Porque fazer humor e podcast é uma arte
































Celebrando a “Refeição”



Por Mafalda - 22 de setembro de 2008. Categorias: Cantinho das Monas.

Alguns dos sentidos que mais ficam na nossa memória são o olfato e o paladar.

Deste dois sentidos, lembro com carinho dos bolinhos de chuva que minha avó paterna fazia para mim sempre que a visitava. E dos bolos com deliciosas e generosas coberturas de chocolate que a minha recém-falecida tia fazia também sempre que íamos à casa dela.

Não há coisa melhor que celebrar um encontro familiar, ou de amigos, à mesa!

Acho que o ato de se alimentar (e não somente eu acho isso) além de necessidade do corpo, é também um ato social, cultural e outras coisas mais que sociólogos, antropólogos citariam.

Quer coisa mais deprimente do que comer sozinho? Eu nem consigo comer muito se estou sozinha.

Mas com a familia, com amigos, onde compartilhamos não só o alimento, mas experiências, estórias, coisas que aconteceram conosco no dia, etc, celebramos não somente o alimento, a refeição, mas a vida!

Hoje na nossa vida tão corrida, em que não almoçamos em casa, em que comemos fast food, engolimos qualquer coisa, mal percebemos o gosto daquilo que comemos. Será que isso também não é o motivo de tantas crianças caminharem para a obesidade?  A correria e a ansiedade moderna tiraram o espírito de contemplação de tudo, de saborear um momento, inclusive uma refeição. Seria isso uma perda de tempo?

Com certeza, não! São momentos ricos e humanos, que temos que cultivar e que faz bem cultivar!

E por falar em celebrar o alimento, eu já tinha escutado sobre a musiquinha da pipoca. Antes do advento da pipoca do microondas, um amigo meu disse que ao fazer a pipoca na panela tinha uma musiquinha para você cantar e fazer toda a pipoca estourar.

:-D

E veja só o que estes caras inovaram ao reinventar uma música do Bee Gees para o preparo de um Yakissoba.

Divertidíssimo!!!

Beijos da Mafalda


Veja também:

2 Comentários to Celebrando a “Refeição”

  1. Euba

    Comida é o que faz as pessoas se encontrarem… até o sexo usa a expressão comer. Então deve ser pq o negócio é bom mesmo…

    lendo o texto, lembrei do grande sábio Arlindo Miguel que me esperava todas as tardes de verão com uma farofa de banana quentinha… e que todos os dias me levava lanchinhos deliciosos no muro da escola. (até que a direção viu e acabou com a festa).

    [Responder]

  2. gabirunoidex

    Comer é algo fisiológico. Você sente fome, procura alimento e acaba com o sentimento ruim. Mas é claro que o ato de comemorar está ligado ao prazer que sentimos ao fazer uma boa refeição, beber um bom vinho ou algo do tipo. E claro que quando nos sentimos bem queremos ter ao nosso lado aqueles que amamos.

    Só não concordo com esse alnce de “… é deprimente fazer uma refeição sozinho…” pois, se assim fosse, eu já teria definhado em tristeza hehehe. Estar sozinho pode ser uma opção que a pessoa fez e não uma incapacidade de atrair uma companhia. Lembra do “antes só do que…”? Então!

    E qual seria a canção da pipoca?

    “Pipoca na panela, começa a arrebentar. Pipoca com sal, que sede que dá…”

    hauhuahaha lembram? Do guaraná Antarctica? E tinha da pizza também.

    Frase do dia: “Comer são as duas melhores coisas que se pode fazer” (De: Meu vô meio bêbado, domingo dpois do almoço)

    É isso!

    [Responder]

Deixe seu comentário:





Busca

© 2007-2016 Monalisa de Pijamas - Todos os direitos reservados. Contato: mafalda [arroba] monalisadepijamas.com.br