Porque fazer humor e podcast é uma arte
































Animais: Mamãe eu quero um cachorrinho – parte 2



Por Rachel Barbosa - 19 de janeiro de 2009. Categorias: animais.

Na semana passada falamos daquele momento pelo qual toda mãe passa, quando a criança manifesta vontade de ter um animal de estimação.

Vimos que qualquer família pode ter um bichinho. É só fazer a escolha certa.

Agora, para que as mamães não tenham mais dúvidas se devem ou não atender ao pedido dos filhos, vamos falar sobre os benefícios da relação das crianças com animais.

Estudos demonstram que crianças que convivem com bichos desde cedo são mais resistentes a doenças. O sistema imunológico “acostuma” com os agentes alergênicos encontrados nos animais. Sobre isso posso dar meu depoimento. Desde bebê fui alérgica. Tenho asma e durante toda a infância sofri com crises constantes. Minha mãe só concordou em me dar um bicho quando mudamos para um apartamento maior. Ganhei uma gata, a primeira de muitos felinos que vieram depois. Eu tinha 10 anos quando isso aconteceu e só voltei a ter uma crise de asma aos 18 anos.

Animais estimulam o desenvolvimento motor. Crianças pequenas têm dificuldade para controlar os movimentos e a força empregada, pois ainda estão aprendendo a usar o corpo. Convivendo com um bichinho elas têm um estímulo a mais nesse aprendizado, pois logo descobrem que se segurarem com força, o animalzinho se afastará. Exercícios fisioterápicos praticados com ajuda de um pet tornam qualquer prática agradável, por isso as Terapias Assistidas por Animais vêm sendo cada vez mais empregadas.

A convivência com animais de estimação estimula o desenvolvimento das relações afetivas. No dia-a-dia a criança vai vivenciar sentimentos como amor, carinho, medo e até frustração, preparando-se para o convívio com seus semelhantes. A criança que tem um pet é generosa e solidária, se sensibiliza mais com as pessoas e situações; liberta-se do egocentrismo e se torna sociável, sabendo respeitar e tolerar as diferenças.

Finalmente, bichos de estimação ensinam a criança a ter responsabilidade com outro ser vivo. De acordo com a idade, os filhos devem ser estimulados pelos pais a assumirem cada vez mais cuidados diários com o animalzinho.

Antes de terminar, vale lembrar que os animais também podem ajudar os pais a cuidar das crianças. Muitos cães, com a chegada de um bebê em casa, assumem voluntariamente o papel de “babás”. Eu mesma tive uma “babá canina”. Quando nasci minha mãe tinha um vira-latas que a acompanhava desde que era solteira. A família conta que o Bambino tomava conta de mim no berço e corria na sala para avisar quando eu acordava.

Depois desse texto tenho certeza que você não terá coragem de dizer não da próxima vez que as crianças pedirem um bichinho.

Rachel Barbosa

Veja também:

5 Comentários to Animais: Mamãe eu quero um cachorrinho – parte 2

  1. Débora Menezes

    Adorei!!!
    Os meninos aqui em casa tem duas cachorrinhas q fazem parte da família!
    E agora dois peixinhos!!!!
    Bj

    [Responder]

  2. Phoebe

    Nossa, muito legal seu texto, Rachel! De fato, só há benefícios no convívio entre crianças e animais – desde que os cães não sejam do tipo “kill machine”, claro! Tem pais que não se preocupam e acham que não há problemas em deixar as crianças em contato com o pittbull ou o rottwailler da casa, mas a gente sabe que, por melhor que o cão seja, uma hora ele pode surtar e acabar avançando na criança (falo dessas raças mais agressivas mesmo). Tenho um amigo que cria rott´s e sempre faz esse alerta. Segundo ele, os rott´s em específico possuem o crânio pequeno e sentem dores de cabeça fortes às vezes, e nesses momentos não há como confiar que eles vão se manter calmos caso sejam incomodados por uma criança.
    Eu quero muito adotar mais um cãozinho, mas por enquanto não dá! Vou esperar as crianças crescerem um pouquinho! rs
    Bjs!

    [Responder]

  3. Sobre bebês e gatos: O mito da toxoplasmose | Gatos em foco

    [...] que nasceu a bebê, o Chico vive em volta dela e ela faz ele de gato e sapato.  Recentemente a Rachel Barbosa escreveu um post bacana no Monalisa de Pijamas sobre a vantagem do convívio entre cr….  Dentre as vantagens ela coloca o aumento da imunidade, o estímulo da coordenação motora e o [...]

  4. diego

    eu quero um cachorro

    [Responder]

  5. Toxoplasmose – Indika Bem

    [...] Desde que nasceu a bebê, o Chico vive em volta dela e ela faz ele de gato e sapato. Recentemente a Rachel Barbosa escreveu um post bacana no Monalisa de Pijamas sobre a vantagem do convívio entre cr…. Dentre as vantagens ela coloca o aumento da imunidade, o estímulo da coordenação motora e o [...]

Deixe seu comentário:





Busca

© 2007-2016 Monalisa de Pijamas - Todos os direitos reservados. Contato: mafalda [arroba] monalisadepijamas.com.br