Porque fazer humor e podcast é uma arte
































“Porque no meu tempo…”



Por Phoebe - 26 de novembro de 2008. Categorias: Cantinho das Monas.

Levanta a mão aí quem nunca ouviu alguém comentar que os desenhos animados de hoje são violentos, que a TV atualmente só mostra coisas erradas para as crianças e que “no meu tempo era tudo diferente”. Reconheceu o papo, né?

Bom, como já não sou tão novinha assim (praticamente uma pré-balzaca) e já tenho uma filha pertencente à mais nova geração de crianças consumidoras das “porcarias televisivas”, posso assegurar para vocês, com certeza absoluta, que hoje as coisas estão melhores do que eram antigamente! Temos o canal Discovery Kids mostrando desenhos tão inocentes que chegam a causar desconfiança nos pais – conheço um pai que não deixa o filho de 2 anos assistir os Backyardigans por julgar que há ali uma mensagem subliminar de incentivo à homossexualidade! Tipo, não é possível que o Pablo, o Austin e o Tayrone (este, um lindo veadinho) sejam tão dóceis, bonzinhos e saibam dançar tão bem aquelas coreografias rebolantes!

E como era antigamente? Eu cresci vendo Tom & Jerry e Pica-Pau. E quer coisa mais sádica do que esses dois desenhos? Outro dia estava passando o Pica-Pau na TV e parei para assistir com minha filha. Ele estava devendo o dinheiro do aluguel e passava o episódio todo fazendo maldades tanto para se esconder da dona do imóvel como para aplicar-lhe castigos físicos. Em um determinado momento ele a atrai para a janela e faz com que ela caia do topo do prédio… Bem educativo e nada violento, não?! Rs!

Também comprei recentemente o DVD comemorativo dos 50 anos do desenho “A Bela Adormecida”. Basta dizer que a bruxa da história tem dois chifres de cabra na cabeça, bem ao estereótipo “imagem do demo”, e tem um séquito de porcos selvagens que cometem as perversidades que ela determina. Lá pelas tantas ela vira um dragão e o príncipe a mata com um golpe de espada. Minha filha tem 3 anos, imaginem aí os olhinhos da pobre arregalados ao ver essas cenas! Não sei como ela tem conseguido dormir! E olha que o desenho foi feito quando minha mãe era criança, hein? Cadê o “Mas no meu tempo…”?

E as historinhas de contos de fadas, então? Terrorismo psicológico completo com as pobres crianças!

“A vendedora de fósforos” é uma menininha que fica órfã e passa os dias na rua vendendo fósforos que ninguém compra. Da janela das casas ela vê as famílias felizes à mesa e tem que se conformar com sua fome e falta de uma família. No fim, ela morre de frio. Literalmente.

“João e Maria”, na versão original dos irmãos Grimm, são duas crianças órfãs de mãe. O pai casa novamente e a família passa por sérias dificuldades. A madrasta, vendo que a comida está no fim, convence o pai a deixar as crianças na floresta (ou seja, se é pra alguém morrer de fome, que sejam as crianças e não a gente). Isso transmite uma coisa tão legal às crianças que ouvem a história, né? “Menino, reza aí para que teus pais nunca passem dificuldades financeiras, senão você será o primeiro a sambar”!

E o “Flautista de Hamelin”? Ele é contratado para exterminar os ratos da cidade, faz o serviço direito mas o rei, um sovina daqueles, resolve pagar pelo serviço bem menos do que o valor contratado. Aí o bondoso flautista usa sua flauta para hipnotizar as crianças da cidade e atirá-las a um buraco enorme, enterrando-as dentro de uma montanha.

Enfim, até que hoje em dia as coisas estão bem mais amenas para a criançada. O que é uma pena… não troco o humor sarcástico e as piadas politicamente incorretas do Pica-Pau por nenhuma “aventura” dos Backyardigans! :)

Beijos da Phoebe


Veja também:

11 Comentários to “Porque no meu tempo…”

  1. kosmidis

    A frase final já vale o post inteiro rssrs, me lembro de quando vi cavaleiros do zodiaco quando moleque, havia um cena que o braço de um personagem era cortado, quando voltou a passar em 2004 a cena havia sido censurada pois o conteudo era violento demais.

    Porra como um desenho pode ser tão violento, naquele tempo que era legal, a diversão era desse jeito, hoje tá tudo “leve” demais.

