Porque fazer humor e podcast é uma arte

































Legendas dO que estou pensando? #100


Autor: Mafalda ~ 20 de agosto de 2012. Categorias: Que estou pensando?.

Após Chaves, fui descartado de House…
@lexmonteiro

Querida encolhi nossa casa e a transformei em chapéu.
@clerisonbueno

Pessoal, estou a procura de uma Barbie e um Ken para habitar minha casa!
@beneportela

Acho que melancia era coisa do passado, a casinha aqui chama mais atenção!
@beneportela

Sim, eu sou o pai do Doctor House.
@senakurumada

Ai… o aluguel não sai da minha cabeça!
@GustavoCarnelos

Então… Calma… Eu tenho uma boa explicação para isso.
@davigraeff

“Era uma casa muito engraçada, não tinha teto, não tinha nada….”
Júlia

Quero informar que, atendendo a inúmeros pedidos, iremos continuar
coma série House, mas comigo no papel principal
no lugar do Hugh Laurie.
Rafael Portillo

Meu objetivo é a conquista, conquista da casa própria!
@beneportela

É pois é, eu ja moro aqui comigo faz um tempo né,
e essa casa é homenagem a minha filha
que ja faleceu e me assombra.
Igor M.

Eu era um corretor, ai veio a crise e  resolvi eu mesmo fazer
casas para ninguém mais perder elas para os bancos, viu?!
Benedito Portela


Um turista idiota


Autor: Mafalda ~ 31 de maio de 2011. Categorias: Sofá da Mona.


Karl (na frente) com os produtores Stephan Merchant e Ricky Gervais

Sabe aquele comentário politicamente incorreto e sarcástico que só temos liberdade de fazer, sei lá, com nosso(a) irmão(ã) ou melhor amigo(a)? Sim, todos carregamos em distintas doses esse humor sombrio. Mas, vivemos em sociedade, convivemos com todo tipo de gente e para o jogo social rolar, é necessário mentir. Então, jamais confie nessas pessoas que batem no peito e declaram que não mentem. Já estão mentindo e sequer percebem. O filósofo dos tempos pós-modernos, Dr. House, já sentenciou: “Everybody lies”.

A mentira e suas circunstâncias, a necessidade (?) da mentira nas relações e questionar a vilania ou santidade da mentira me remeteu a dois trabalhos do ator, comediante, roteirista, diretor e produtor de TV britânico Ricky Gervais (pra quem não sabe, ele era chefe mais boçal ever da versão original do seriado The Office, atualmente interpretado por Steve Carell).

Nos canais de filmes da TV a cabo, assisti ao interessante filme protagonizado pelo ator, que se passado num mundo em que ninguém mentia. Não vou me estender. Não deixe de assistir, vale muito a pena e te faz pensar um pouco (O primeiro mentiroso, 2009 – uma comédia deliciosa, com direção do próprio Ricky).

É produção desse mesmo ator em parceria com Stephan Merchant, a impagável série “Um turista idiota”, no ar no GNT. A ligação com o filme é que o turista em questão parece ter saído daquela sociedade fictícia. A idéia não é original, mas a personalidade de Karl Pilkington segura a atenção e garante diversão. Para mim, ele é um híbrido de George Constanza e Homer Simpson. Interessante notar que todos nós nos identificamos mesmo com as colocações mais idiotas, preconceituosas e toscas dele. Porque as trazemos em nós. Porque temos amigos que nos fazem rir falando as mesmas coisas. Porque o sarcasmo é uma iguaria para paladares acima do bem e do mal.

Um detalhe importante: a rota da série segue as 7 Maravilhas do Mundo (vai, tenta aí de cabeça dizer quais são…rs). Assim, ele virá ao Rio (mal posso esperar para ver este episódio!). Ao ver pela primeira vez na vida (sim, ele é super ignorante) a foto do Cristo Redentor, olhou, olhou, fez um muchocho e deu sua primeira impressão: “Parece um poste”. Apesar dessas e outras, não há agressividade no turista. Ele carrega consigo um sentimento comum, especialmente em moradores de países ricos: a certeza de que sua forma de sociedade e modo de vida é o único certo no planeta (de terça a sexta no GNT, 23:15).


Clique no retângulo acima para acessar o blog da Ju Teófilo

 





Busca

© 2007-2021 Monalisa de Pijamas - Todos os direitos reservados. Contato: mafalda [arroba] monalisadepijamas.com.br