Porque fazer humor e podcast é uma arte

































Diário de Casamento – A MARCAÇÃO DA IGREJA


Autor: Eubalena ~ 21 de junho de 2010. Categorias: Cantinho das Monas.

noivinhos festa junina
Coró e seu amigão Isaac em homenagem junina ao casal Jônatas e Áurea!

Hoje falarei sobre o item mais importante da maratona que é organizar um casamento, isso se você quiser casar no religioso e não apenas no civil. Midori e eu, como somos católicos, vamos casar na igreja e percebemos que a marcação do dia pode ser um problema.

Primeiro você tem que escolher a igreja, o que pra algumas noivas indecisas pode levar um tempo, mas no nosso caso fui eu mesmo quem escolhi a igreja, pois foi nela em que eu pedia todas as quintas (prefiro ir nos dias vazios) para passar em um concurso e depois arranjar uma noiva bem humorada e fiel. Como mulher fiel está em falta no mercado, eu achei que passaria primeiro no concurso e depois apareceria a noiva na minha vida. Bom acho que Deus resolveu inverter a ordem da coisa e acabei conhecendo a Midori logo depois, por isso quero casar lá.

Com a igreja definida faltava marcar o grande dia e mais uma vez eu decidi que seria legal dia 3 de fevereiro de 2011, quando fazemos 3 anos de namoro e como dia 3 não cai em um sábado faríamos dia 5. Claro que a escolha do dia foi discutida com a noiva, mas ela é uma pessoa bem indecisa sabe….

Mas o problemas mesmo ocorreu quando fomos na igreja, muito felizes, marcar a data e a secretária da igreja nos disse que nessa igreja, como não há uma grande procura para casamentos, eles só abrem a agenda do ano que vem a partir do dia 1 de junho! Isso não só nos deixou apreensivos bem como as nossas família também, pois deste modo até o dia 1 de junho não poderíamos saber com certeza em que dia iríamos casar e como contrataríamos as milhares de empresas que fazem do casamento a evento que ele é sem saber exatamente o dia em que íamos casar?

Como dizem os americanos “Shit Happens!” e bem que corremos o risco de alguém aparecer mais cedo que nós no dia primeiro e marcar no dia em que queremos casar, pois esta igreja também só faz um casamento por noite. E não foi exatamente isso que aconteceu?!? No dia 1 de junho apareceu uma pessoa na igreja as 6 de la matina pra marcar no dia em que queríamos casar!

Bom, o resultado foi que vamos casar no dia anterior ao esperado, numa sexta-feira, mas isso não irá atrapalhar toda a felicidade e animação que o momento propicia a todo, principalmente aos noivos.

Pelo menos agora podemos marcar com o Buffet, os cerimonial e com toda a variedade de empresas que ainda vamos contratar com dia certo e ainda falaremos sobre isso nos próximas semanas. Não percam!

P.S.: DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA O CASAMENTO NO RELIGIOSO COM EFEITO CIVIL:

- Certidão de Batismo para fins matrimoniais (atente-se a validade de 6 meses);
- Comprovante de Residência dos Noivos;
- Cópia da Identidade;
- Comprovante do Curso de Noivos (que tem validade de 1 ano);
- Habilitação Civil (caso o casamento seja religioso com efeito civil);
- Cópia da Certidão do Casamento no Civil (apenas para os noivos já casados no civil);
- Efetuar os Proclamas. Obs.: Se os nubentes forem de uma mesma Paróquia, efetua-se apenas um Proclama, senão, efetua-se um Proclamas em cada paróquia;
- Duas testemunhas maiores de 21 anos (não podem ser os pais).

É importante lembrar que, de acordo com o Novo Código Civil, também é possível se casar primeiro no religioso e depois registrar o mesmo no civil.
Para isso, é necessário que os noivos compareçam ao cartório, juntamente com as 2 testemunhas (após a cerimônia religiosa) com os documentos habituais (Certidões e R.G.), o Requerimento de Religioso com Efeito civil e o Termo de Religioso com Efeito civil, feito pela igreja, já com a firma reconhecida do Celebrante (que realizou a cerimônia religiosa) e dar entrada nos papéis de casamento no cartório.
Após 16 dias, em média, os noivos ou outras pessoas designada por eles, deve comparecer ao cartório e retirar a certidão de casamento civil.

Jônatas – O Noivo


Diário de casamento – Preparativo para o casamento


Autor: Eubalena ~ 14 de abril de 2010. Categorias: Mona em Família.

