Porque fazer humor e podcast é uma arte
































MonaCine: Mae Questel – Dubladora à Moda Antiga



Por Eubalena - 13 de agosto de 2009. Categorias: MonaCine.

Mae Questel nasceu no dia 13 de setembro de 1908 no seio de uma família judaico-ortodoxa de Nova Iork. Durante a adolescência, sua inclinação para as artes dramáticas chocaram seus familiares, principalmente os avós com que vivia, sendo muito pressionada para que abandonasse o curso na escola de teatro em que estava matriculada. Mesmo com a pressão, Mae continuou a se apresentar e com seu grande talento conseguiu se apresentar em alguns Vaudevilles (casa de espetáculo que possuía atrações que variavam do circo ao cinema) de sua cidade.

Em 1931 Mae, quanto tinha apenas 17 anos, teve a sorte (ou destino) de conhecer Max Fleischer, o criador da carismática personagem animada Betty Boop. Durante uma apresentação musical Fleischer se encantou pela voz de Mae e a convidou para dar voz a famosa personagem. Foram mais de 150 curtas de animação dublados por Mae. Com sua bela voz, ficou também famosa por interpretar a canção “On the Good Ship Lollipop“, que mesmo durante a depressão norte-americana vendeu mais de 2 milhões de cópias.

Além de Betty Boop, Mae também deu voz a outra famosa personagem, a Olivia Palito dos desenhos do marinheiro Popeye, sendo a responsável por caracterizar a voz nasalada da personagem por mais de 20 anos. Porém, na década de 70, os estúdios Hanna-Barbera compraram os direitos de produzir o desenho e ao efetuar a audição para o papel de dubladora de Olívia, Mae infelizmente não foi aprovada no teste.

Nos anos seguintes Mae continuou com grande visibilidade graças à publicidade, tendo estrelado diversos comerciais televisivos de produtos de uso doméstico de marcas como Bromo Seltzer, Nabisco, Honey Grahams e Yuban Coffee. Nesta época, sua mais famosa personagem era Aunt Bluebell da marca de toalhas de papel Scott Towels. (Um desses comerciais pode ser visto neste link do YouTube http://www.youtube.com/watch?v=QjbSv0al7I8).

O momento de maior homenagem e alegria ocorreu na década de 80, quando depois de mais de 50 anos Mae voltou a dublar Betty Boop, numa aparição mais que especial no longa Uma Cilada Para Roger Rabbit (1988), que misturava live-action (atores de carne-e-osso) com animação. Respeitando o traço original de Betty, a personagem apareceu nas cores preto-e-branco, apesar da fotografia colorida do filme.

Em 1998, aos 89 anos, Mae faleceu por conta de complicações causadas pelo mal de Alzheimer deixando um legado de mais de 350 obras audiovisuais.


Veja também:

3 Comentários to MonaCine: Mae Questel – Dubladora à Moda Antiga

  1. Thiago

    Bacana o post, agora é impressão minha ou a Mae parece fisicamente com as duas personagens que ela dublou hahahaha??
    Mais especialmente a Betty Boop.

    [Responder]

  2. Fernando Quirino

    Uma lenda =D

    [Responder]

  3. Mariana Bonfim

    Oi Thiago…

    Na foto do post a Mae está maquiada para ficar mais parecida com a Betty, mas como na época as mulheres tinham mais ou menos este estilo pin-up pode ser só uma coincidência de estilo…

    beijocas

    [Responder]

Deixe seu comentário:





Busca

© 2007-2016 Monalisa de Pijamas - Todos os direitos reservados. Contato: mafalda [arroba] monalisadepijamas.com.br