Porque fazer humor e podcast é uma arte
































Bicho de estimação: Qual cão afinal?



Por Mafalda - 14 de setembro de 2009. Categorias: animais, Cantinho das Monas.

Quem já escutou o Podcast da Monalisa de Pijamas: Animais de Estimação – Monacast 43, além de se emocionar com as histórias dos bichinhos da Phoebe, de rir com a “Bucica” da Eubalena ( se achou estranha a palavra, escute o podcast para entender. :D ) também sabe que o máximo de bicho de estimação que eu já tive foi um Jabuti.

Eu gostava do meu jabuti, ou minha jabuti… Gostava também, quando criança, de gatos e cachorros. Mas minha mãe não deixava ter bicho em casa. O que era compreensível, já que ela tinha que cuidar de tudo, eram 3 filhos, e um animal dá trabalho também!

Aliás, compreendi bem a posição dela agora que sou adulta, casada e com 2 filhas. Meu marido é daqueles que nunca gostou de cachorro, então nunca pensamos em ter um em casa.

Porém a vida, esta danada, sempre traz surpresas e nos fazem tomar decisões que antes éramos contra. Minha filha mais velha AMA cachorros, e de uns bons meses para cá vem pedindo insistentemente por um cachorrinho. Mas assim: todo santo dia! Desde quando acorda, até a hora de dormir.

Então jogamos a bola para o Santo: “filha, você reza toda noite pedindo pra São Francisco pedir pra Deus dar um bichinho de estimação para você”. Ela tem feito isso, e pede um bichinho, qualquer um, desde que não seja peixe.

Parece que o Santo tem escutado, e até o marido que antes era totalmente contra a idéia de um cão, agora já está animado com a idéia.

Bom, apesar de não estar animada, fui lá pesquisar raças que se dão bem com crianças e que “caibam” em apartamento. Vi várias como buldogue francês: o cão que tem um peido podre;  o poodle: crazy dog; o lhasa apso: uns dizem que se dá bem com os filhos, outros falam que não é bom para crianças; o maltês: ainda não sei direito se ele é um cão legal para crianças; o bichon frisé: que parece um poodle; etc.

E achei também esta raça, pouco conhecida no Brasil, mas que faz mais sucesso que o poodle lá na Inglaterra, seu país de origem. Olha o nome do bicho: “Cavalier King Charles Spaniels” .
Apesar do nome “esnobe-metido-frufru”, o cão é bem familia, simpático e alegre.

Achei este vídeo engraçado no youtube. Não sei quem é mais peça: os dois cãozinhos ou o dono deles falando:

Traduzindo: “Quem quer…. quem quer…. quem vai querer…. quem quer….. Nada!” hehehe

Eu que ainda não me animei com um “terceiro filho”, pois sei que estas coisas sobram para  a mãe. Ai ai… por isso eu peço à vocês, leitores que tem cachorros, me dêem uma injeção de ânimo!! Estou precisando!

Beijos,
Mafalda

Veja também:

12 Comentários to Bicho de estimação: Qual cão afinal?

  1. m4kin

    Para crianças eu aconselho um boxer, pq alem de nao ser uma raça brava, é mto brincalhao mto mesmo… só que em um AP ele derrubaria tudo em meia hora… para AP ja pensou em pegar um Pug?

    é aquele cachorrinho do MIB o Frank saca?

    [Responder]

  2. Renato de Recife

    Olha, não tem como “aliviar” o trabalho que vai dar, mas bicho é uma coisa que mexe demais com a gente, por mais que dê trabalho você gosta do danado.

    Minha mãe sempre foi contra ter bicho, usava a desculpa que moravamos em apartamento, quando nos mudamos pra uma casa há cerca de 4 anos atrás, meu pai bateu o pé que teríamos algum bicho em casa.

    Hoje temos 2 cachorros e 1 gata, minha mãe reclamou bastante e ainda reclama, mas adora todos os três.

    Toda noite quando chego em casa, depois da jornada de trabalho e faculdade, a gata está em cima do muro e só desce depois que eu fecho o portão e entro em casa, antes mesmo de chegar no portão já ouço os cachorros latindo e tenho que ir “dar um oi” pra cada um, senão não param de latir.

    Não tenha dúvida que todo trabalho que você tiver vai ser recompensado em dobro com carinho, risadas e “causos” pro monalisa.

    [Responder]

  3. Pedro Henrique

    Em casa já tivemos vários cachorros, desde fila brasileiro (Soneca), cocki (Bela), pastor (Luma) e até vários viralatas (Ursinho, Dercy, João e ticotico). Hoje tenho uma beagle (Jolie), posso dizer que ela e ótima, ativa, adora brincar.
    Mas como vc falou, e mais um filho para tomar conta, tem que ter tempo e paciência, dar atenção e treinamento. Eu ganhei ela de uma amiga da minha mãe que tinha 3 crianças, como não dava para tomar conta das próprias crianças, ficou demais um cachorro.
    So não tenha um podle ou cachorros muito pequenos. Procure os que sejam ativos e aguente as brincadeiras de criança. Não se assuste pelo tamanho também, quem não quer um Marley na vida.

