Porque fazer humor e podcast é uma arte
































LOST – Across the Sea (Spoilers)



Por Mafalda - 13 de maio de 2010. Categorias: Sofá da Mona.

Okay Okay. Eu não costumo falar muito sobre Lost, que assisto desde a estréia, porque já acho que tem blogs e gente suficiente comentando os episódios.

Mas este último, o episódio 6 x 15 – Across the Sea, que conta a história do personagem mais importante da Ilha: o Jacob e o Homem de Preto que também é a Fumaça Preta, foi para mim o episódio mais Ruim que vi até hoje na série. Ruim pelo que nos apresenta.

Foi decepcionante ver que Jacob não é assim um ser Especial e que não há uma luta de entidades, ou algo mais espiritual para onde a série começou a caminhar que deixou a todos com a “pulga atrás da orelha”.

Não sei se no meio do caminho, os roteiristas e produtores acharam muito perigoso concluir a série como uma guerra “espiritual” e mostrar que aqueles seres que desde o começo intrigaram e influenciaram a vida dos passageiros do Vôo 815 da Oceanic, tais como “Deus e o  Chinfrim-o Tentador” nada mais são que dois pobres seres humanos, dois coitados, dois perdidos, que não sabem de nada.

Poderia se falar que é simplista reduzir a série a uma luta do bem contra o mal, mas também não é simplista reduzi-la a uma luta de irmãos?

Depois de tanta Mitologia, referencias bíblicas e filosóficas, de falarmos sobre o livre-arbítrio de cada um, de cada personagem, eis que este episódio nos mostra que todas estas idéias nobres não batem com a forma como Jacob se tornou guardião da Ilha ou do buraco de luz.  Ficou estranho, pelo menos para mim.

Idéias à parte, a Crazy Mammy que matou a mãe verdadeira dos gêmeos Jacob e Homem de Preto, me lembrou um pouco a Rousseau. Será que agora vão ter que fazer um episódio para contar a história da Mãe Louca Assassina?

Já repararam que eles (roteiristas) tem uma fixação por Mães loucas perdidas? É a Rousseau, a Claire e agora a “Mãe” dos gêmeos. Será que isso tem a ver?

Vamos ver como será o final de LOST.  Se for ruim, ficará mais fácil de não sentir tanto o término e a ausência da série.

E assista o ótimo Untangled do ep. 6 x 15 – Across the Sea . #amo

EXTRA!! Mais elocubrações…

Depois de ler o post do meu amigo Carlos Alexandre Monteiro, do blog Lost in Lost (que eu gosto muito, acompanho!) percebi e entedi mais claramente a divisão que há entre aqueles que gostaram do ep. Across the Sea e os que não gostaram.
Você pode ler o post do Carlão Aqui - e vou retirar este paragrafo que chamou a atenção:

“Mais fácil ridicularizá-la e menosprezá-la do que tentar entendê-la, iluminada por cada um de nós, cheia de verdade, mas não de uma só Verdade – essa falsa única Verdade que de fato, pelo histórico da humanidade, pela sua estúpida intransigência, realmente só serviu pra nos corromper e destruir. Como a imperfeita e humaníssima mãe dos irmãos afirmou, aquela luz é composta por parte daquela que cada um de nós traz. É essa a luz da Ilha. É essa a luz da história que temos diante de nós. É essa a verdade que vale: a verdade individual, ao mesmo tempo certa e questionável diante das demais. Sempre.”

Já que LOST é carregado de mitologia, teologia e filosofia, vale lembrar aquela situação Bíblica em que Pilatos, que conhecia bem filosofia, disse “O que é a verdade?”