    Desabafo feito rsrsrs

    [Responder]

  2. Eubalena

    O melhor comentário que ouvi sobre os Backyardigans foi que eles são assim pq causa do back no quintal!

    so faltou a trilha sonora do Chatinho, ops, Armandinho pra ficar perfeito.

    [Responder]

  3. Mafalda

    Adoro o Pica-pau, e até hoje quando assisto aqueles episódios do Tom e Jerry antigos eu dou risada. rsrsrs.

    Mas os Backyardigans são ótimos para crianças pequenas! Sem contar que tem música.

    Agora, a Pequena Vendedora de Fósforos é maravilhoso! Claro que é do tipo que traumatiza criança, mas a animação é LINDA, primorosa, a música, tudo. E a delicadeza que fizeram o final, ímpar. Claro que vc chora baldes de água, mas nota MIL pra esta animação. :)

    Acho que dos desenhos novos, o único que traz o nonsense, o humor e as maluquices dos desenhos antigos é o Bob Esponja.

    Adorei o texto, Phoebe!

    Bjão

    [Responder]

  4. Nilda

    Eu acredito piamente que estes desenhos politicamente corretos em excesso são um mal para as crianças!
    Dizer pras crianças que todos são bonzinhos, que o mundo é uma maravilha? qual o sentido disso??
    Deixá-la despreparada pra enfrentar o mundo.. só pode ser..
    E também deixá-la angustiada, pq criança nenhuma é tão boazinha como as dos desenhos, e aí fica se achando muito má, quando é apenas humana..

    [Responder]

  5. Venda Online » Blog Archive » “Porque no meu tempo…”

    [...] para vocês, com certeza absoluta, que hoje as coisas estão melhores do que eram a… leia mais fonte: [...]

  6. Marvin

    Engraçado … Eu sabia que o texto era da Phoebe antes de terminar de ler …rssss … Acho que já está dando prá captar a personalidade de vocês nos textos … quase “ouvi” a voz dela enquanto lia …
    Parabéns, ótimo Post … como dizem por aí, essa m%$#@ de politicamente correto f0%#! o mundo …rssss

    [Responder]

  7. Cris

    Se, crescemos “aprendendo” como trapacear, ou sendo intimidados a sermos “maus”, viramos (até que) pessoas decentes. Rssss
    Por vezes penso como serão as crianças da geração Politicamente Correta.
    bjs

    [Responder]

  8. Jackson

    Marvin roubou minha frase, heeheh… quem fala isso é o Azhagâl, e tem razão. Acho que os desenhos atuais são muito ruins, e esteticamente toscos. Hoje em dia tudo é estilizado no nível Meninas Superpoderosas: bonequinhos toscos. Saudade de Capitão Planeta, Caverna do Dragão, Thundercats, etc, onde os personagens tinham forma humana.

    Sem falar no nível de retardamento dos desenhos, cujo auge foi Teletubbies. Alguém acha aquilo educativo pras crianças?

    [Responder]

  9. Mafalda

    Na verdade a estética dos desenhos de hoje é para ser a coisa mais fácil do mundo para a produção rápida em estúdios espalhados pelo mundo e facilidade de produção dos produtos. Então quanto mais fácil o personagem melhor: um bola com olhos e boca, membros sem mãos ou dedos. Mais rápido de animar e tudo mais…

    Com certeza, empobrece a visão estética da criança. Só mesmo as animações da Disney – as clássicas – para salvar nos desta pobreza estética e descartável.

    Viajei?

    Foi uma critica, mas tudo hoje em dia é assim: tem que ser o mais rápido, objetivo e clean. O próprio desenhista é obrigado a criar algo rápido e prático para conseguir vender sua idéia.

    bjs da Mafalda

    [Responder]

  10. Bruna

    Concordo contigo, Phoebe. Mas bah, o Tyrone é uma gracinha, shame on me.

    [Responder]

  11. Bruna

    Olá, adorei o texto e concordo com você.
    Mas só corrigindo: o Tyrone é um alce e não um veado.
    Querer forçar mensagens de homossexualidade é muita forçação de barra, como o seu amigo faz. Querer cobrar atitudes viris de crianças pré-escolares (q é o caso dos personagens Backyardigans) é realmente exagero.

    [Responder]

Deixe seu comentário:





Busca

© 2007-2016 Monalisa de Pijamas - Todos os direitos reservados. Contato: mafalda [arroba] monalisadepijamas.com.br