Porque fazer humor e podcast é uma arte
































Pelo Sagrado Direito de Achar Gente Chata



Por Eubalena - 17 de agosto de 2008. Categorias: Cantinho das Monas.

Há alguns meses, durante uma singela tertúlia, fui acusada de abusar do meu sagrado direito de achar gente chata.

Eu concordo. Acho muita gente chata. Mas não tiro o direito de ninguém me achar também. Segundo meu pai, eu sou chata e ninguém gosta de mim.
Pensando bem, acho que depois dessa, eu deveria procurar tratamento.

No começo, minha mãe dizia que eu não gostava de ninguém porque eu era gorda. Sei lá o que se passava pela cabeça de mamãe. Será que ela acha que gordo é mal-amado?
Primeiro que o povo é maluco com esse negócio de gordo. Todo gordo tem de ser palhaço. Se o gordo não é palhaço é porque é mal-amado por ser gordo. Falos alados, é muita aporrinhação.

Mas, voltemos ao meu sagrado direito. Nunca fui sociável. Alias, sou completamente anti-social. Mas tão anti-social que até consegui arrumar um marido igual.

Daí, só porque eu primeiro acho a criatura chata para, só depois, ver se ela é legal ou não, o povo me chama de ranzinza!
Minha mãe, pai, irmão e cunhada gostam de tudo mundo. Todo mundo é legal. Todo mundo é gente boa. Falemos sério: gente boa de cu é rola!
Sair com eles parece que a gente sai com um candidato a vereador no meio de campanha. Num percurso de 500 metros entre a casa e o supermercado, meu pai leva uns 15 minutos. Fala com todo mundo. Uma beleza.

Já levei bronca porque não falei com uma menina da minha cidade natal que encontrei na cidade que eu morava. Puta merda. Todo final de semana eu voltava para a minha cidade natal, encontrava a menina e ela nunca disse oi pra mim. Só porque somos da mesma cidade e nos encontramos numa cidade diferente, eu sou obrigada a falar com ela?

Quer ver como todo mundo também acha gente chata? Li em algumas comunidades do orkut o povo sentando a ripa numa tal de Giseli que participava do BBB. A pobre da pessoa tava trancada numa casa, com um bando de gente chata que nunca viu na vida, participando de um programa chato pra cacete. Daí, como ela não podia se defender, ficava todo mundo a chamar a moça de chata.
Todos têm o sagrado direito de serem chatos também. Deixa a guria ser chata, poxa!

Achar alguém chato não é só um direito sagrado, é uma homenagem que se faz a categoria. Os chatos unem as pessoas.
As noras se reúnem para falar de quem? Da sogra chata. Num almoço de domingo a família se reúne para falar de quem? Da tia chata. Todo mundo tem um chato preferido e até um chato de estimação – aquela amiga chata pra cacete, mas que a gente não tem coragem de mandar pastar.

Enfim, longa vida aos chatos e que tenhamos muito tempo para falar mal deles!

PS: não posso deixar de dedicar esse post ao menino que estudou comigo. Ele sim, sabe o que é ser chato!

Eubalena

eubalena@monalisadepijamas.com.br

Ei, ei, ei… não esquece de votar no MONA!

Veja também:

14 Comentários to Pelo Sagrado Direito de Achar Gente Chata

  1. Jullyana Rêgo

    Lendo o post eu fiqeui pensando ‘quem tá escrevendo?’
    Phoebe, que era super gorda (desculpa, Phoebe) ou a Euba que fala mal meeeeeermo, num ta nem ai, só que qnd eu cheguei no ‘gente boa de cú é rola’ acordei, só a Euba mesmo.
    Já votei, to na torcida.

    [Responder]

  2. Mafalda

    Euba, sobre teu pai te chamar de chata, é a coisa mais comum do mundo pais acharem os filhos chatos. E quanto mais os pais querem que o filho faça uma coisa, no teu caso: ser simpática, mais eles fazem o contrário!

    Ei, ei, ei, ei, ói, ói, oooooói ai: Não esquece de votar no Monacast!

    [Responder]

  3. Chico

    E façamos um brinde as pessoas chatas, Eubalena, que tornam a vida menos chata. =)

    [Responder]

  4. André

    Eu concordo inteiramente com a Euba: deixem a gente achar as pessoas chatas! Que coisa essa que todo mundo tem que achar todos legais! Eu tb começo achando que as pessoas são chatas e ponto. Se precisar mudo de pinião depois!
    To contigo e não abro Euba!

    [Responder]

  5. Pumpkin

    Ah todo chato é bonzinho …

    [Responder]

  6. Itiro

    Euba, pode me incluir na lista de chatos!

    Podem até não assumir ou aparentar, mas no fundo, todo mundo em algum momento é chato… é que alguns disfarçam mais que outros.

    [Responder]

  7. Claudio

    Ahh parabéns Euba,excelente comentário..Gente boazinha demais não dá.Brilhante texto!

    [Responder]

  8. Sérgio Almeida

    É isso aí Euba! Além do que vc escreve no post, o que me chamou a atenção é a foto que você escolheu. Na verdade, essa é uma obra de um centenário artista italiano chamado Caravaggio. Adoro os trabalhos dele e nessa pintura ele reproduziu o próprio rosto. É impressionante o nível de detalhes em suas pinturas. Recomendo conhecer o trabalho dele a todos amantes da arte.

    [Responder]

  9. Ruth Malú

    concordo com vc.. plenamente!

    [Responder]

  10. jobson

    oiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii

    [Responder]

  11. Thaty

    Po, eu sou engracada!!!! ahahahahah

    [Responder]

  12. Caroline Oliveira

    É incrível como eu me identifico com a Euba no quesito chatice.Acho um monte de gente chata,sou anti-social e a minha mãe me enche o saco por causa disso.
    Mas não estou nem aí,até porque ser simpática demais com todo mundo e não poder falar dos chatos da vida não é pra mim.

    Beijão,Euba!

    [Responder]

  13. Grazielle Siegle

    Oi… sou nova por aqui.. mas adorei o texto e queria parabenizá-la… existem muitos chatos mesmo.. nunca ninguém é legal o tempo todo… kkk… continue escrevendo, vc é boa nisso, parabéns!!

    [Responder]

  14. mariana

    “Todo mundo tem um chato preferido e até um chato de estimação – aquela amiga chata pra cacete, mas que a gente não tem coragem de mandar pastar.

    Enfim, longa vida aos chatos e que tenhamos muito tempo para falar mal deles!”

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, concordo plenamente!

    [Responder]

Deixe seu comentário:





Busca

© 2007-2016 Monalisa de Pijamas - Todos os direitos reservados. Contato: mafalda [arroba] monalisadepijamas.com.br