Pois bem, o que meu amigo Carlos achou legal e muitos também, foi justamente isso, caindo um pouco para uma critica religiosa.
Para mim, existe da parte de cada um de nós não verdades, mas “pontos de vista” e “escolhas”. E eu acho que LOST se trata disso (pelo menos um de seus temas): de Escolhas. Escolhas que serão influenciadas pelos que estão a nossa volta, por nossas vidas e até por entidades. No caso de LOST éramos conduzidos e levados a crer que Jack e cia tinham influencias de “entidades superiores”, ou pelo menos guardiões – ainda que humanos – sábios e conhecedores de Uma Verdade” – a Verdade no caso seria a Ilha, ou a tal Luz no buraco que a Mammy mostrou.

Acho que a decepção foi de que caimos no joguinho dos roteiristas, feito crianças. Nos conduziram direitinho a pensar em uma coisa, e depois Rá! Pegadinha do Malandro. Não era nada disso.

Ora, se não há uma Verdade, o que afinal há de especial naquela Luz, na Ilha?  É aquilo que está dentro de cada um de nós e que cada ser humano quer mais?
O que cada ser humano quer mais: Conhecimento, Amor, Eternidade? Qual seria o mal de querer mais estes nobres valores que a Luz representa?

Ou seria então Riqueza, ou a possibilidade de torna-se como um Deus, estar acima do bem e do mal, acima de todo o conhecimento. Assim acontecia com quem buscava o Santo Graal, e daí a proteção contra os homens, e assim também acontece com esta Luz na Ilha.
Acho que a tal “Verdade” ainda continua lá. Ela não está nos gêmeos, como se esperava, mas sim na luz do buraco, que deve ser protegida a todo custo.

Pelo menos é o que continuam a nos levar crer os roteiristas. Vai que tem mais pegadinhas do Malandro aí. Rá!

Bjs,
Mafalda

Veja também:

17 Comentários to LOST – Across the Sea (Spoilers)

  1. Marcelo Salgado

    Mafalda,
    Across the Sea me fez sentir assim também quando o episódio acabou. Mas algo me diz – e isso me tranquilizou e me fez ver o episódio de outra perspectiva depois – que essa é a “olhada para outro lado” que a série quis dar. Muita coisa ficou suspensa. Há, por exemplo, um gap de tempo/conhecimento entre essa lenda e o primeiro take da quinta temporada. Não sabemos exatamente o que é a luz, não sabemos se o que ficou na fumaça é a alma do Esaú ou se o Esaú mesmo já era e a fumaça é outra coisa, que se libertou. Não sabemos de onde Jacob tirou todo seu conhecimento e poder, pois a lenda foi contada até um momento da vida dele em que pouco sabia/podia.
    Acredito que o episódio tenha sido necessário para contar as últimas duas semanas de série que temos. E acho que as coisas devem se encaixar no final. O que não gostei mesmo foi a explicação for dummies de Adão e Eva. Não precisava. Poderia ficar no ar. Embora tenha gostado de não ser Rose e Bernard, que era o óbvio.
    Veremos no que vai dar… rs.

    Abs,
    marcelo

    [Responder]

  2. Edgard

    Eu concordo com você. Assino embaixo. Infelizmente é difícil um autor criar uma estória que te fisgue a atenção e eles conseguiram fazer isso, a parte mais difícil. Faltou aos autores trabalhar melhor os desfechos , a solução , dos mistérios. Foi para mim extremamente frustrante toda trajetória do Jacob. Fizeram tanto estardalhaço sobre quem seria ele, sobre a tal cabana e assim que ele apareceu logo foi morrendo e depois seu passado também foi tratado de forma muito pobre. Trabalharam muito mal o personagem.

    É frustrante ver uma série com personagens tão complexos e com tanto potencial terminar desta forma. Com certeza os produtores tinham em mão um material para concluir a estória de forma bem mais interessante.

    [Responder]

  3. Gabriel Valente

    Mafalda, foi um episódio totalmente metafórico e ligado a mitologia. Desde a mulher lá como uma fiadeira do tecido do tempo, até a tradicional briga de irmãos resultando am algo trágico, um matando o outro, filhos matando os pais, etc. Não achei que foi um episódo pra se analisar ao pé da letra, de acordo com as cenas que foram aparecendo.

