Porque fazer humor e podcast é uma arte

































Experimente não fazer nada com seu pet


Autor: Rachel Barbosa ~ 15 de agosto de 2010. Categorias: animais.

paw
Foto: theirl

Sexta-feira tive um dia de folga. Pela manhã saí para fazer umas compras. Voltei no começo da tarde, preparei algo para comer, almocei e fiquei na expectativa de receber uma notícia para sair novamente. Enquanto isso, aproveitei para descansar.

Não há nada (ou quase nada) que meus cães gostem mais do que passar um tempo comigo. Liguei a TV, recostei na cama e eles logo vieram deitar junto. Não prestei muita atenção na TV, me concentrei mais neles. Fiz carinho, cocei as barriguinhas (eles amam), brinquei com as patinhas e orelhas (eu adoro), aproveitei para desembolar uns nós que encontrei nos pelos, passamos um tempo juntos, aproveitando a companhia uns dos outros…

Na correria do dia a dia a gente acaba não tendo tempo para aproveitar momentos como esse. Estamos mais preocupados em levar para caminhar, limpar, alimentar, educar.

Um gatinho brincando sozinho ou com outro gatinho é uma das coisas mais engraçadas que existem. A gente pode passar horas olhando sem se cansar. Cãezinhos brincando são muito divertidos também.

Observar e admirar seu bichinho é uma delícia. Olhe as patinhas (almofadinhas de cães e gatos são lindas), brinque com as orelhas caídas, sinta a textura do pelo, sinta a respiração, admire os dentões (lembra como eram pequeninos quando ele era filhote?). Se você nunca fez isso, vai passar a ver seu pet de outra forma. Se não faz isso há muito tempo, vai se reapaixonar.

(Além disso, essa manipulação ajuda a criar intimidade entre vocês e torna mais fácil a manipulação do animal pelo veterinário ou pelo tosador porque ele se acostuma a ser tocado em todo o corpo.)

Rachel Barbosa
http://caoamado.com.br

Selo peixe Grande 2010


Sua dose de Fofura do dia


Autor: Mafalda ~ 2 de dezembro de 2009. Categorias: animais.

A Lia do Just Lia “retwittou” este vídeo estes dias no twitter! Quem não fica derretido com uma coisa fofa dessas?!

Para começar o dia com uma boa dose de Fofura e cute-cute! OOoowwwwnn!!

Beijos,
Mafalda


Animais – por Rachel Barbosa


Autor: Rachel Barbosa ~ 22 de dezembro de 2008. Categorias: animais.

No mundo de hoje os animais definitivamente deixaram de ter função meramente estética ou utilitária. Foi-se o tempo em que as pessoas possuíam pássaros apenas para apreciar as belas cores ou o canto, gatos para manterem a residência livre de ratos e cães para guardarem o território.

Os animais se tornaram membros da família e nela têm espaço cada vez maior. Enquanto a União Européia é forçada a implementar políticas de incentivo à maternidade para evitar as taxas de natalidade sempre decrescentes, na França, por exemplo, mais da metade da população possui animais de estimação.

Falando sobre o Brasil, segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Alimentos para Animais de Estimação, em 2007 o país possuía 31 milhões de cães, 15 milhões de gatos, 17 milhões de pássaros e 7,5 milhões de peixes ornamentais (2 cães e 1 gato estão no meu apartamento).

Não moro na França, mas conheço uma mulher que não tem filhos e trocou o marido por uma poodle. Dependendo do marido, esse pode ser um excelente negócio.

Para ter certeza de que os animais vêm conquistando espaço cada vez maior no Brasil, basta uma volta pela vizinhança. Existe um pet shop em cada esquina, perdendo apenas para as drogarias, que nos últimos anos proliferaram feito coelhos. Para ter uma idéia mais exata sobre o papel dos bichinhos nas famílias, basta entrar em um desses pet shops. Toda semana recebo no meu pet alguém que teve um cão na infância e agora resolveu voltar a ter. Naquele tempo, a única coisa que o dono comprava para um cachorro mimado era ração, porque a maioria se alimentava com os restos da comida da família. Aí o dono se espanta ao descobrir como o mercado mudou e que agora existe uma infinidade de outros produtos para mimar o peludo.

Mas se você é que nem eu, o tipo de dona que nunca se cansa de correr atrás de uma novidade para o bichinho, faça uma visita aos grandes pet shops de São Paulo. São verdadeiros parques de diversões, mais para os donos do que para os animais. É possível encontrar coisas como vestidos de noiva e de gala, creme para hidratação do pelo, cama com dossel e babados, e até guarda-chuva!

Animais são ótimos, mesmo se você não está a fim de “brincar de boneca” com eles. Gatos reduzem o risco de ataque cardíaco porque acariciar o pelo alivia o estresse. Cuidar de um peixinho é um excelente exercício de responsabilidade para a criança. Um cão nunca vai te dizer que não está a fim de sair hoje, já o seu marido…

Beijos da Rachel

http://www.rachelbarbosa.com.br

Rachel quando criança queria ser veterinária, mas acabou enveredando pelos caminhos do Direito. Adora uma boa briga em seu escritório de advocacia, juridicamente falando, mas se diverte trabalhando no pet shop do qual é sócia. Um dia ganhou de presente o Galileu, seu poodle, e resolveu aprender sobre animais. No Monalisa de Pijamas vai dividir com os leitores o que sabe.





Busca

© 2007-2019 Monalisa de Pijamas - Todos os direitos reservados. Contato: mafalda [arroba] monalisadepijamas.com.br