Porque fazer humor e podcast é uma arte

































O Sudário de Turim – a Reviravolta nas conclusões científicas com o uso do Carbono 14


Autor: Mafalda ~ 3 de abril de 2012. Categorias: Mona POP, Sofá da Mona.

Sempre na época da Semana Santa e da Páscoa, revistas como Veja, Época, jornais, etc, dedicam um artigo, muitas vezes artigo de capa, ao personagem principal destes dias: Jesus Cristo.

Este ano, há uma semana da Páscoa, a Veja trouxe reportagem de capa sobre o mistério do Santo Sudário, também conhecido como o Sudário de Turim.

O Sudário de Turim seria o pano que cobriu o corpo morto de Jesus.  Já foi objeto de estudo de uma comissão de grandes e renomados cientistas.

Tornou-se assunto polêmico desde os testes com o Carbono 14, que indicaram que o pano é da Idade Média, e não da época de Jesus. Mas novas descobertas científicas fizeram uma reviravolta nas conclusões, e o Sudário ressurgiu novamente como objeto de estudo para a Ciência (porque para cristãos e católicos, se o pano é verdadeiro ou não, não importa muito).

O historiador de arte inglês agnóstico Thomas de Wesselow é o mais recente responsável por trazer novamente o Sudário ao debate.  Além do trabalho e do livro escrito por Wesselow, a reportagem da Veja traz o caminho que o pano fez de Jerusalém até a Europa, e as teses de falsificação desmentidas.

Enfim, para quem é curioso, e se interessa pelo assunto, assista este programa do Discovery Channel que traz as mais recentes descobertas sobre o Sudário de Turim. Os 2 últimos vídeos são praticamente um CSI do Sudário, com um final que te deixa na expectativa.

Também há esta série sobre o Sudário: Parte 01

Tinha achado e colocado aqui uma longa entrevista na tv – em inglês – com o historiador Thomas de Wesselow. Mas o vídeo foi retirado do youtube, e não achei mais nem lá, nem em lugar nenhum a única entrevista em vídeo com Wesselow. Uma pena…


Coelhinho da Páscoa


Autor: Doduti ~ 11 de abril de 2009. Categorias: Cantinho das Monas.


O que trazes pra mim?

Expliquei pro meu filho que o Coelhinho da Páscoa é como o Papai Noel, um mero entregador. Ele simplesmente vai trazer os ovos que EU comprei. Quero que ele fantasie e acredite, mas acho muito injusto que o Coelhinho leve a fama com o dinheiro que eu gastei. E como gastei!

Hoje em dia, não se escolhe o ovo pelo chocolate e sim pelo personagem ou pelo brinquedo que vem junto. Max Steel, Speed Racer, Barbie, Meninas Super Poderosas e mais uma infinidade de outras “marcas registradas”. Muito consumismo pra pouco chocolate.

Lembro que no meu tempo de criança não tinha nada disso. Os ovos vinham embrulhados em papel dourado ou prateado enfeitados com bolinhas ovaladas (!?!). Dentro deles vinham apenas bombons. Brinquedos as crianças ganhavam no Natal.

Nunca acreditei em Coelhinho da Páscoa, mas acho tão gostoso poder fantasiar esse tipo de coisa! Amanhã, aqui em casa vai ter caça aos ovos, com direito à pistas e pegadas de tinta. Tudo bem que as pegadas de coelho estão mais parecidas com pegadas de cachorro (que é o que eu sei fazer), mas o que vale é a intenção!





Busca

© 2007-2019 Monalisa de Pijamas - Todos os direitos reservados. Contato: mafalda [arroba] monalisadepijamas.com.br