    De maneira alguma esse episódio ignorou as referências biblicas ou filosóficas quie foram mostradas antes. Esperava o que, que alguém explicasse porque o Jacob se chama Jacob? O fato dele se chamar assim já é a referência em si! Da mesma forma que ninguém precisa explicar porque a mãe do Locke deu a ele o nome de John Locke.

    Pra mim assistir esse episódio foi como ler um conto de algum livro sobre mitologia grega, por exemplo.

    Também me decpcionei um pouco com o episódio, mas acho que seria no minimo loucura chamar de pior da série (reveja alguns da 3a temporada para isso). Por mais que o Final possa decepcionar muita gente, não me fará mudar de idéia de como Lost foi/é uma das melhores séries já feitas. Ah, e não é sci fi,como alguns dizem, nunca foi.

    E não entendi, porque vc diz que não é mais sobre bem x mal e sim entre irmãos? Pra mim continua as duas coisas ao mesmo tempo.

    Abs

    [Responder]

    Mafalda Resposta:

    Oi Gabriel.

    Eu disse isso de ser sobre o Bem x Mal porque vi comentarios de pessoas falando que o episódio foi bom porque mostrou que não é sobre o Bem x Mal, que seria simplista.
    Foi mais para mostrar o termo mesmo.
    Pois no fim, a guerra dos irmãos e de cada um em si( o livre arbítrio) é também uma guerra do bem contra o mal.

    Foi carregado de imagens mitológicas também, mas normalmente o “escolhido” – na mitologia, em histórias bíblicas, na ficção, tem a personalidade mais parecida com o Homem de Preto do que com o Jacob.

    O principal para mim, que não gostei, foi como apresentaram o Jacob.

    Abs

    [Responder]

  4. Kio (Caio Cesar)

    Caaalma, menina Mafalda. :-P

    Das duas, uma: ou você se arrependerá desse post “apressado” (afinal, a série não acabou), ou eu me arrependerei de te pedir calma. 8^)

    Minha teoria maluca é que o MIB morreu ao entrar no “Túnel da Alegria”. A fumaça preta é o mal que ali se escondia (muito pior que a morte, segundo a “Crazy Mammy”) e, carregada com os sentimentos do MIB, tá querendo dar o fora da ilha.
    Como a fumaça se apresenta com a imagem dos mortos, creio que todas as vezes que vimos o Jacob conversando com o MIB (nos episódios anteriores, claro), na verdade está falando com a fumaça preta, essa sim o “mal da ilha”.

    Abraços.

    [Responder]

    Mafalda Resposta:

    Tio Kio,
    Pode ser, tomara mesmo que eu me arrependa deste post apressado. Estou torcendo pra isso. :)
    Abs

    [Responder]

  5. Davi Graeff

    @Kio (Caio Cesar)
    “Caaalma, menina Mafalda”

    Crashei aqui, ri alto!

    [Responder]

  6. Mario Fernandes de Ascenção Neto

    deixa eu te perguntar uma coisa, você não acha que pelo fato do corpo do irmão do jacob estar enterrado junto com a mae deles não mostra que o fumaça não é o irmão do jacob? e tambem o fato do irmão do jacob poder ver a mae morta, não pode ser a fumaça desde antes tentando enganar o irmão do jacob na atual epoca um dos escolhidos para proteger a ilha a ir embora? pense nisso.
    Sobre a parte de o jacob talvez não ser tão santo, o que ele tomou da crazy mama? se agente pensar um pouco não vem a cabeça uma outra coisa chamada santo graal? sera que ele não se tornou santo após beber do liquido do calice sagrado? e se a fumaça estivesse presa la na luz e só poderia ser libertada com o sacrificio de uma vida?
    Não é mais uma guerra entre irmãos, agora mostrou que é uma guerra entre o protetor da ilha x o mau, resta saber agora quem sera o protetor da ilha, vc arriscaria um dos sobreviventes? eu arriscaria um que esta sumido nos ultimos episodios… que na minha opinião o jacob não apenas tocou nele pra que ele tivesse a vida eterna, mas sim deu a ele do calice, da bebida sagrada, o que o torna tão santo quanto o jacob era, onde andará nosso amigo ricardus?

