Porque fazer humor e podcast é uma arte
































Ponto Gê: A verdadeira Olimpíada de Pequim



Por georgia - 26 de agosto de 2008. Categorias: Ponto Gê.

A verdadeira Olimpíada de Pequim

Olimpíadas no outro lado do mundo têm seus benefícios. Você pode chegar em casa tarde, mas ainda em tempo de assistir algo diferente na televisão. Claro, se você é uma pessoa que gosta de esportes. Sempre gostei deles, mas ultimamente caminhar até a esquina tem me causado cãibras e muita fadiga mental. Só de pensar em ir à padaria, que fica muito perto daqui, já me cansa. Mas voltemos as Olimpíadas. Não posso imaginar um cenário melhor para o evento esportivo que a China. Convenhamos, alguns esportes podem ser verdadeiros ‘negócios da china’.

Um atleta, não lembro a nacionalidade, baixo, bombadinho, meio esquisito (o nome é a característica que menos importa nas olimpíadas, comparado as costas largas dos nadadores, as coxas de alguns jogadores, entre outros detalhes), ganhou uma medalha de bronze em luta greco-romana, indignado com a arbitragem, tirou a medalha do pescoço e foi embora. Indignado com a arbitragem?

Meu senhor, não sei o que é pior. Ser competidor em luta greco-romana ou ser juiz daquilo. Tenho certeza que a modalidade é totalmente baseada no Kama Sutra. A coisa é tão erótica, que até o campo de combate é redondo. Praticamente um filme pornô ao vivo, com cinema lotado e diretor ao lado dando as coordenadas. Parece até mais divertido falando assim, mas acredite não é. Ver dois homens ou duas mulheres, fazendo todas aquelas posições embrulha qualquer estômago. E todos ficaram chocados com a coragem do atleta em largar a medalha no chão e sair. Poxa, ele já teve coragem o suficiente pra praticar luta greco-romana, acredite, ele é capaz de qualquer coisa depois disso.

Partindo do conceito que, tudo é possível e que existem pessoas capazes de qualquer coisa, você pode analisar a marcha atlética. Está aí uma pessoa que adoraria conhecer, o inventor da marcha atlética. Saber o que passou na cabeça dele, é uma das minhas grandes curiosidades. Esse cara, (porque isso só pode ser idéia de um homem), faz parte fiel do meu ranking de mentes que merecem ser analisadas, perdendo apenas para o Latino. Correr, já é meio chato, agora, daquela forma, é detestável. Isso sem contar aquele ritmo constrangedor, estilo gringo sambando no carnaval. Nem na parada gay se vê homens rebolando em tanta sincronia. Absurdo.

Levantamento de peso. Serve ainda de justificativa para eles, como masculinidade e força. Agora uma mulher levantando peso, não tem explicação lógica. “Mamãe, mamãe, não quero mais brincar de boneca, quero levantar peso”. Exótico demais pra mim.

No entanto, pior que isso, é ter que ouvir o Galvão Bueno narrando tudo.

Espere aí…

Pense em um esporte realmente divertido…

Esse mesmo, votar no Monalisa no Prêmio Podcast!!

Beijos,

Veja também:

15 Comentários to Ponto Gê: A verdadeira Olimpíada de Pequim

  1. MArcelo

    dae Geeeeeee

    sempre arrasando…….luta e levantamento de peso da de suportar, mas a marcha atlética realmente nao tem explicaçao hahahah……..mas acho q a cena da olimpiadas foi a da maratona feminina que uma fez um pit stop pra fazer um xixizinho transmitido ao vivo pra diversos paises hahahaha vai ter falta de privacidade la na China

    bjussssss

    [Responder]

  2. Euba

    ADOREI, Gê!

    [Responder]

  3. Falcão Azul

    “No entanto, pior que isso, é ter que ouvir o Galvão Bueno narrando tudo”

    Gê, você e a Euba tem o dom de criar frases geniais. Deve ser coisa de família.

