Porque fazer humor e podcast é uma arte
































Que calor!



Por Rachel Barbosa - 28 de novembro de 2010. Categorias: animais.

agua
Foto: José Oliveira

Moro no Rio de Janeiro. Acredito que seja uma das cidades mais quentes do país, ao menos durante parte do ano.

Hoje pela manhã fui à padaria e fiquei muito aliviada por ter levado óculos escuros. Mesmo caminhando contra o sol, ele estava forte o bastante para incomodar os olhos, se não tivesse levado os óculos. Na metade do caminho eu já estava com muito calor e suando bastante.

Tudo isso me lembrou que antes mesmo do Verão chegar, precisamos tomar certos cuidados com nossos peludos.

Provavelmente você já ouviu todas essas dicas, mas nunca é demais relembrar.

Nos dias quentes, evite sair com o cachorro para caminhar entre 10 e 16 horas. Só leve o peludo na rua nesse horário se for totalmente inevitável. Se isso acontecer, não o deixe andar no sol. Busque as sombras.

Mesmo fora do horário crítico, evite caminhar no sol e procure calçar sapatinhos no pet para evitar que queime as pantufas no chão quente. Sempre que preciso expor meus cães a um piso quente, testo a temperatura com meu próprio pé. Se estiver quente demais pra mim, também estará quente demais para eles. Cães filhotes têm a pele das pantufas mais fina, por isso resistem menos a um piso quente. Lembre disso e tenha mais cuidado com o filhote.

Sempre que sair para passear, leve água fresca para oferecer ao peludo (você também vai precisar!). Existem vasilhas para água dobráveis e ainda garrafinhas que já vêm com uma vasilha para servir a água. Pergunte no pet shop. Água-de-coco também é uma excelente opção. A turma aqui de casa AMA!

Se durante um passeio você notar que o cãozinho está arfando demais e/ou está meio letárgico, ele pode estar com o corpo hiper-aquecido. Isso é muito perigoso e pode levar à morte! Se suspeitar que o peludo está com hipertermia, molhe-o com água fresca principalmente na barriga, onde tem menos pelo e você alcançará a pele com mais facilidade. Se não der para molhar, uma alternativa simples é encostar na barriga uma garrafinha de água mineral gelada. Fique segurando a garrafinha encostada na pele até a respiração voltar ao normal.

Em casa deixe sempre água fresca à disposição, tanto para cães, quanto para gatos. Você também pode oferecer água-de-coco em casa, mas essa não pode ser deixada na tigela por muito tempo pois irá se deteriorar fora da geladeira. Outra alternativa para ajudar os peludos a lidarem com o calorão é servir água gelada ou colocar pedras de gelo na água. Bruno, meu schnauzer, é maluco por água gelada.

Quando sair de casa, lembre que os pets ficarão no calor, então deixe o ventilador ligado para eles.

Algumas raças têm mais dificuldade de lidar com o calor, como aquelas originárias de países muito frios (husky siberiano, são bernardo, etc) e os braquicéfalos, ou seja, animais de focinho curto (buldogue inglês, gato persa, etc). Quem tem animais assim deve tomar cuidado redobrado na época do calor e, se necessário, providenciar condições especiais em casa, como ar condicionado.

Mais dicas no próximo post!

Rachel Barbosa
http://caoamado.com.br 

Veja também:

Deixe seu comentário:





Busca

© 2007-2016 Monalisa de Pijamas - Todos os direitos reservados. Contato: mafalda [arroba] monalisadepijamas.com.br