Porque fazer humor e podcast é uma arte

































Podcast – uma mídia que venceu barreiras


Autor: Mafalda ~ 8 de setembro de 2009. Categorias: Cantinho das Monas.

Vendo os comentários do último Monacast, o de número 75, conclui-se que a maior parte do público que nos escuta é formada de homens. Não que não tenhamos mulheres ouvintes. Elas existem, recebo muitos emails delas e fico muito feliz em saber que as garotas nos escutam também!  Mas por enquanto, nesta mídia, a predominância é de homens e muitos deles são nerds e/ou geeks. E é sobre este público masculino que vou falar mais à frente.

Isso me fez refletir sobre a mídia Podcast e compara-la com outras mídias.

Não me lembro de ver  uma revista feita por mulheres que os homens costumam ler. Ou que pelo menos declarem publicamente. hehehe

Nem de programas de humor femininos que deram certo. Não me lembro mesmo!  Talvez tenha algum mais recente, pois já há tempos que estou desatualizada dos programas da TV aberta. Mas mesmo da TV a cabo,  não lembro de um programa de entretenimento/humor/variedades onde tenham só mulheres, e o seu público seja masculino.

Uma vez, tentaram lançar um na Globo e não decolou.  Faz um bom tempo, nem lembro mais o nome do programa.Talvez não fosse engraçado o suficiente, talvez os homens não estejam acostumados a ver mulheres fazendo graça, e até mesmo o preconceito que possa existir da parte deles. Não sei…

Acho que mais recentemente tinha um programa com duas comediantes. Não acompanhava, então não posso dizer sobre ele. Mas o fato é que há poucos programas femininos que não são propriamente “femininos”, ou seja, que saia daquele esquema “mãe, filhos, roupas, mulher moderna, receitas” .

Pois bem, acredito que o Podcast é uma mídia que venceu este barreira, passou por cima de machismos e preconceitos, ou da mesmice dos programas das outras mídias e nos trouxe algo surpreendente: Mulheres falando aos homens, eles a escutando, aprendendo com elas, rindo com elas!

Cito dois exemplos:

Bia Kunze, a Garota Sem Fio:  mulher, dentista, que tem um público cativo e predominantemente masculino, que a escuta para saber novidades na área de tecnologia móvel!

Bárbara Franzin do Café com Velocidade: que fala de F1, um tema predominatemente masculino.  Embora acredite que muitas mulheres gostem, como a própria autora do podcast, é visto como “o universo masculino”.

Se  algum dos ouvintes do sexo masculino no começo sentiu preconceito inicial contra estes casts, porque eram feitos por mulheres, isso logo passou. Eles se tornaram fãs e ouvintes fiéis.

Isso também aconteceu com o Monacast. Quantos emails e comentários recebemos de homens falando que no início achavam que o cast não os interessaria, por ser feito por mulheres, mães e por isso seria um podcast “mulherzinha”? No entanto, eles mesmos falaram como mudaram de idéia e passaram a nos escutar e a se divertir com os episódios.

Eu fico maravilhada em ver que isso acontece com esta mídia. No entanto, algumas agências e mesmo muitas pessoas ainda não conseguem visualizar que um podcast feito por mulheres pode ter um público masculino, e este ser fiel.

Ainda tudo é quadradinho, em que um programa feminino deve falar de perfumes, roupas, filhos, e por aí vai. “Mulheres falem para as mulheres, Homens falem para os homens.” Não que seja contra isso tudo. Mas sinto que muitas vezes falta um pouco de inovação e criatividade nas agências, nas mídias, etc.

De qualquer jeito, ver podcasts feito por mulheres – que não tem como tema sexo – fazendo sucesso com os homens mostra como esta mídia venceu barreiras e saiu dos “quadradinhos” da nossa vida.

Beijos,
Mafalda


Robô Sinistro da Campus Party


Autor: Mafalda ~ 21 de janeiro de 2009. Categorias: Cantinho das Monas.

Sim!!! Eu fui na Campus Party também!

