Porque fazer humor e podcast é uma arte

































Resultado: O que estou pensando? #12


Autor: Mafalda ~ 14 de abril de 2010. Categorias: Que estou pensando?.

iceberg

Titanic 2
@webjoel

I’m the king of the wooooops!!!
ivo_nik

I’m king of the wuuurrrrbrrrrrruubrrllááá….
Keux

- Eu sou o rei do mund… bleargh..
- Vai, põe pra fora seu bêbado maldito!
Davi Graeff

Eu sou o dono do huuuulgo!!
Angela

Roseeee!!! eu vou morreeeerrr!!
Maia

Titanic de fudido.
Falcão Azul

Dicas para lidar com o enjoo:
1) Escolha o local correto;
2) Evite ficar em pé; e
3) Olhe para a frente.
LuizC

Vai Willy!
Maycon, mais conhecido como Jabour_rio

Mais um evento de Blogueiros Bleaaargh
Suzaninha

Vai, Seu madruga, vou segurar a bacia pra você mergulhar!
Junior Batista

E lá vamos nós cumprir a promessa pra São Patrício …
Mariana Bonfim

Eu estou por cima agora, James!
(Katherine Bigelow, para James Cameron).
Marcelo Salgado

CALMA, não polua o mar, vomita aqui…
Mariia

Ela: Queria aparecer ?!? Você disse que ia pular ?!?
Então agora vai seu @#$%*? !!!!
Ele: Aaaaaaa-tummm !!!!
Wagner Queiroz

Onde vc pensa que vai?
Não é a cauda da sereia e sim do tubarão, seu louco.
Áurea Midori

Cadê a musica da Celine Dion?
Ilana

Titanic pirata.
Quem mandou trair em alto mar? Agora aguenta a piranha.
Gustavo

Ela: Eu avisei q se visse voce mexendo nas minha
gaveta de calcinha de novo eu te jogava no mar!
Ele: OMG!
@KekaLTavares

Ela: O quê?! Você está enjoado de mim? Aguenta aí sem
reclamar e sem cair! Depois de tantos anos de casados,
a gente tinha que tentar ter mais criatividade na hora H.
Não dava mais para ficar só no arroz com feijão.
Iracema

Eu nunca mais jogo verdade ou desafio,
aposto que a foto vai pro monalisadepijamas.com.br!!
Teonilia


Sofá da Mona: Terminator – The Sarah Connor Chronicles


Autor: Mafalda ~ 26 de janeiro de 2008. Categorias: Sofá da Mona.

Este é o primeiro artigo do Sofá da Mona, a seção sobre séries de TV do Monalisa de Pijamas. Vamos começar falando de uma série que não estreou ainda no Brasil, mas que está fazendo o maior sucesso nos EUA: Terminator – The Sarah Connor Chronicles.

A série é baseada no Exterminador do Futuro e se passa um ano após o término do segundo filme. A premissa é simples: vamos pegar uma franquia de sucesso no cinema e criar uma série para TV. Ultimamente o caminho inverso tem sido muito mais comum, com filmes baseado em séries: “A Feiticeira”, “Arquivo X”, “Os Simpsons” e outros ainda em produção, como “Speed Racer” e “Agente 86″. Me lembro de duas séries baseadas em filmes que tiveram resultados bem diferentes: “The Net” foi um fiasco e “Buffy – a Caça Vampiros” fez um bom sucesso, gerando até um spin-off, “Angel”.

sarahconnors.jpg
Sarah Connor em show de expressividade
johnconnor.jpg
John Connor tenta salvar o elenco
cameron1.jpg
A robô sexy Cameron

Mas o Sarah Connor Chronicles deixa bastante a desejar. Não sei se o sucesso do episódio piloto foi por falta de opções, já que com a interminável greve dos roteiristas, há bem menos episódios inéditos para ver, ou se foi o imenso sucesso do filme que despertou a curiosidade sobre série (este foi o meu caso). Mas tudo pareceu muito amador. Os efeitos especiais são ruins, as atuações fracas e o roteiro deixa a desejar.

Sarah Connor é vivida pela atriz de bermudas (o que não significa que ela não use calças, e sim que nasceu numa ilha) Lena Headey. A par da falta de semelhança física com Linda Hamilton (a Sarah Connor original), sua atuação tem a expressividade e carisma de um terminator. O jovem John Connor, vivido por Thomas Dekker (o Zach da primeira temporada de Heroes), atua um pouco melhor, mas nada que salve o elenco.

No lugar de Schwarzenegger, a série traz a pequena Cameron (vivida por Summer Glau, de The 4400) como a terminator enviada para proteger John Connor dos terríveis robôs assassinos. Obviamente ela será o par romântico do mocinho da série, a começar por seu primeiro encontro com ele, cheio de olhares, mordidinhas no lábio e aquela carinha de “ai, você é um gato”. Estranhamente, logo após ela se revelar um robô, imediatamente ela deixa de lado sua meiguice e vira aquele ser sintético sem emoções. Só falta a voz metálica. O nome dela é uma óbvia homenagem a James Cameron, criador e diretor dos primeiros dois filmes. Alias, que falta ele faz nesta produção…

O piloto não deixa nenhum gancho para os próximos episódios, o que é bom, porque tira aquela necessidade de acompanhar a série mais de perto. Vou assistir aos próximos dois episódios que já saíram e, se a série não melhorar, Asta la vista, Baby!

Falcão Azul Falcão Azul escreve sobre séries no Monalisa de Pijamas





Busca

© 2007-2018 Monalisa de Pijamas - Todos os direitos reservados. Contato: mafalda [arroba] monalisadepijamas.com.br