    [Responder]

  4. kaorushin

    Conheci o Monalisa dia desses, e já adorei!
    Tô mimijando de rir!

    Parabéns!

    [Responder]

  5. Euba

    GE!

    pra ficares C-H-O-C-A-D-A:

    comecei a correr ontem. Não marcha atletica pq a bunda é muito grande e não me deixaria ter ritmo.

    Mas correr… com direito a alongamento e tudo!

    [Responder]


  6. kkkkkkkkkkkkkkk… C-H-O-C-A-D-A …não pude deixar de imaginar tu fazendo marcha atletica kakakakka… e para de cismar com a tua bunda guria!!! kakakkaka..
    Correr é legal… só não consigo fazer mais que dois dias!!!

    Falcão azul…obrigada… acho que é de familia mesmo!! Pq meu tio Paulo Coelho e meu pai são iguais!!!

    bjão

    [Responder]

  7. Phoebe

    Adorei o texto, Gê! Sobre a marcha atlética, tenho uma teoria: foi inventada por cinco amigos que passaram o dia comendo buchada em um sítio e, na hora do aperto, descobriram juntos que havia somente um vaso sanitário. “É de quem chegar primeiro”!
    Sem graça, né? Meu sonho é ser da família da Euba, para ser engraçada também! rsrs

    [Responder]

  8. Mafalda

    Gê-nial! rsrsrs

    Phoebe, acho que todo mundo pensa isso, nessa teoria. Tanto que ouvi algo parecido no Nerdcast. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. Ok, pode me matar.
    :-D

    Estou rindo imaginando a Euba fazendo a marcha atlética. ahahahahahah

    [Responder]

  9. Natan

    Todo mundo enche o saco por causa da greco romana. Questionam a masculinidade dos praticantes por causa da roupa, do estilo da luta, etc. Toda olimíada é a mesma coisa. Esse tipo de “zoação” já ficou mais do que óbvia e já tem tempo, sejá la qual for o nível de qualidade da linguagem do zoador.
    Luta olímpica, greco-romana, Jiu-jitsu, judo, vale tudo (aliás, a imagem que ilustra o texto é de vale tudo, não greco roamana) sempre são estereotipadas dessa maneira. Obviamente quem fala nunca o fez na frente de um praticante.

    [Responder]

  10. Euba

    Natan,

    eu já falei isso num podcast… Tbm já falei pra uma amiga que o marido é lutador profissional de vale-tudo. Rimos muito com a história.
    Mas me lembro muito bem do que o professor de Judo do meu irmão ensinava. “Luta é no tateme. Quem luta fora para mostrar força não pode continuar no esporte.

    Mas tbm questiono a masculinidade de todos os esportes coletivos masculinos, e acho engraçadissimas as reações. A maioria adota a teoria do quem não deve não teme! agora, vamos combinar que as lutas de tatame sugerem a lembrança de um coito.

    Praticante dessas lutas que se ofende com esse tipo de comentário, obviamente não está seguro na sua posição no mundo.

    [Responder]

  11. Euba

    Phebe,

    Ser engraçado é a parte antes do porre… depois de bebado a Cardosada se abraça e chora!

    [Responder]

  12. Kosmidis

    Duas Palavras

    Texto Foda

    [Responder]

  13. Falcão Azul

    Pelo visto não foi só a Gê que encontrou alguma conotação sexual em lutas greco-romanas…

    http://colunistas.ig.com.br/flaviogomes/2008/08/27/isso-pode/

    [Responder]


  14. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Depois as pessoas falam que todo mundo enche o saco a respeito!!! Essa dai foi a gota d’agua heim Falcão Azul… Ela não sabe que mulheres não tem prostata para ser estimulada eu acho!!! Pelo menos ela estava segura contra raios!!!

    bjão

    [Responder]

  15. juliana

    amoo vocc alineee

    [Responder]

Deixe seu comentário:





Busca

© 2007-2014 Monalisa de Pijamas - Todos os direitos reservados. Contato: mafalda [arroba] monalisadepijamas.com.br