Porque fazer humor e podcast é uma arte
































Categoria: Plante esta Idéia


Sustentabilidade, você sabe o que é?


Autor: Mafalda ~ 30 de agosto de 2010. Categorias: Cantinho das Monas, Mona em Família, Mona POP, Plante esta Idéia.


Minha pequena árvore nasceu

Você sabe o que é Sustentabilidade? Essa palavra e seu conceito fazem parte da sua vida?

Seja qual for sua resposta, a sustentabilidade é muito importante para a nossa vida e dos nosso filhos, e desde pequenas ações e exemplos em casa, até políticas e ações de marketing na sociedade, é um assunto mais do que “Pop” – mas uma necessidade cada vez maior para a nossa saúde e saúde do nosso planeta, do meio ambiente que fazemos parte.

Por isso, se quiser saber mais sobre Sustentabilidade, venha conhecer o Projeto Faça Crescer ( no twitter: #facacrescer )

Eu já estou lá, levantando questões como “Sustentabilidade virou assunto pop?” e conversando sobre o tema AQUI!

Dá uma passadinha lá, será um prazer conversar com você!

Beijos,
Mafalda


Plante esta idéia: Turismo em São Paulo – Parte 2


Autor: Eubalena ~ 17 de abril de 2009. Categorias: Plante esta Idéia.

Putz! Faz tanto tempo que eu não apareço aqui que eu nem me lembro do que eu estava falando…Ah! Eu estava falando sobre fazer turismo em São Paulo.
Mas por que eu estava falando sobre isso mesmo?
Ah! Por que eu queria engatar um discurso sobre como fazer turismo na própria cidade diminui as emissões de gases do efeito estufa causadas por transportes, por exemplo, além de ser muito mais barato e bastante interessante.
Então… Tudo começou quando a Carol veio nos visitar. A Carol é gaúcha, não conhecia nada de São Paulo, só tinha passado por aqui pra fazer conexão no aeroporto (que nem é São Paulo, é Guarulhos).
Depois de visitar a USP, a Paulista, a Liberdade, o Monumento às Bandeiras, o Parque do Ibirapuera e acabar às lágrimas assistindo “O leitor”, nós programamos as aventuras do dia seguinte: O Museu da Língua Portuguesa, a Pinacoteca, a estação da Luz e o Mercado Municipal (não necessariamente nesta ordem).
Tem o que falar do Mercado Municipal?
Depois da reforma, o prédio que abriga o mercado ficou lindíssimo, os vitrais ficaram perfeitos e o ambiente extremamente agradável. Fora que, pra quem gosta de cozinhar, o mercado municipal é parada obrigatória para conseguir novos temperos, sabores raros, frutas exóticas e um atendimento de primeira. Isso sem contar os tradicionalíssimos pastéis de bacalhau e sanduiches de mortadela com queijo.
S E N S A C I O N A I S!
Depois do almoço, a parada foi a Estação da Luz.
Chegamos pelo metrô, demos uma passadinha por dentro da estação de trem (que depois da reforma também ficou uma coisa de louco) e entramos no Museu da Língua Portuguesa.
Eu achei o Museu interessantíssimo. A Carol, como boa gaúcha, sentiu falta de regionalismos, da língua de hoje – embora vários aspectos de culturas regionais estivessem expostos no telão imenso que conta um pouco sobre festas, música, etc, etc, etc. Da minha parte, estou curiosíssima para saber como o Museu vai ser re-estruturado pós-acordo ortográfico.
De lá, fomos na Pinacoteca. A parte mala era uma imensa escultura no meio do prédio da Pinacoteca que fazia um barulho muito, muito chato. Talvez fosse a intenção – se era, conseguiu me tirar do sério e tudo o que eu queria era tirar aquela bugiganga da tomada. Fora isso, uma exposição excelente da Margaret Mee (que já acabou) e o acervo fantástico da Pinacoteca, que recebe os visitantes com dois belíssimos quadros de Di Cavalcanti.
Pena que acabou… quer dizer – meu roteiro de turismo por São Paulo ainda prevê muito gasto de sola de sapato, mas a Carol tinha que voltar para o pós-doc dela e nos abandonou…
Turismo na própria cidade? Plante essa ideia!
Paula.

Paula Signorini (paulabio) foi criada em contato com bichos e natureza. Quando cresceu, foi  estudar biologia. Faz divulgação científica, já deu aulas,  já trabalhou em uma ONG. Agora é editora e gosta de pijamas, principalmente os de bolinhas verdes.


