Porque fazer humor e podcast é uma arte
































Ponto Gê: nem a pau, Juvenal…



Por Mafalda - 24 de novembro de 2009. Categorias: Ponto Gê.

Não, não e não.
Nada disso.
Fora de cogitação.
Não existe a possibilidade.
Nem a pau, Juvenal.

Dizer ‘NÃO’ é uma tarefa complicadíssima para muitas pessoas. Muitas mesmo. Não para mim. Sempre tive muita facilidade de trabalhar a palavra. Na verdade, eu adoro trabalhar essa palavra. Dizer NÃO representa descanso, tranqüilidade e ausência de problemas. Dentro do meu mau-humor hereditário, dizer não é rotina em minha vida. Isso não me torna uma pessoa negativa, certo? Não?

Na maioria das vezes, um SIM representa uma série de coisas ou acontecimentos que você nem imaginava antes de dizer a palavra. Agora um NÃO, no máximo vai te levar a um ‘porquê’, e para facilitar o diálogo é só emendar, “Porque não”. FIM. Simples como hidrogênio (H).

Tenho uma lástima muito grande para com as pessoas que não sabem dizer não. Muitas vezes falta até a minha compreensão para isso. Mas estive pensando, como aquelas pessoas que sempre dizem SIM, lidam com situações que deveriam dizer NÃO.

Dessa forma resolvi eleger algumas situações que suas respostas devem ser uma das alternativas citadas no início deste texto. Vamos lá.

O marido diz:
-Amor, a minha mãe pediu…

Você:
Não, não e não.

Nada disso.
Fora de cogitação.
Não existe a possibilidade.
Nem a pau, Juvenal.

- Amor, você não acha que este vestido está curto demais?
- Não.

- Amor, vou ficar até mais tarde na empresa. Tenho uma reunião importante. Ok?
- Nada disso.

- Amor, sabe aquela sua amiga solteira? Então, sabe aquele meu amigo…
- Não existe a possibilidade.

- Amor, eu estou um pouco cansado hoje, (domingo tem corrida na televisão), quem sabe se nós deixássemos esse almoço com a sua mãe para outro dia.
- Fora de cogitação.

- Amor, você promete que vai no shopping, mas não vai comprar nada?
- Não existe a possibilidade.

- Amor, esse vai ser meu último copo, prometo?
- Nem a pau, Juvenal.

- Amor, tem certeza que você não sabe onde está aquela camiseta que eu trouxe de Porto Seguro? Aquela escrita: Salvo as lindas e afogo as feias?
- Não, não e não.

- Amor, traz uma cervejinha gelada pra gente, o jogo já vai começar.
- Não existe a possibilidade.

- Amor, a empregada ligou. Ela não vai poder vir e tu sabes que hoje é dia do poker com os caras, então se tu pudesse…
- Nem a pau, Juvenal.

E a clássica…

- Amor, o problema sou eu, não você.
- Disso tenho CERTEZA.

Para essa pergunta, estão todos autorizados a dizer SIM.

Um beijo

Veja também:

6 Comentários to Ponto Gê: nem a pau, Juvenal…

  1. Cadu

    Vc voltou \o/

    Que saudades da minha reporter predileta.

    Mas quanto aos diálogos q você citou de exemplo o problema é que eram perguntas, perguntas dão espaço para respostas e respostas negativas, o correto seria

    “Amor, vou ficar até mais tarde na empresa! Tenho uma reunião importante! Tchau!” e fim de papo

    Beijão Ge, some não, pra vc eu digo “sim”

    [Responder]

  2. Twitter Trackbacks for Ponto Gê: nem a pau, Juvenal… | Monalisa de Pijamas [uol.com.br] on Topsy.com

    [...] Ponto Gê: nem a pau, Juvenal… | Monalisa de Pijamas monalisadepijamas.virgula.uol.com.br/ponto-ge/ponto-ge-nem-a-pau-juvenal – view page – cached Monalisa de Pijamas, Não, não e não. Nada disso. Fora de cogitação. Não existe a possibilidade. Nem a pau, Juvenal. Dizer ‘NÃO’ é uma tarefa [...]

  3. Jônatas Galasso - @jojonerd Brasília-DF

    Olá meninas!

    Concordo com vocês quando dizem que as vezes é dificil para as mulheres dizerem não! Mas também é difícil pro homem viu!

    Tinha que existir a terapia do não! Hahahaha

    Abraços.

    [Responder]

    Mafalda Resposta:

    Concordo Jônatas! :D
    abraços

    [Responder]

  4. Euba

    Eu não sei dizer não. Só me ferro por conta disso!

    [Responder]

  5. Suyan Meneses

    Eu já tive alguns problemas por não ter dito um grande e definitivo não. Agora depois de irritações consigo dizer não aos colegas que saiu muito serviço para pouco ou nenhum retorno. Tenho que lembrar das aulas indiretas uso de não do pai quando eu era criança. Era um não bem claro sem direito a reclamação.
    Vou usar muito para referência.

    [Responder]

Deixe seu comentário:





Busca

© 2007-2016 Monalisa de Pijamas - Todos os direitos reservados. Contato: mafalda [arroba] monalisadepijamas.com.br