Campus Party, para quem não sabe é um Mega Evento de Tecnologia e mídias digitais, com palestras variadas: música, design, fotos, blogs, podcasts, mídias sociais, inclusão digital, etc, etc. E tive a sorte de conseguir um convite para assistir a palestra dos Podcasters: Maestro Billy, Mellancia, Jovem Nerd e IDG Now.

Chego lá, vejo a Marina Sta. Helena e aproveito para perguntar onde será a palestra dos podcasters.

Eu: OOi!

Ela: OOi!

Fiz minha pergunta, mas ela não tinha certeza se seria no stand bem a nossa frente.

Vejo então o Inagaki e o Interney e vou lá perguntar pra eles: “Ooi, blablá palestra, blablá… Inagaki eu sigo você no twitter e você me segue…”

Inagaki: Sim, é muita gente seguindo!

Eu – pro Inagaki e Interney: Eu sou a Mafalda do Monacast.

Inagaki e Interney: AAh, você é a Mafalda!!? Nós recebemos emails perguntando se não teria nenhuma das Monalisas na mesa de debates dos podcasters hoje.

Depooois eu pensei na resposta (que não dei): Pois é, nem precisaria pagar estadia. hehe.

Mas brincadeira, o Podcast Nacional estava muito bem representado lá, sem contar os anos de experiência que eles já tem!

:D

O mais legal foi encontrar pessoalmente quem conheço pelo meio virtual: podcasters colegas, amigos, fãs do Monacast que nos acompanham pelo twitter.

Aqui algumas fotos e em breve vou colocar mais no flickr também!

Eu e a Doduti, minha companheira de Campus Party

Mellancia (Mafê), Bia Kunze, Mafalda e Maestro Billy

Com o Edney (Interney)

Para não ser repetitiva com relação ao Campus Party, eu vou apenas citar o Robô Sinistro que tinha na parte das Exposições. Que “meda”!!! hehehe. Estava filmando o “ser”, quando ele veio pra cima de mim com o papo “Me dá um abraço”. Só que deveriam colocar uma voz mais singela na lataria. Parecia mais um Robocop e eu (mais a Dani Ohuti que foi minha companheira de CParty) só imaginava que alguma hora iria sair uma metralhadora dali do bicho a qualquer momento.

E eu e a Doduti não descobrimos onde estava o fofo que operava a geringonça.

Veja só que gracinha:

Beijos da Mafalda


Monacast 35: Bia Kunze – Garota Sem Fio


Autor: Mafalda ~ 2 de outubro de 2008. Categorias: podcasts.

Neste Monacast de número 35, faremos uma entrevista com a Bia Kunze – Garota Sem Fio.

Bia Kunze é uma pioneira no podcast brasileiro e referência nacional em matéria de Tecnologia móvel, e foi com grande prazer que a recebemos para saber um pouco dos seus trabalhos, e também seus gostos pessoais e passatempos.

Participaram deste Monacast: Mafalda, Phoebe e Regina Phalange.

Convidados: Bia Kunze e uma rápida participação de Ricardo Macari do blog e podcast Código Livre.

Para escutar ou ler as novidades da Garota Sem Fio: http://www.garotasemfio.com.br/

Quer comentar sobre o podcast? Mande um e-mail para monacast [arroba] monalisadepijamas.com.br.

E atenção! Vote no Monacast para o Prêmio Podcast 2008! Para isso, basta clicar na imagem abaixo e seguir as instruções!

Prêmio Podcast 2008

Vote também nos nossos amigos e parceiros, em suas respectivas categorias:

Categoria Cinema: RapaduraCast

Categoria Tecnologia: Guanabara.Info

Categoria Humor: NerdCast

Categoria Games: Nowloading

Beijos da Mafalda!

(versão ZIP): download
Assine nosso feed no iTunes

Músicas do Monacast 35 – a maioria é do blip da Bia Kunze :

1-Voyager – Daft Punk
2- NightSwimming – REM
3- Bring me to live – Evanescence
4- Fool in the Rain – Led Zeppelin
5- Nowhere Man – Beatles
6- En El Muelle de San Blas – Mana
7- The Unforgettable Fire – U2





Busca

© 2007-2019 Monalisa de Pijamas - Todos os direitos reservados. Contato: mafalda [arroba] monalisadepijamas.com.br