As Mulheres Influentes da Blogosfera


Autor: Mafalda ~ 8 de março de 2009. Categorias: Geral, Plante esta Idéia.

Dia 8 de março é reconhecido pela Organização das Nações Unidas como o dia Internacional da Mulher. Discussões sobre igualdade de gênero e violência contra a mulher estão cada vez mais presentes nesta e em outras datas, feitas por pessoas nos mais diferentes, locais – das universidades às mesas de bar, dos documentos oficiais à internet.

Para celebrar essa data, escolhemos falar de algumas das mulheres, que de alguma forma exercem influencia sobre a Blogosfera e a Podosfera.

Nada de ranking de beleza ou simpatia desta vez – nesta lista o que conta é relevância, o conteúdo. Não se trata de um ranking, nem de uma lista fechada, portanto a ordem é alfabética e a homenagem está aberta! Deixem seus comentários!

(Ah! por motivos óbvios – não queríamos jogar confete em nós mesmas – as Monas e colaboradoras estão fora desta homenagem – mas nos agradaria muito se aparecessemos nos comentários – rs).

Baunilha - Baunilha ou Bruna Calheiros, escreve para diversos blogs como o Sedentário & Hiperativo, Smelly Cat, Baunilha.org e Wishlist. A Baunilha também está sempre nos encontros de mídias sociais e atua com projetos on-line para geração de Talkability comunicando blogs e redes sociais, buscando tendências e inovação.
Bia Kunze – Quem ainda não ouviu falar da dentista que precisava ser móvel e começou a discutir sobre celulares? Bia Kunze (@garotasemfio), a Garota sem fio, mantém hoje o podsemfio e fala sobre mobilidade, novas tecnologias, compara celulares, smartphones, preços e operadoras. Quase todo mundo passa pelas dicas da Garota sem fio antes de comprar um aparelho móvel conscientemente.
Dani Koetz – Mantém o blog Ah! Tri Né!. A Dani (@danikoetz) trabalha em uma agência de publicidade e sempre busca fazer a ponte entre anunciantes e blogueiros. Está sempre disposta a fazer palestras nos encontros de mídias sociais para ajudar blogueiros e podcasters a monetizar o seu blog/podcast. Competentíssima, também ajuda na execução e organização do Blog Beach.
Lili Ferrari – É jornalista e produtora muito antenada com diversos projetos que envolvem a web 2.0. Pode ser encontrada nos mais diversos eventos sobre mídias sociais e blogsfera. A Lili mantém o blog Liliane Ferrari, com informações culturais muito interessantes e no institucional Mãe com filhos.
Lucia Freitas – Escreve o Ladybug Brazil. A maior sacada da Lucia Freitas (@lufreitas) foi o Luluzinha Camp, encontro de blogueiras que ocorre frequentemente em vários Estados do Brasil. Entre aulas de Pole Dance e maquiagem, a mulherada se conhece e se fortalece como grupo dentro da blogosfera. O último encontro foi ontem! Só para mulheres!
Lucia Malla (@luciamalla) Escreve o excelente blog de viagens… ou seria de Ciências… fotografia? Talvez um blog pessoal? Enfim. Uma malla pelo mundo é tudo isso. Teve uma sacada sensacional o ano passado com a invenção, junto com amigos de breja, do twitter offline! A coisa ficou tão famosa que depois de aparecer no Global Voices, foi parar no USA Today! Lucia ainda escreve no Faça a sua parte, um dos mais conhecidos blogs sobre meio ambiente.
Rosana Hermann – É física nuclear, radialista, jornalista, escritora E tem um blog muito acessado desde 2000, o Querido Leitor. A Rosana (@rosana) ganhou o prêmio de melhor blog de língua portuguesa do prêmio internacional The BOB’s 2008 (prêmio que também escolheu o sensacional Generation Y como melhor blog de 2008).
Sam Shiraishi – A Sam tem vários projetos na web 2.0 e sempre começa suas twittadas (@samegui) com um delicioso bom dia. Em seu blog pessoal, A vida como a vida quer, fala sobre ser mãe, sobre a programação cultural e sobre trabalho, claro. Atua também no Radar Verde, projeto com tema ambiental e na Caixa de Pandora, um site para agregar conteúdo de diversos blogs. Junto com outras blogueiras, escreve também no blog institucional Mãe com filhos.

