal catástrofe se repita no futuro”. O governo também promete dedicar mais recursos para vídeos educativos de musculação, anabolisantes e rebolado. “É com estes investimentos na educação básica que evitaremos estas tragédias no futuro. A imagem do Brasil como país-bumbum não poderá ser arranhada novamente.”, termina a nota oficial.

A própria modelo Gracyanne prometeu treinar pelo menos duas horas diárias com um leg press. Apesar de um certo ceticismo, a mídia reagiu positivamente a afirmação, mas certamente irá acompanhar e cobrar o cumprimento das promessas.

Falcão Azul

Fonte: Ego

 


Vergonha Alheia: A tempestade solar


Autor: Mafalda ~ 3 de abril de 2012. Categorias: Vergonha Alheia.

Olá caros multimilionários, tudo bem?

Recentemente, todos soubemos que houve uma tempestade solar que atingiu a Terra, e foi motivo para algumas empresas de TV a cabo, celuar e internet justificarem sua incompetência.

Claro que o jornalismo investigativo não poderia ficar de fora e correr para entrevistar um especialista no assunto, correto?

Tudo bem, você deve ter pensado no seu celular e na sua internet, coisas mesquinhas, convenhamos. Mas chegou a pensar no que fazer com seus satélites? E o pior!! E seus astronautas????


André Ruz

http://FornalhaSolar.wordpress.com

 


MTV 20 anos – uma divisora de águas


Autor: Phoebe ~ 20 de outubro de 2010. Categorias: Mona POP, Sofá da Mona.

Agora em outubro a MTV Brasil completa 20 anos. Quem é novinho e já cresceu na era MTV provavelmente não entende, mas quem já está na faixa dos 30 e viveu aquele momento, sabe o quanto ele foi especial.

Estávamos em uma época em que não existia internet, MP3 e Youtube. Acompanhávamos as notícias sobre música através das revistas – especialmente a Bizz, que depois se tornou Showbizz -, e pelo Fantástico (momento “teu passado te condena”). Lembro até hoje da expectativa que se formou antes da apresentação do clipe “Black or White” do Michael Jackson, a Globo anunciando dias antes que passaria o famoso clipe durante o Fantástico… Dentre os artistas brasileiros, praticamente não havia a produção de videoclipes, a não ser aqueles produzidos pela própria TV Globo. E a música em si era artigo raro: lembro de passar horas diante do aparelho de som, devidamente sintonizado na rádio Transamérica, esperando que tocassem alguma música em especial que eu gostaria de gravar na fita cassete. E essas gravações eram péssimas, claro, porque sempre vinham com a voz do locutor ou com uma vinheta anunciando o nome da rádio bem no meio da música.

Nesse cenário, a notícia da vinda da MTV para o Brasil soou como uma promessa de liberdade. Teríamos música de boa qualidade 24hs, com acesso aos melhores videoclipes internacionais e notícias sobre o cenário musical do Brasil e do mundo.

Só não esperávamos que a MTV viesse com tanta qualidade. Era uma verdadeira coleção de excelentes profissionais encaixados em programas com formatos inovadores. Claro que, como todo grupo de jovens, tratamos logo de eleger os nossos VJ’s preferidos e os nossos “musos” e musas inspiradores (a queridinha dos meninos era, de longe, a Cuca Lazarotto, e as meninas suspiravam por Gastão e Zeca Camargo – até então, Edgar Piccoli ainda não fazia parte do canal).

No embalo das comemorações, a MTV apresentará o Top 20 Brasil com Cuca Lazarotto, Sabrina Parlatore e Sarah Oliveira. Ótima chance para matar a saudade das meninas!

TOP 20 Especial, com Vanessa Hadi, Cuca, Sabrina e Sarah

Dia: 20/10 – quarta-feira, às 16h30, com 2hs de duração, no canal da MTV

Para ficar perfeito, faltava apenas um especial com Gastão, Edgar e Thunderbird!

Saiba mais sobre a programação de aniversário! http://mtv.uol.com.br/20anos/

Beijos da Phoebe!


A primeira geração de VJ´s da MTV Brasil – a foto é do excelente post de Zeca Camargo na G1 falando do começo da MTV. Clique aqui para ler.


Comprando pela internet sem cair em golpes


Autor: Phoebe ~ 26 de maio de 2009. Categorias: Cantinho das Monas.

pindebit.blogspot.com

Devido à boa repercussão do post sobre as armadilhas existentes nos contratos de financiamento, resolvi escrever mais alguns posts relacionados ao consumo e os direitos dos consumidores, começando com dicas para quem gosta de comprar pela internet mas tem medo de cair nas mãos de golpistas.

Eu confesso que sempre fui meio kamikaze com relação ao comércio virtual. Antes mesmo de surgirem os grandes portais de compra, como Americanas e Submarino, eu já me aventurava comprando CD´s e livros em sites absolutamente desconhecidos, o que me rendeu uma certa experiência em identificar golpistas.

