Porque fazer humor e podcast é uma arte

































Bolsa de Mulher – Um Mundo a ser Entendindo!


Autor: Eubalena ~ 23 de fevereiro de 2010. Categorias: Coisinhas de Mulher.

Dizem os entendidos que a bolsa de uma mulher mostra sua personalidade. Eu imagino que a bolsa da Phoebe deva ser toda organizadinha. Tudo no seu devido lugar, apesar do microfone de brinquedo e da Polly careca.  A Mafalda nem carrega bolsa, é uma mulher desapegada dos bens materiais. Eu… Meu Deus! Tem de tudo na minha bolsa e tudo muito revirado. Mas de estranho, estranho, acho que não tem nada: Agenda, bloquinho da Hello Kitty, carteira, óculos de sol, óculos de grau, estojo com 41419493 canetas, mp3, pinça com espelhinho e luzinha, porta cartão, lenço de papel, fio dental, espelho com escovinha (que eu nunca uso), kit cocô… Achei uma coisa estranha: pomada anestésica usada quando vou fazer a sobrancelha, que dói pra cacete!

Bolsa é algo que provoca uma atração irresistível. Quando nos deparamos com uma bolsa nova é como se o Jeffrey Dean Morgan tivesse passado correndo pelado na vitrine. A gente sempre volta para ver melhor. Não adianta.

A bolsa pode ser grande, pequena, de mão, tiracolo, engraçadinha, infantilizada, de velhinha… Mas é bolsa e a gente quer!

Bolsa de mulher é quase um kit de sobrevivência. Alí se encontra de tudo! Desde lenço de papel a chave Phillips (por que o nome disso é chave Phillips?), passando por fralda e dentes (sim, dente!). Mas por que a gente carrega tanta coisa estranha?

Numa pesquisa básica entre colegas de Orkut descobri que podemos dividir as mulheres em categorias levando em conta como respondiam a questão:

O que tem de estranho na tua bolsa:

Bolsa de mãe:

- Um microfone de brinquedo e uma Polly careca!

Supersticiosa:

- Uma nota de 1 dólar. Superstição para dar sorte. Uma foto do João Paulo II. E um pedaço pequeno do acabamento da cadeirinha da filha.

- Na minha carteira tb tem 1 dólar e 5 euros, pra dar sorte, rs.  Só não tem real, kkkkkkkkk.

As precavidas

- Na minha bolsa nunca falta esparadrapo e band-aid (todo sapato me dá bolhas), lenço de papel, bloquinho e caneta, prendedores de cabelo, chicletes, analgésico, pente, sempre tem um brinquedinho da filha… Além disso, milhares de comprovantes dos cartões, notas fiscais de compras e muita bagunça tbm. Nada muito estranho…

Na bolsa tem lenço umedecido, lenço de papel e hidratante para as mãos. Sempre tem palavra cruzada tb. Neosoro não pode faltar!

As com tendência fugitiva:

- Meu passaporte rs

As esquecidas

Putz, na bolsa em si nada de anormal até porque semana passada dei uma geral nela, mas fui olhar minha carteira, que obviamente fica dentro da bolsa, e achei dois itens, digamos, ultrapassados:

1) Uma cédula de R$ 1,00 (sim, tenho R$ 1,00 em cédula!!!) rsrs
2) Um cartão telefônico da Brasil Telecom de R$ 20,00 com validade até 31/05/2003. kkkkkkkkkkkkkkkkkk

e…

3) Uma nota de R$ 10,00 daquelas de plástico!!! rsrs Nem lembrava mais que tinha a guardado quando divulgaram que a tirariam de circulação.

Tentar entender uma mulher é complicado, tentar entender uma mulher analisando a bolsa é impossível.

E o que é mais difícil ainda de entender é porque, mesmo com 500 bolsas em casa, a gente sempre acha que precisa de mais uma.

Beijos
Euba.


Para vender Bolsa de luxo: faça uma animação doida


Autor: Mafalda ~ 6 de outubro de 2009. Categorias: Coisinhas de Mulher.

Só mesmo no Japão para encontrar esta animação bacana que é uma propaganda de bolsas de luxo da marca Louis Vuitton.

Ela foge totalmente da idéia: “esta marca é de bolsa de madame, de mulher perua” ou “eu sou poderosa, tenho status porque tenho uma bolsa Louis Vuitton”. E sim, nos lembra um pouco da história da Alice no País das Maravilhas. Troque o Coelho pelo Panda, e uma trilha sonora moderna.

Na verdade, poderia usa-la para celulares também!

Não sou daquelas mulheres obstinadas por marcas, que desejam com toda sua alma consumista, uma bolsa Louis Vitton, mas guardo esta animação como uma das minhas favoritas, por sua originalidade. :)

A Cultura japonesa, que preza muito quadrinhos e anime, ajuda. Quando iríamos ver algo parecido aqui no Brasil?  “Jamé!”

Beijos,
Mafalda


Divã da Mona


Autor: Mafalda ~ 12 de setembro de 2008. Categorias: divã da mona.

Ronald, Fortaleza: Por que as mulheres não deixam os homens ver o que tem em suas bolsas?

Divã da Mona: Para deixá-los mais curiosos e fazer aquele ar de mistério, tipo o Batman que tem mil coisinhas no Bat-cinto dele. Na verdade, ela não quer você veja a revista de homem pelado que ela leva na bolsa, fica chato né.

Thiago:  Quais os critérios ou fatores levam a mente feminina a classificar um cara como “só amigo” “até q eu pegava” ou “quero um desse lá em casa” ?

Divã da Mona: Bom, as mulheres seguem um raciocínio parecido com o dos homens. Caras bonitinhos, perfeitamente pegáveis mas do tipo cafajeste ou sem nada na cabeça entram na categoria “Até que eu pegava”. Os caras bonzinhos que a gente adora mas sente a falta de uma pitadinha de sal entram na categoria “só amigo”, assim como os gays. E quando o cara é legal, charmoso, gostoso e divertido, automaticamente entra na categoria “quero um desse lá em casa”.

Chico, Belo Horizonte – MG: Porque a simples palavra “nada” ou a frase “problema nenhum ” podem as vezes significar:  “Sim, eu tenho um problema sim! E será que você não consegue perceber seu idiota insensível?”

Divã da Mona: Chico chico, é exatamente isso: elas querem que vocês sejam sensíveis …. ou seria sensitivos?  Tem mulheres que gostam de ser como crianças. Aquela criança que fica emburrada, e você tem que sentar, e conversar, e ter paciência, até que ela fale o motivo da chateação.





Busca

© 2007-2021 Monalisa de Pijamas - Todos os direitos reservados. Contato: mafalda [arroba] monalisadepijamas.com.br