Porque fazer humor e podcast é uma arte
































VAI UM BRINQUEDO AÍ?



Por Eubalena - 4 de março de 2009. Categorias: Mona em Família.

http://www.flickr.com./photos/electrobot5000/1545043130/

É incrível como não percebemos a mudança de nossas próprias percepções sobre determinadas situações.

Uma certa vez, quando minha Pititiu tinha lá seus dois anos, fui a uma festa de aniversário de dois primos meus que faziam sete e nove anos.

No meio da festa, que estava muito divertida, eu e ela encontramos um quarto da casa aonde eram guardados os brinquedos dos aniversariantes.

A partir do momento que entramos, o que para ela foi uma festa à parte, devido a grande quantidade de carrinhos, bonecos, jogos, tv com filmes infantis, CDs, pipas, gibis e um monte de outras coisas, para mim foi algo que me deixou perplexo por demais. Imediatamente me perguntei como era possível duas crianças juntar tantos brinquedos?

E não se engane se você ao ler a descrição acima imaginou um quarto todo arrumado, com estantes para os brinquedos, armários próprios para os DVDs e livros. Aquele cômodo era uma verdadeira bagunça, uma tremenda desorganização. Na realidade, mais da metade dos “brinquedos” eram verdadeiras tralhas, um monte de pedaços de brinquedos, uma grande parte eram usados sem qualquer aparência de zelo.

Enquanto fiquei lá, analisei a quantidade e pelos meus cálculos, tinha, no mínimo, um brinquedo para cada 15 dias de vida de cada dos aniversariantes.

Saí da festa decidido a não repetir o mesmo erro, se é que posso assim considerar o fato de atolar a criança com brinquedos.

Acontece que, acabo de voltar do quarto da minha filha e o que me motivou a escrever sobre esse assunto é que ele se encontra em um estado igual ou pior ao que vi três anos atrás na casa dos meus primos: uma verdadeira bagunça, lotado de brinquedos e tralhas!

Porém, essa não foi a minha pior constatação que pude ter dessa situação. Eu explico: nessa semana passada, voltando de uma visita a um cliente pela rodovia, avistei de longe uma pipa da Hello Kitty cor de rosa, toda estilizada, uma coisa linda. Paguei R$ 30,00 todo satisfeito acreditando que ela ia adorar, achar o máximo!

Já em casa, a chamei para descer na garagem e mostrar a pipa nova. Ela olhou, disse que era legal e simplesmente foi brincar no Playground. Nem pegou ela e saiu correndo um pouquinho…

Nesse momento, estou eu decepcionado, sentado segurando a pipa na mão, quando a minha esposa vira e diz:

- É! Foi-se o tempo em que ganhar um brinquedo novo era motivo de alegria.

Percebi então que depois de ter repudiado aquele comportamento dos meus tios de atolar a criançada dele com brinquedos, estava fazendo o mesmo com a minha filha. E nem tinha percebido.

Na realidade, não é que hoje não se fica mais feliz por ganhar um brinquedo novo. É que ganham brinquedos a torto e direito, sem motivos que justifiquem o merecimento.

Agora, me dêem licença que tenho um trabalhinho para fazer: dar uma limpa nos brinquedos dela. Vou separar os melhores e os que ela mais gosta. E o resto vai tudo para doação, principalmente aqueles que vem com o McLanche Feliz, que vão no mesmo dia para o baú e de lá não saem mais, esquecidos. Ou, como aconteceu algumas vezes, nem do carro saiu.

Veja também:

7 Comentários to VAI UM BRINQUEDO AÍ?

  1. Daniela Moreno

    rsrsrsrs!!! sei bem como é isso… tenho 4 filhos (1 adolescente e 3 meninas entre 6 e 3 anos). Decretei há 2 anos que não guardaríamos NADA!!! Incrivelmente, elas tem 2 bonecas cada, algumas Barbies (inevitável!!), roupinhas de bonecas, e mais meia dúzia de brinquedinhos prediletos de cada uma…. nada de Mc Lanche Feliz (que combinamos ficar na estante por 1 mês e depois darmos para doação), chega de comprar brinquedinhos que na verdade EU gostaria de ter, ou que acabamos comprando para compensar alguma carência em nós ou neles. Elas só ganham presente no aniversário delas e no Natal… Dia das Crianças só tem passeios legais, comidinhas especiais, bolinho colorido… nada de presente!!! E sabe de uma coisa?!!! Elas são extremamente felizes e qdo ganham alguma coisa, dão muito valor àquilo!!!