A maior fogueira que já pulei até hoje foi ao conseguir escapar de um golpe praticado por estelionatários que conseguiram se cadastrar no Buscapé, chegando a ostentar a condição de “loja ouro” (ou seja, uma loja “confiável”). Comprei uma máquina digital e por muito pouco não perdi o dinheiro, graças a uma das dicas que passarei a seguir.

1) Em suas andanças pela internet, você chega até o endereço de uma atraente loja virtual e encontra, por um bom preço, produtos que há muito você vinha procurando. O primeiro passo é investigar os dados de registro desse site – quem o registrou? Pertence a uma pessoa física ou pessoa jurídica? O e-mail de contato indicado no registro confere com o listado no site? Tudo isso você pode verificar em sites que oferecem o serviço “whois”, a exemplo do site Registro.br.

2) Você procurou o serviço “whois” e viu que a Loja de Macumba da Tia Joaninha está registrada em nome de uma tal empresa Macumba & Despachos Inc., com um certo CNPJ n.º 11.111.111/1111-11. Como saber se esse CNPJ existe mesmo e se pertence à tal empresa? É bem simples: basta ir ao site da Receita Federal e consultar o comprovante de CNPJ da loja. Caso o CNPJ indicado exista realmente, no site da Receita você terá acesso ao cadastro da empresa, podendo ver informações como o endereço, ramo de atividade, data de abertura e se a empresa está ativa ou inativa. No caso da Loja de Macumba da Tia Joaninha, você constatou que ela existe há vários anos, comercializa objetos como os que você pretende adquirir e possui sede no endereço informado no site da loja. Então pode ir em frente na sua compra, sabendo que são baixos os riscos de estar lidando com golpistas.

3) Já no caso da loja “Pantufinhas e Pantufetes do Palhaço Macarrão”, você verificou no “whois” que o site está registrado em nome de um tal José Francisco Artur Mateus Inácio de Loyola Abrantes Macarrão, com o CPF n.º 111.111.111-11. Você foi até o site da Receita Federal para consultar o comprovante de CPF do indivíduo, e descobriu que esse número de CPF não existe, ou até existe mas pertence a outra pessoa. Nesse caso, o melhor é desistir da compra e procurar em outra loja virtual os produtos desejados, pois não há como garantir que você esteja lidando com pessoas honestas.

4) Você já verificou todos os dados e pôde ter certeza de que a empresa realmente existe e aparenta ter credibilidade, mas ainda assim está com o pé atrás, sem saber se deve ou não concretizar a compra. Para ficar mais seguro, você pode procurar os serviços de sites que recebem reclamações de consumidores. O que eu mais gosto e recomendo é o Reclame Aqui. Recentemente vi um site que vende fraldas a domicílio e pesquisei no Reclame Aqui para ver se havia queixas de consumidores, tendo encontrado pouquíssimos registros (menos de 7), todos sobre supostos atrasos na entrega, tendo a empresa resolvido todas as pendências registradas no site, demonstrando tratar-se de uma loja confiável. Por outro lado, há 2 anos encontrei no Buscapé uma empresa vendendo a máquina digital que eu queria, por um preço excelente. Comprei através do cartão de crédito e, estranhando a demora na entrega, resolvi pesquisar no Reclame Aqui: decepção total! Havia dezenas de registros de consumidores que compraram objetos caros e não receberam. A loja virtual era, na verdade, uma fachada para a ação de golpistas!

5) Se o produto for caro, é melhor comprar através do cartão de crédito, de preferência em várias prestações, ao invés de pagar o valor à vista através de depósito bancário. Foi apenas em razão dessa cautela que eu não cheguei a perder dinheiro no tal golpe da máquina digital. Ao verificar que a loja estava dando golpes nos clientes, vasculhei a internet atrás de informações sobre os responsáveis, consegui um número de telefone e entrei em contato com eles. Usando meu jeitinho-meigo-de-ser (ham-ram), fui logo com o pé na porta, avisando que se não procedessem ao estorno da compra junto à VISA até as 17hs daquele dia, eu acionaria o Ministério Público, a Polícia e a imprensa. A pessoa do outro lado da linha informou que faria o estorno naquele mesmo momento mas, como eu não acreditei em sua palavra, corri para preparar logo uma petição para dar entrada no Juizado Especial, requerendo liminarmente o cancelamento da cobrança na minha fatura. Nem precisei usar a tal petição porque os caras de fato fizeram o estorno prometido. Quanto aos que pagaram através de depósito bancário, até hoje não receberam o dinheiro de volta - e nem receberão. Quando se compra com cartão de crédito, há a chance de sustar a cobrança das parcelas na Justiça, evitando assim um prejuízo maior.

Em outra oportunidade darei dicas de como comprar com segurança no Mercado Livre.

Boas compras!

Beijos da Phoebe





Busca

© 2007-2019 Monalisa de Pijamas - Todos os direitos reservados. Contato: mafalda [arroba] monalisadepijamas.com.br