Porque fazer humor e podcast é uma arte

































Ponto Gê: Ex boa é ex morta


Autor: georgia ~ 3 de março de 2009. Categorias: Ponto Gê.

Antes que você comece a ler esta coluna, gostaria de esclarecer o seguinte ponto: durante o texto, irei referir-me ao prefixo ‘EX’ no feminino. Isto não quer dizer que estou falando apenas de mulheres. Pelo contrário. Ex é tudo igual, tanto para eles, quanto para nós.

É comprovado: Ex boa é ex morta. Ou aquela que finge ser.

Claro que para toda regra existe exceção. Mas arrisco a chutar que em 90% dos casos, a ex-mulher ou marido, ex-namorada (o), é sempre um pé naquele lugar.

Às vezes pergunto-me se não existe uma seita secreta para Ex. Lá, aprendem táticas de perseguição, destruição de relacionamentos, técnicas de espionagem. Todas juntas, ajudando-se. Porque é impressionante como conseguem ser chatas, desagradáveis e perseguidoras. Elas sempre sabem de tudo, onde o casal foi, com quem conversou, a hora que saíram e chegaram, os presentes que foram trocados e até mesmo o que foi dito. Algumas são até pós-graduadas em forjar tentativas de suicídio.

Não existe ninguém que já não tenho sofrido por causa de uma Ex, por mais bem resolvida que a pessoa seja. Quando não persegue você, é a do seu namorado que anda atrás dele. São incontáveis os relacionamentos que já foram destruídos por causa de Ex.

Porra, não deu certo? Não deu. Parte para outra. Que mania é essa de descobrir que ama depois que terminaram. Se não soube antes azar. Tem coisa na vida que se tem apenas uma chance.

Telefonemas, mensagens com declarações, recados no orkut, e-mails, escândalos em público. Essas são algumas das técnicas de abordagem de uma ‘ex grude’. “Você nunca vai encontrar alguém que te ame como eu”. “O que ela tem que eu não tenho?”. “Volta pra mim, senão, não sei o que sou capaz de fazer”.

È claro que ele não vai encontrar alguém como você, vai ser melhor com toda certeza. O que ela tem que você não? Desconfiometro. Não sabe o que é capaz de fazer? Sabe sim, só não tem coragem o suficiente.

O amor não é uma coisa que te faz perder a cabeça, o nome disso é guilhotina.

Não existe uma receita para se livrar de uma ex (descartando a possibilidade de assassinato). O jeito é tentar não deixar-se abalar, quando possível, ou fazer algum tipo de luta.

Agora se você enquadrou-se no perfil da ex, se toca porque um dia você vai ser a atual e vai ter uma ex fazendo igual.

Não esqueça…

O amor é que nem capim.

A gente planta, ele cresce, vem uma vaca e acaba com ele.

Vamos plantar cevada minha gente.

Beijos a todos,





Busca

© 2007-2019 Monalisa de Pijamas - Todos os direitos reservados. Contato: mafalda [arroba] monalisadepijamas.com.br