Porque fazer humor e podcast é uma arte

































Dra. Frau Gertrudes – O Encosto


Autor: Eubalena ~ 8 de maio de 2012. Categorias: divã da mona.

Durante um das meus muitas casamentas, acordei certo manhã e pensei:

- Já sei! Casei com um mulher, uma fez, hã!?

Só isso poderia explicar os mudanças repentinas da humor, o fala entre as dentes, os bufadas de raiva…TPM explicaria tudo isso, non?

Depois olhei bem, verifiquei toda o anatomia, procurei por marcas de costura e constatei que non, non me casara com um mulher. Aquele ser que muda como os fases do lua, é realmente uma homem.

Durante toda esta tempo dedicada ao estudo de campo chamada “casamento”, comparo os atitudes da macho que pesquiso com os das demais colegas que participam da mesma estudo e, o grande maioria, reporta o mesma situaçon, o qual chamamos de “a períoda da encosto”.

Sim! Os maridas recebem uma encosto que non vai com o cara dos esposas.

No minha caso, eu até tento me aproximar dele, manter uma contato amigável, uma fez…Mas a encosto é irredutivel. Da momenta que ele “baixa” até a segunda que deixa seu cavala, preciso pisar nas ovos pelo casa, uma fez.

Ainda non conseguimos, colegas pesquisadoras e eu, chegar a uma concluson sobre qual períoda exata da mês – assim como o TPM – o encosta aparece. Algumas maridas incorporam perto do final da mês, até o quinta dia útil, outras – essas ainda necessitando da estudas mais aprofundadas – quando o time da fussball perde. Mas, todas as maridas apresentam “o encosta” toda mês.

Em uma estuda comparativa entre o TPM e “a encosto”, avaliamos, uma fez, o rapidez e o eficácia das antidotos contra ambos.

O TPM pode ser rapidamente controlado com o usa de chocolates e do opçon “concordar” com tuda o que o portadora do sindrome pronunciar. Já a encosto, ao contrária da que se pensa e se atribui ao sexa feminina, é uma monstro voraz e sem controle.

Bebidas, alimentos, carinho, elogio…Nada disso ajuda a encosto a subir. Por mais que se tente agradar, mais a encosto se manifesta.

Se você, caro amiga pesquisadora autonomo da homem na verson marida, quiser participar desta grande estuda, mande suas relatórias para nós. Juntas poderemos exorcisar o encosta, uma fez.

Nosso próxima assunta será: Objetos, como eles cegam nossas maridas.

Dra. Frau Gertrudes


No Sofá: True Blood x Filmes de Vampiros dos anos 80


Autor: Mafalda ~ 28 de outubro de 2009. Categorias: Sofá da Mona.

AVISO: Há SPOILERS neste texto para quem não viu ainda a série True Blood!

Comecei a assistir a série True Blood de tanto que falaram no Twitter. Como na adolescência eu adorava filmes de Vampiros, fui conferir.  Não achei o máximo como muitos falaram, mas é interessante e a história te prende .  Tem cenas legais e outras bem fracas, para não falar esdrúxulas: como naquela em que a “mulher com uma cabeça de boi empalhada na cabeça” sai correndo atrás do “transformista de bichos”. A cabeça devia estar pesada, pois eles fingem correr rápido. É muito ridículo, parece cena feita por estudantes de cinema ou qualquer curso de comunicação.

Mas não vou fazer uma análise da série e sim compará-la aos filmes de vampiros dos anos 80, em específico um sucesso de 1985: A Hora do Espanto.

E já pude ver algumas diferenças e similaridades entre a série atual e o filme de 85.

Bom, de parecidos temos os lindos vampiros!


A bela vampira Jessica de True Blood e o ator bonitão Chris Sarandon da Hora do Espanto

Sempre homens e mulheres charmosos, com olhares hipnotizantes, aquele olhar de “lobo mau” ou de “loba má”. Tipo: “Vem aqui, que vou fazer você de lagartixa!” Ahahahah!