    beijinho
    Daniela

    [Responder]

  2. Phoebe

    Aqui eu faço uma “limpa” de vez em quando, separando os brinquedos para doação. Só não pego os que ela brinca sempre e aqueles que podem ter valor sentimental no futuro, como as bonecas dadas pelos avós, por exemplo. No dia-a-dia, evito ao máximo comprar brinquedos para ela, até para que dê valor aos que já tem! E os brinquedos que ela mais gosta ficam na nossa sala mesmo, e não entocados em armários. Não fica bagunçado, a gente arruma direitinho para que fiquem organizados e é legal isso, porque ela brinca o tempo todo, desde a hora em que acorda até a hora de dormir, já que os brinquedos estão sempre à mão.
    Legal o texto, Luís Carlos!
    Bjs!

    [Responder]

  3. Meu Google Reader [22.02.09 - 06.03.09] | 30 & Alguns

    [...] Vai um brinquedo aí? – Monalisa de Pijamas [...]

  4. Mirian

    É aquela velha história do faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço e que na realidade não é bem assim que funciona. Muitos pais não entendem que as crianças aprendem com os exemplos. As maiores fontes de inspiração para elas são os pai.
    Alguns pais simplesmente ignoram o fato de que a criança deve ser educada por eles e não apenas pelos professores.
    Infelizmente essa é uma realidade.

    [Responder]

  5. Mirian

    Comentei no post errado. =(

    [Responder]

  6. Mirian

    Eu guardei meus brinquedos por vários anos em uma caixa. Em sua maioria eram os brinquedos que eu mais gostava e os que tinham custado uma fortuna. A iniciativa de guardá-los foi da minha mãe que imaginava que um dia seus netos brincariam com eles e eles lá permaneceram por uns cinco anos sem seres tocados. Em uma mudança de casa achei aquelas caixas e resolvi doa-los, eram muitos e sabia que faria várias crianças felizes. E assim foi feito. Doei, fiz várias crianças felizes e acabei com o sonho da minha mãe, que queria que meus futuros filhos (que ainda vão demorar no mínimo uns 5 anos pra nascer) usufruíssem da velha caixa de brinquedos.

    [Responder]

  7. Eliana Teixeira

    Bom dia…CONVIDO voce a participar da Pascoa de AMOR!.um sonho infantil !,O Prodipe realiza na area da saude(atendimento medico gratuito,orientação nutricional e preventivo de doenças,acompanhamento de doenças cronicas c/ajuda de remedios gratuitos)e assistencia na parte social a comunidades carentes de SP,Queremos lembrar que todas as crianças tem seus sonhos ,e a Pascoa é um deles,onde a realizaçao só depende de nos,por isso vamos fazer um dia de alegria p/ cerca de 750 crianças de uma comunidade que assistimos durante o ano,e p/ isso,vimos ate voce pedir que ajude com o que puder(ovos de pascoa,doces,chocolates,bolachas,salgadinhos(cheetos de queijo),sucos,leite,alimentos para o preparo do almoço que serviremos,etc,e BRINQUEDOS (novos e usados))]realizaremos no dia de Pascoa(4/4) um almoço e distribuição dos ovos,se cada um colaborar com um pouco conseguiremos..PARTICIPE,conto com a sua ajuda.. site do prodipe http://www.prodipe.pre-lude.com; contato (11)98015215(retiramos)Se der arrecade c/ amigos,parentes,vizinhos,etc, sua ajuda é muito valiosa. Obrigada Eliana Teixeira(medica do prodipe

    [Responder]

Deixe seu comentário:





Busca

© 2007-2016 Monalisa de Pijamas - Todos os direitos reservados. Contato: mafalda [arroba] monalisadepijamas.com.br