    [Responder]

  4. Roger

    Também fui atras das características de raça para ter um. Até que cheguei ao Dogue Alemão. Seria o ideal prá vocês também, não fosse o tamanho.

    Para apartamentos, sugiro o pug, como disse antes. Eu acho ele feinho, mas crianças adoram, é obediente e late pouco. Esses do vídeo também é uma boa pedida, ideal para apartamentos. Mas mesmo assim, no mínimo 3 vezes na semana, exigem uma caminhada, corrida no parque, e brincadeiras para desestressar do ambiente fechado.

    Abraços, e sorte na “escolha”.

    [Responder]

    Mafalda Resposta:

    Eu tb acho o pug feinho!
    Obrigada, Roger!

    [Responder]

  5. Vanessa

    Ahh, eu voto sem dúvida num cachorro…e no bulldog francês…são lindos!!!
    Eu estou apaixanada pela minha…e as crianças idem.
    Tenho certeza q em breve Mafalda postará uma foto da família reunida com o cão junto…rs
    Bjos

    [Responder]

    Mafalda Resposta:

    Oi Van!!
    Eu li por aí que alguns donos de bulldog francês trocaram a ração deles por uma melhor e eles pararam com aquele “peido campeão”. rsrsrs.
    Como a sua é filhote, já notou alguma coisa?? :)

    Bjos

    [Responder]

  6. Cecília

    Olá, Mafalda. Tudo bem? Sou a Cecília, da Edelman, agência de comunicação da Jorge Zahar Editor. Decidir por um cão na família é algo que deve ser pensado e acordado entre todos, afinal, a adoção deve ser responsável! Quanto ao Cavalier King Charles Spaniel, é uma raça fácil de adestrar, é afável e muito enérgica. Mas atente para o problema de cardiopatia da raça, que inclusive diminui sua expectativa de vida média para 10,7 anos, o que é considerado pouco para um cão de pequeno porte. Caso decida por adotar um, fique atenta ainda ao seu histórico médico. No entanto, o cachorro é confiável para crianças e amigável com estranhos. É uma raça perfeita para famílias sem experiências com cães.
    Essas informações estão no “Guia Ilustrado Zahar de Cães” , onde você também vai encontrar a descrição de outras raças.
    Boa sorte e abraços!

    [Responder]

    Mafalda Resposta:

    Oi Cecília. Obrigada pelo comentário e pelas informações sobre o Cavalier! Essa raça parece bem simpática mesmo!
    Beijos,
    Mafalda

    [Responder]

  7. Mauricio Birochi Sarti

    Olá Mafalda tudo bem? Bom estes cachorrinhos ai do video parecem com um pequines que eu já tive.
    Eu recentemente adotei um cachorrinho de rua , ele parece um gremilim coitado mas todos em casa adoramos ele, tem mais ou menos 1 ano de idade e é mestiço com pudool com algum vira lata. Minhas crianças adoraram o bichinho. Minha esposa nao gostou nada, mas já acostumou , ela gosta de cachorros mas não queria por causa da sujeira.
    Meu filho tem 9 anos e minha filha 6 , ela morre de medo de animais mas com o SCOOBY ela já não tem medo.
    Fale para o seu marido que acorreu uma coisa interessante comigo e meu filho , ele vai toda noite comigo levar o Scooby para dar uma volta e não é tanto pela compania do cachorro mas por estar passeando com o papai e conversando bastante , quer dizer o cachorro foi o ponto de partida para fazermos algo diferente e que ele gosta muito. O unico problema é que o Scooby late por qualquer coisa e chora para qualquer cachorro, acho que no seu antigo lar ele devia ter compania de mais cães.
    E faça igual lá em casa , o trabalho sobrou pro papai aqui e não para a mamãe.
    Acho que vc deve pegar uma raça de pequeno porte porque é o que eu sempre digo se der a louca no cachorro e ele for pequeno só vai machucar e as vezes nem isso , mas se for de grande porte o estrago é maior.

    [Responder]

    Mafalda Resposta:

    Oi Mauricio!

    Obrigada pelas dicas. Achei muito bacana isso que você falou de levar junto com seu filho o cachorro para passear, e aí os dois conversarem. Não tinha pensado nisso.

    E lembra o pequines, mesmo. Meu tio tinha dois, e eu adorava fazê-los latir. Era uma criança terrivel. hehe

    Beijos

    [Responder]

  8. Gobbo

    Pega um Lhasa Apso, é o melhor :-)
    Carinhoso, gentil, bondoso, brincalhão, um pouco bagunceiro…
    O que eu mais escuto na rua quando estou passeando com ele?
    “Ai que lindo”
    rsrsrsrsrsrs

    [Responder]

Deixe seu comentário:





Busca

© 2007-2016 Monalisa de Pijamas - Todos os direitos reservados. Contato: mafalda [arroba] monalisadepijamas.com.br