Porque fazer humor e podcast é uma arte

































Legendas dO que estou pensando? #36


Autor: Mafalda ~ 13 de dezembro de 2010. Categorias: Que estou pensando?.

Boneco de Natal

Jingle Créu! Jingle Créu!
Davi Graeff

Oba! Pau-de-sebo!!!
@Betinho_PN

Não temos pausa pra ir ao toilet mesmo? Que emprego ingrato!
@DiasCamila

“Ei tem uma câmera ali.
Calma, já estou acabando!”

Filipe Aquino

Como são feitas as raspadinhas.
@andreruz

vai ralando na boquinha da garrafaaa… eh na boca da garrafa…..
@JessLeles

Conga, lá conga…. conga, conga, conga…. ulll!! chiclete, bum bum… hei!!
Carolina

Heeey papai noel, e agora acha que sou sexy??
Kriis

Cachecol verde: Aaaai tá doendo! Faz um tempão que não faço umas “bolas de neve”
Nathalia Paredes

Para não fazer xixi nas pernas é assim ó!!!
@midoridf

Eu e o Manolo José, treinando Polo Dance Norte.
@ryanpotter937

Meu sonho é ser um picolé!
@linealves

(8) O Rebolation, tion, Rebolation…
@leyli_oliveira

- É aqui zé gotinha?
- Não o posto é mais pra lá !
@isadorapecinato

Uhull subindo e descendo!
@rafacbk

Boneco da frente: -Vai descendo na boquinha da garrafa.
Segundo boneco: -It’s fun to stay at the YMCA.
@danielaprado02


A arte delas: Diablo Cody


Autor: brunomendonca ~ 21 de janeiro de 2009. Categorias: Mona POP.

Muito talento e um pouco de sorte são os fatores que fizeram Diablo Cody conquistar a sua fama. Para quem não sabe, a moça ganhou o Oscar de Melhor Roteiro Original, ano passado, por ter escrito Juno, filme sobre uma adolescente grávida.

E não parou por aí, estreou no último domingo, nos Estados Unidos, a série United States of Tara, escrita por ela e produzida por ninguém menos que Steven Spielberg.

Porém, Diablo Cody tem um histórico profissional que podemos chama de diferente. Ela era secretária de uma grande corporação e odiava o seu trabalho. Insatisfeita, abriu um blog (que procurei nos becos da grande rede, mas não encontrei) onde ironizava seu próprio trabalho, mostrando como era vazio.

Visto isso, quis mudar e achar uma coisa diferente para fazer: tornou-se Stripper. Isso mesmo, foi tirar a roupa por dinheiro em uma boate, não por necessidade, mas por que queria mudar sua vida radicalmente. Usava o codinome de Candy Gril, ficava peladona e contava como era fazer tudo isso em textos em um blog, que viraram um livro. A publicação começou a fazer sucesso e o estilo da escritora deu a ela colunas em jornais e novos convites.

Seu nome verdadeiro é Brook Busey-Hunt, e o que pode parecer pose, ou apenas estilo de escrita é na verdade o jeito dela mesmo: extramente sarcástica e desbocada. Certa vez, em uma entrevista, disse que sentia-se mais nua escrevendo do que tirando a roupa em boates. E sempre detona os jornalistas que tentam se minimizá-lo pelo ser passado profissional.

Seu livro, Minha Vida de Stripper, escrito em 2005, lançado recentemente no Brasil está fazendo muito sucesso, principalmente depois do sucesso de Juno. Nos Estados Unidos, por exemplo, semanas depois do Oscar ela ocupava a lista de mais vendidos do Washington Post e New York Times.

E entre seus projetos futuros, além da série que recém estreou, estão outros filmes e um livro contando a história de uma menina nerd em colégio americano. Sem dúvida, ainda veremos o talento e acidez de Diablo Cody em muitos trabalhos.

Bruno Mendonça








Busca

© 2007-2021 Monalisa de Pijamas - Todos os direitos reservados. Contato: mafalda [arroba] monalisadepijamas.com.br