Como já falei a vocês, sou um pouco afobada e acabo procurando tudo com muita antecedência. Comecei conversando com amigas que já casaram sobre indicações de serviços para que entrássemos em contato pedindo orçamentos.

Gostei muito das fotos de uma amiga e logo pedi o contato do fotografo, logo pedi o telefone para entrar em contato. Esse fotografo até me atendeu, passou o e-mail para a solicitação de orçamento e até hoje nada.

Depois pedi à minha madrinha o telefone da cerimonialista do casamento dela e liguei correndo, depois descobri que ela não estava mais trabalhando na área. Pense na tristeza que senti depois disso, pois é, mas não desanimei. Continuei procurando em sites cada prestação de serviço, buscando cada vez mais indicações através da comunidade noivas de Brasília e amigas.

Comecei pedindo orçamento de lugar para a realização da festa. A cada e-mail recebido de orçamento, um pulo eu dava, como as coisas aqui em Brasília são caras, e sem falar que você diz a palavra casamento os valores triplicam. Até que começamos analisar qual o local mais perto da igreja para não judiarmos de nossos convidados. Decidimos o local, mas não fechamos ainda porque não conseguimos agendar ainda na igreja.

Quando saí de férias, aproveitei para ver a igreja que escolhemos para a celebração do casamento se já estava com a agenda aberta para fevereiro de 2011, e para a minha surpresa, ainda não estava só em 2010 abririam à agenda. Fiquei um pouco preocupada porque queria já estar com a data certa para pedirmos os orçamentos com a data correta.

No final do ano liguei para um buffet e pedimos o orçamento, disse lhe que foi indicação da minha madrinha que gostei muito da comida oferecida no casamento dela. Como ela não passou de imediato o orçamento, nos convidou para uma degustação para conversarmos sobre negócios enquanto experimentávamos os quitutes. Pensem no tanto que comemos? Na inexperiência acabamos comendo quase todos os pratos e salgados iguais e passamos a não agüentar mais, recusei um monte de salgados e ainda vinha o prato principal. Veio até o bolo com doces, acham que não levei bombom para casa? Não pensei duas vezes.

Fiquei sabendo que teria um bazar de vestidos de noiva em um ateliê bem conceituado e com valores maravilhosos, mas não achei que valeria a pena comprar, pois onde eu iria guardar, ou como iria vender? Sou muito magra e é difícil encontrar noivas do mesmo peso que o meu.

O ano de 2009 foi o ano de casamentos para nós. Fomos a pelo menos oito casamentos, ficava de olho em tudo pra ver se o buffet era bom, se os garçons serviam corretamente, se a cerimonialista não deixaria furos, o local escolhido pelo casal, sem contar que reparava nos modelitos da mulherada também, hihihi. Pelo menos tivemos uma noção do que preparar para o nosso.

Uma das madrinhas ofereceu para fazer as lembrancinhas de casamento e eu adorei. Minha irmã fará a porta-guardanapo em biscuit, minha cunhada o topo de bolo, minha mãe meu buquê e decoração de flores. Já estamos caminhando bem.

Começamos também a olhar um destino para a lua de mel, mas não decidimos ainda. Tantos lugares para conhecer e valores tão diferentes que preferimos aguardar um pouco pelas promoções. Ainda estamos indecisos para onde iremos.

No meu trabalho as meninas já não agüentam ouvir me falar dos preparativos, de tanto que falo e o quanto estou empolgada.

Esse ano fomos a mais um buffet. Muito chique. Todo montado como se tivesse um casamento acontecendo naquele momento. Fomos recepcionados com uma taça de Champanhe, na entrada a mesa de café e doces montada, decoração perfeita. O valor não mudou muito do outro buffet, mas com uma diferença, o coquetel volante era melhor e o jantar deixou a desejar. Aí bateu uma dúvida cruel. Qual escolheríamos? A que tem o melhor coquetel volante ou a que tem o melhor jantar? Não resolvemos nada ainda, pois tem mais um buffet para visitar.

Tivemos que parar um pouco a correria do casamento para correr atrás da reforma do apartamento. Com o projeto já pronto minha sogra pediu para começar o quanto antes, e assim fizemos.

Eu e Jônatas estamos muito cansados de tanto correr para cima e para baixo, mas sabemos que tudo dará certo e sairá do jeito que queremos.

Áurea – a noiva





Busca

© 2007-2019 Monalisa de Pijamas - Todos os direitos reservados. Contato: mafalda [arroba] monalisadepijamas.com.br