    [Responder]

    Mafalda Resposta:

    Oi Mario,
    Sim, acho que tem a possibilidade da fumaça não ser mais o irmão do Jacob.
    No entanto a “mãe” do Jacob avisa para não entrar ali pois é “pior do que morrer”. Então, dá a entender que o irmão não morreu, embora seu corpo apareça.
    Também se mostra que na Ilha há realmente espíritos, então a verdadeira mãe que apareceu feito fantasma, pode muito bem ser realmente ela. Não dá pra afirmar, fica a dúvida.

    Se a fumaça preta é o irmão de Jacob, é uma luta entre os dois irmãos e que também virou uma luta do bem x mal, embora alguns não gostem desta idéia.

    O que Jacob bebeu irá trazer todo o conhecimento que ele precisava? Só se for…

    Ricardus sumiu, não é mesmo? hehe
    Mas talvez eu arriscaria o Jack, pois vi semelhanças do Jacob perdido e não querendo ser “o protetor”, com o Jack também perdido e não querendo saber da Ilha.

    [Responder]

  7. Mario Fernandes de Ascenção Neto

    Opa comi umas virgulas no comentario acima mas acho que da pra entender ;P

    [Responder]

  8. Gabriel Valente

    Aliás, provavelmente continua sendo sobre o Mal mesmo, pois a fumaça negra definitivamente não é “apenas” o irmão do Jacob, é algo a mais.

    O próprio “evil” Locke fala na temporada sobre a época que ele era um homem normal, com sentimentos, etc. O corpo dele já era, virou esqueleto até o presente, sobrou algo da “alma” dele junto à fumaça.

    Mas não deixa de ser mais uma ironia da série o Jacob ter sido o causador disso tudo. E o Jacob poderia ser um perdido na época que se tornou o guardião, o que não quer dizer que ele não tenha adquirido o conhecimento ao longo dos anos que está na ilha.

    abs

    [Responder]

  9. Gabriel Valente

    Ahhhhhhh, me esqueci de uma coisa, essa sim que me decepcionou: e a cabana? Pensei que nesse episódio dariam uma explicação pra isso, mas nada. O que era a cabana em que a fumaça ficava? Qual o conceito da cabana, porque ela alternava sua localização, porque a fumaça temia as cinzas? Espero que voltem nisso nas 2h30 do Finale.

    [Responder]

  10. Jackson

    Compreendo totalmente a sensação que a Mafalda teve. Entendo que foi um ep metafórico total, mas acho que eles exageraram demais nisso. Esperava uma finalização pra essa parte (mitologia), mas pelo jeito decidiram guardar algumas coisas pro finale. Tipo o Jacob, como ele passou do bundão bobo visto aqui pro gurdião mega sábio como o conhecemos antes?

    Muita gente tá comentando que a Fumaça seria algo além, uma entidade que foi libertada. Pra mim, sinceramente, isso não faz sentido. Sempre vimos essa criatura agindo como irmão de Jacob, com a mesma exata personalidade e intenção de sair da Ilha. Pô, ele na forma atual de FLocke inclusive fala que Jacob roubou seu corpo, sua humanidade! Pra mim é claríssimo, o espírito do irmão foi amaldiçoado, vive em forma de fumaça, e o corpo morreu e virou caveirinha. Mas aí tem uma contradição: A MÃE. Acho que ela era fumaça também, pois fala sobre as consequências de entrar na caverna como alguém que sabe disso por experiência própria. Fora que ela matou todos os homens e destruiu a vila inteira, como poderia fazer isso se não fosse fumaça? O problema é que ela morre normalmente com a facada, e AINDA TEM SEU CORPO, que é deixado pra virar esqueleto. Por que ela, caindo na caverna e virando fumaça, manteve o corpo, enquanto o irmão imediatamente perdeu o seu?

