Porque fazer humor e podcast é uma arte

































Mona Cine: 500 dias com Ela


Autor: Mafalda ~ 26 de agosto de 2010. Categorias: MonaCine.

Em uma primeira análise, 500 Dias Com Ela seria apenas outra comédia romântica, com todos os clichês do gênero: rapaz conhece mocinha, mocinha não acredita no amor, as coisas vão bem e, de repente, desandam.

Mas 500 Dias consegue muito mais que isso. Para começar, ao contar a história de maneira não linear, em formatos de pequenos clipes, o diretor Marc Webb já dá ao filme um formato muito mais interessante. Antes de cada trecho, a legenda informa qual é o “dia” do relacionamento a que ele se refere, e essas idas e vindas do roteiro vão montando um mosaico dos personagens, além de mostrar o que deu certo e errado na relação de Summer e Tom.

O diretor, que veio do mundo dos videoclipes e dirige seu primeiro longa, consegue dar muita agilidade à trama, cada pequeno corte tem seu interesse e consegue nos deixar curiosos para saber mais sobre a história. O ponto alto, para mim, é uma cena em que a tela é dividida em “expectativa” e “realidade”, onde acompanhamos ao mesmo tempo o que o protagonista espera que acontecerá em sua noite e o que realmente acontece. Muito bom.

A trilha sonora não só é incrível, como está totalmente amarrada ao enredo, como na primeira vez que o casal conversa, o que acontece por causa de uma música do The Smiths que Tom está ouvindo. Além disso, ele veste o tempo todo camisetas de bandas de rock, como Joy Division.

E assim, 500 Dias Com Ela vai contando não uma história de amor, mas o contrário, com todos os desencontros possíveis entre um rapaz ligeiramente ingênuo e uma garota que não quer se relacionar com ninguém.

Ah… e Zooey Deschanel é mais que adorável… até quando não quer compromisso.

Podem assistir sem medo.

Aproveite e VOTE TAMBÉM NO BLOG DE TIRAS EM QUADRINHOS DA  PLUMA – A GATA, Aqui!


Ponyo diverte e encanta


Autor: Mafalda ~ 4 de agosto de 2010. Categorias: Mona POP, MonaCine.

Apesar de ser avermelhada, Ponyo é uma kinguio, conhecida por aqui como goldfish ou peixinho-dourado. Ela mora no fundo do mar com Fujimoto, uma espécie de mago que odeia os humanos por eles estarem poluindo suas águas.

ponyo

Um dia Ponyo vai parar na superfície e, ao ficar presa em um pote, é salva por Sosuke, um encantador garoto de cinco anos de idade. Quando Fujimoto a leva de volta para o fundo do mar, a peixinho se rebela e decide virar uma menina, fugindo para morar com seu novo amigo.

A chegada de Ponyo ao nosso mundo coincide com uma espécie de revolta das águas, que varre os barcos para alto-mar e inunda a cidade onde o garoto mora com sua mãe. Com todos os problemas gerados pela inundação, Sosuke e a garota acabam navegando em um barco de brinquedo para tentar consertar as coisas, além de achar um jeito de fazer com que ela fique em sua forma humana, o que não parece ser possível.

ponyo

Como é constante nas animações do Miyazaki, temos crianças como personagens principais. Temos também a natureza sendo maltratada enquanto ninguém repara nisso. O descaso para com o mar, cheio de detritos, por parte dos adultos é contrabalanceado pela pureza de Sosuke, que adota Ponyo como uma amiga para toda a vida quando ela ainda é um peixinho.

A animação foi trabalhada em aquarela e o resultado é fantástico. Pelo que divulgaram, foi usado ainda menos computador do que nos filmes anteriores de Miyazaki, o que torna Ponyo algo raro nos dias atuais. Só que mais do que este visual incrível, é a amizade dos protagonistas que torna esta obra tão bela.

ponyo

Ainda que a trama não tenha o mesmo impacto de A Princesa Mononoke e A Viagem de Chihiro, imagino que Ponyo agradará muito mais às crianças menores, sem deixar de encantar os adultos.

Ponyo teve seu lançamento nos cinemas marcado para julho de 2010 (um atraso imperdoável, já que o filme é de 2008) e deve ficar pouco tempo em cartaz, pois são muitos filmes saindo no mesmo período. Fique atento e não perca!

José Luis Pedroso -  é  colaborador na coluna Mona Cine e Mona Pop, analista de sistemas, formado em administração de empresas, e cursa fotografia. Acha que cinema é muito importante para deixarmos nas mãos da crítica especializada, por isso tem o blog dos Grandes Filmes.





Busca

© 2007-2018 Monalisa de Pijamas - Todos os direitos reservados. Contato: mafalda [arroba] monalisadepijamas.com.br