Porque fazer humor e podcast é uma arte
































Mona Pop: J. LO



Por Mafalda - 17 de fevereiro de 2009. Categorias: Mona POP.

Ela é simplesmente a latina mais influente do mundo. Já esteve entre as 20 mulheres mais ricas do entretenimento pela revista Forbes. Falar em J.LO é falar em sucesso fama e muita sensualidade com certeza. Além de atuar em ótimos filmes tem uma grande contribuição na cultura Hip-Hop. Filha de porto-riquenhos, foi criada no conturbado Bronx o que veio a ser uma grande influência na sua carreira musical. Desde bem cedo já estava envolvida em aulas de canto e se preocupava em entrar numa boa escola de dança; sempre participando de audições para conseguir trabalho. Começou a aparecer dançando em clipes, se apresentando em programas de TV e em performances de outros artistas como Janet Jackson.

Sua carreira musical começa no ano de 1999 com o lançamento do álbum On the Six um álbum que exprime bem suas raízes latinas mescladas com batidas eletrônicas do dance. Quem nunca dançou ao som de Feeling’So Good, recomendo, é uma delícia! On the Six foi apenas um prelúdio do que viria então.

No ano seguinte estreou o interessantíssimo filme A Cela em que lhe rendeu boa aceitação da critica mundial assim como em Selena 1997, Casamento dos meus Sonhos 2001, Um Lugar para Recomeçar 2003 e Dança Comigo 2004.

Em 2001 ela lança seu segundo álbum J. LO que estreou em primeiro lugar na Billboard 200. No ano seguinte a danada remixou tudo e consegui ser o primeiro álbum da historia dos remixes a estrear no primeiro lugar da parada! Ai começa o auge de J. LO.

Jenny se tornou a atriz mais bem paga nos anos 2002-2004.

Foi processada em 2003 por causa do clipe I’m Glad, um clipe extremamente sensual em que são encenadas cenas do famoso Flashdance.

No mesmo ano de Um Lugar para Recomeçar é lançado o álbum Rebirth que não foi tão bem aceito quanto os outros, contudo podemos destacar Get Right que atingiu posições consideráveis na Billboard.

Participou em dois reality shows: Dance Life em 2006 e no ano seguinte no American Idol (como o Ídolos só que no seu formato original, EUA).

Um dos seus álbuns mais sensíveis e o menos apelativo veio em 2007. Como Ama una Mujer foi gravado integralmente em espanhol. Marc Antony, agora seu marido é o principal produtor do álbum. É uma trilha perfeita para aquelas novelas Mexicanas,(aquela choradeira…) é bem meloso.

Em 2007 Jenny lança seu perfume: Glow Jennifer Lopez. No site em que pesquisei apresenta suas notas como: Uma ‘fragrância floral cítrica combina notas de rosas, sândalo, âmbar, almíscar, jasmim, íris e baunilha’.

Jennifer agora é mãe de Max e Emme estes dois lindos bebês que estão ai na capa da People.

Mas qual é a sua importância no cenário musical mundial? Bem para entendermos isso é necessário saber que o Hip-Hop não é somente uma expressão negra de marginalizados. Na época em que Jenny nasceu NY era palco de várias manifestações. Sedentos por espaço e menor desigualdade negros e latinos se engajaram criando a cultura das ruas, era o som e o estilo despojado do hip-hop. Jennifer tem uma contribuição considerável em perpetuar esse ritmo; fazendo isso com muita sensualidade, competência e pouco engajamento.

Está previsto para esse mês um novo álbum de remixes Still from the Block que vai contar com um novo single homônimo ao álbum. Bem, minha recomendação é: se vai dar uma festa é bom dar uma olhada nos ritmos calientes e agitados desta poderosa!

Saint Clair é colaborador no Mona Pop, fã e ouvinte do Monacast e da Eubalena.

Veja também:

1 Comentário to Mona Pop: J. LO

  1. Phoebe

    Quando penso na Jennifer Lopez, só lembro da sua fase “namoradinha-do-Ben-Affleck”. Faziam um casal muito bonito, mas o excesso de exposição na mídia, pelo visto, fez o relacionamento desandar. Valeu, Saint Clair!

    [Responder]

Deixe seu comentário:





Busca

© 2007-2016 Monalisa de Pijamas - Todos os direitos reservados. Contato: mafalda [arroba] monalisadepijamas.com.br