Os casais em True Blood e A Hora do Espanto (Fright Night)

No entanto, os vampiros das séries atuais parecem que são mais “humanos” e conservam sua beleza sempre, mesmo quando nervosos! Isso já não acontecia nos filmes “antigos” (sentindo velha agora). Naqueles filmes de vampiros, o bonitão ou bonitona na verdade eram seres monstruosos e a beleza era apenas uma ilusão, talvez para caçar a presa. Quando atacados, eles mostravam realmente como eram:

Felizmente ( ou não ) True Blood não é assim.


A Rainha Vampira Sophie de True Blood, fazendo charme


e aqui a Rainha “muito brava”!
graaauuuu!

Além disso, os filmes dos anos 80 eram feitos para adolescentes, como a maioria ainda é hoje. É um filme de terror, sendo que o cara bonito e bom moço apresentado no início do filme se torna um monstro  medonho no final. Para fazer a galera gritar!

Já True Blood é para público adulto. A começar pelas várias cenas de sexo, tanto na apresentação como na série em si.  O diferencial dos vampiros caçando pessoas é que eles se tornam politicamente corretos e conscientes. Pelo menos alguns deles. Então, ao invés de matar uma pessoa para tomar o seu sangue, eles podem tomar o “True Blood”, uma bebida que imita sangue e que alimenta vampiros. Algo como o “bonzo” dos Vampiros.hehehe


Assim como os humanos, há vampiros de bom e mau caracter em True Blood

E há toda aquela coisa inteligente de que agora os vampiros são uma comunidade e devemos viver com as diferenças. Agora vem os SPOILERS:

Além de conviver com vampiros, também há Minotauros, pessoas que viram bichos e por aí vai. Acho que é um jeito lúdico de mostrar aos adultos como conviver com as diferenças, assim como fazem com as crianças. Se você estiver em um metrô e ônibus, e uma múmia monstro ressuscitada aparecer, ofereça o assento à ela, afinal ela já tem tantos milhares de anos de vida à mais que você.

Mas apesar do roteiro inteligente, personagens bacanas, o mais legal mesmo em True Blood é ver a velha e boa fórmula do trio amoroso, que também estava presente no filminho dos anos 80.

Beijos,
Mafalda


Monacast 3- Coisas que dão medo!!


Autor: Mafalda ~ 17 de janeiro de 2008. Categorias: podcasts.

03-coisasquedaomedo.jpg03-coisasquedaomedo.jpg

Atenção, recomendamos escutar este Monacast durante a noite, para você ficar com medo! UAHAaaaaaaaaaaaaah!

Mafalda, Eubalena, Beth e Lara comentam sobre as Coisas que dão Medo! Desde baratas, besouros, galinhas e cobras à filmes de terror, aparição de espíritos e assombrações, Ets e ovnis.

Começamos falando sobre a Mansão Winchester, com seus fantasmas: http://www.winchestermysteryhouse.com/

Passamos pela cobrona no meio da estrada. Olha só o bichinho:

quebramolanomatogrosso-1.jpg

E conversando sobre filmes de terror, o mais sinistro e pavoroso é o “Exorcismo de Emily Rose” que conta uma história real na década de 70. Para conhecer toda a história desta garota alemã cujo nome verdadeiro é Anneliese Michel, só clicar neste link em português: http://www.fimdostempos.net/anneliese_michel.html

anneli11.jpg

Também tem este link, em espanhol, com cenas reais do exorcismo da menina. Beth, quem me passou o link, disse que não conseguiu ver as fotos, por conta do medo:

http://www.lacoctelera.com/pedrojosetena/post/2005/11/21/anneliese-michel-verdadera-emily-rose#comentarios

Se você gostou deste Monacast, MANDE UM EMAIL com comentários para mafalda@monalisadepijamas.com.br, que no próximo monacast nós comentamos sua mensagem!

Beijos sombrios da Mafalda





Busca

© 2007-2019 Monalisa de Pijamas - Todos os direitos reservados. Contato: mafalda [arroba] monalisadepijamas.com.br