Faltou alguém? Tem alguém relevante que você gostaria de incluir? Gostaria de se incluir? Fique à vontade e tenha um excepcional dia da Mulher (embora todo dia seja nosso dia!)

Beijos,

Paula Signorini (Rastro de Carbono) e toda equipe do blog e podcast da Monalisa de Pijamas

Paula Signorini (paulabio) foi criada em contato com bichos e natureza. Quando cresceu, foi estudar biologia. Faz divulgação científica, já deu aulas,  já trabalhou em uma ONG. Agora é editora e gosta de pijamas, principalmente os de bolinhas verdes.


Plante esta idéia – Meu Primeiro Dia de Turismo em São Paulo


Autor: Eubalena ~ 4 de março de 2009. Categorias: Pantufas na Estrada, Plante esta Idéia.

Moro há anos em São Paulo. Mudei pra essa cidade que sempre me foi muito
querida durante a faculdade (apesar do cheiro da marginal em dias quentes,
da poluição do ar e do trânsito por vezes insuportável no horário de pico).
Garanto que foi uma das melhores experiências da minha vida. Sair da casa
dos pais, morar sozinha e depois com outras garotas, se virar pra almoçar,
jantar, arrumar as coisas – mas sempre com os pais a menos de uma hora de
ônibus, ou duas horas de trem.

Fato é: neste tempo de faculdade, São Paulo se resumia a minha nova casa,
faculdade, baladinhas, o primeiro emprego… Nada muito mais do que isso Uma
pena, porque lá no fundo eu sabia que São Paulo me reservava coisas lindas.

Foi então que, este mês, uma amiga do Rio Grande do Sul veio nos visitar.
Final de semana estava lindo, ótimo para um turismo. Mostrar São Paulo pra
amiga não incluia o “caminho da roça”, como se diz no interior para o
caminho de todos os dias, mas os pontos lindos de São Paulo. E fomos. Meio
só que indo, um pouco planejado mas bastante flexível, tudo como tem que ser
uma viagem turística. E fui fazer turismo na cidade onde eu moro.

Começamos fazendo um tour pela USP (a amiga pensa seriamente em estudar por lá). A USP é linda. Várias pessoas vão à USP aos sábados para correr ou pedalar. A rua da raia, que é a que fica mais perto da marginal Pinheiros (entrada pela Av. Escola Politécnica), é bastante plana, perfeita para caminhadas. Quem quiser se aventurar em decidas e subidas, pode tentar subir a Lineu Prestes e descer pela Rua do Matão (minha casa por 4 anos – saudades)

Depois, fomos até a Paulista. A Paulista impressiona pelos seus arranha-céus
mas também por seus palacetes históricos, que hoje abrigam algumas
instituições conhecidas como bancos ou o instituto Pasteur e a casa das
Rosas. Também é morada do incrível prédio do MASP com seu imenso vão que às
vezes abriga passeatas, mobilizações, encontros, feiras etc. E há quem passe
por um prédio daqueles e não se impressiona com a beleza arquitetônica.

Depois do passeio, fomos até a Liberdade, que não abrigava nenhum festival
neste dia específico, mas que ainda sim é um lugar legal de se estar (a
única coisa que eu de fato detesto na Liberdade é ver pessoas sendo
enganadas pelo vendedor de “flor de Lótus” – não, não é uma flor de Lótus e
a planta jamais vai florescer novamente porque a flor que está na planta que
eles vendem – agua-pés – nem é dela. É tudo uma montagem.) Fomos em um
rodízio de sushis sensacional e espero voltar lá em breve.
Da Liberdade, Monumento às Bandeiras, Obelisco em homenagem aos heróis de 32
e Parque do Ibirapuera. Pena que a Oca não estava exibindo nada neste dia.

E isso foi só o primeiro dia, que acabou num cinema com muitas lágrimas
durante o filme “O leitor”, que eu recomendo muito.

O segundo dia fica pra próxima.

Beijo.

Paula

Paula Signorini (paulabio) foi criada em contato com bichos e natureza. Quando cresceu, foi estudar biologia. Faz divulgação científica, já deu aulas,  já trabalhou em uma ONG. Agora é editora e gosta de pijamas, principalmente os de bolinhas verdes.





Busca

© 2007-2020 Monalisa de Pijamas - Todos os direitos reservados. Contato: mafalda [arroba] monalisadepijamas.com.br