    [Responder]

  11. Sarrabui (o do Raspaquesti)

    hihihihihihhii

    Ho pessual qui eh o Sarrabui do Raspaquesti…to escrevendo no lesptrop do tiu Juras.
    A diarreia dele volrto…tah qui nem io-io… e ele tah cagando a meia hora jah entao eu apruveitei hihihi.

    Vou deixar meu coments pra oceis:

    O Tia Mafa…eu vi essi tal Rost ai!

    Falei onti di noiti pro tio Jura faze u daunloadi e vi a tal pissininha di Padre Cicero.
    E soh eu sei per causa di que qui tem aqueli briiu lah nu fundu da pissininha…
    Vo conta pru ceis intao ho:
    Quando e meio dia e o sol ja vai alto soh….elis botum um espeio bem grandi nu fundo!
    Dai u sor bati nu ispeio e fica essi furdunco de claridadi!

    Tem um dessis laguino aqui nu nordesti tambem…
    Lah que o pessoal vai nos dia de festa e bencao soh!

    Mas o Tiu Juras disse que esse Rost tah quase acabando diaxo!
    Vixxi…cabra da pesti esse tar di Geigob….eh fulero qui soh eli!
    Bateu na mae e dipois no irmao!!!
    Vem pru ceara que eu ti boto pra rala seu mulambento!!!

    Ma eu vo ve os outro depois comento aqui no Moraquesti di voceis ta bao!

    Quantos farta pra eu ve Tia?

    Tem em fita, lah em casa nao tem DVD ainda nao!
    As veiz o tio Juras empresta um aparesqui di ve devede qui eu vi na brasilia dele mas da ultima veiz nao tava funssionando!!!
    Agora me vou que as lumbriuga tao cossando as tripa!

    hihihiihihihihihi

    PS Eles me boicutarum du Raspaquesti mas eu toh vortando diaxo!

    hihihihihihihihihihihihihi

    [Responder]

  12. Tito

    EXTRA EXTRA!!!

    Vazou resumo completo do ep 16 de LOST. (proxima semana)

    Deisponivel no site: Dude We are Lost.

    Link direto:

    (atencao mega spolilers inclusos)

    Eu vou ler e que se foda…..jah dessiti de lost mesmo!!!

    http://dudewearelost.blogspot.com/2010/05/spoiler-resumo-detalhado-do-episodio.html

    [Responder]

  13. Pamela

    Galera, li seus posts e adorei todos. Vcs me mostraram uma nova perspectiva do episódio, que eu já tinha detestado logo de cara. Não que ele seja ruim, não é isso. Isoladamente, é uma história boa, te prende do início ao fim. Mas, fala sério, a essa altura do campeonato, todos loucos por respostas, e vem esse episódio que só confunde mais nossas cabecinhas?! Talvez por isso tanta gente tenha se decepciondo. Acho que já está na hora de deixar algumas coisas claras, por exemplo, o que é aquela luz, como quem está fora da ilha (tipo Charles Widmore) sabe dela e qual o interesse nela? E cadê o Desmond??? Ele voltou com a maior pose de que já sabia o que fazer e ficou preso num poço???
    Ah, e nada justifica o fumacinha não ter nome! Ele foi criado como todo mundo, teve infância como todo mundo, e nunca ninguém precisou chamá-lo pelo nome? Enfim, vamos aguardar ansiosos o final desta série.

    [Responder]

    Mafalda Resposta:

    Obrigada Pamela. E adorei seu comentário!!
    Cadê o Desmond??
    E ri com a fumacinha sem nome que teve infância como todo mundo. :D
    Beijos

    [Responder]

Deixe seu comentário:





Busca

© 2007-2016 Monalisa de Pijamas - Todos os direitos reservados. Contato: mafalda [arroba] monalisadepijamas.com.br