Porque fazer humor e podcast é uma arte
































Reprises Irresistíveis na TV



Por Mafalda - 11 de janeiro de 2011. Categorias: Sofá da Mona.

Período de férias, praia, chuvarada… ops! Sim, é isso mesmo! Todo brasileiro que se preze já pegou oito dias de chuva naquelas férias na praia de dez dias, não é? Verdadeira provação da existência, praia com chuva só perde para o combo from hell “praia mais chuva mais crianças”. E se o televisor da casa alugada for aquela maravilha da década de 70, aí só rezando mesmo… Haja baralho e banca de jornal.

Mas por que estou falando disso? Porque nesse período de férias há uma concentração imensa de reprises na TV. Afinal – os programadores pensam – quem estará assistindo TV à tarde nas férias de janeiro? O que nos leva de volta à família com crianças, ilhada pela chuva na casa alugada da praia…

Mas nem tudo está perdido. Prefiro reprise de um bom filme do que um filme inédito ruim. Se passou no cinema, se foi blockbuster ou não, não importa. Ninguém sabe o que torna um filme uma reprise de sucesso. Tem uns filmes aos quais nunca resisto. Quantas vezes reprisarem, eu acabo assistindo. De minha imensa lista de reprises irresistíveis, aqui vão três.

Alguém muito Especial - Este é bem antiguinho (de 1987), mas ainda passa de vez em quando. Era uma época sem recursos: nada de escova progressiva, nada de bom figurino. Os anos 80 foram um território de fortes, inclusive de estômago para usar certos cortes de cabelo e ombreiras do tamanho de travesseiros.

Garota sofre por ser apaixonada pelo melhor amigo que obviamente era apaixonado pela gostosa da escola. O resto você já sabe: Mary Stuart Masterson desencana do amigo/ficante bocó e acaba vivendo um amor platônico (ou não?) pela amiga em Tomates Verdes Fritos.

O Virgem de 40 anos (2005) - Talvez por ter esse espírito meio nerd, meio adolescente, adoro a personagem de Steve Carell. O filme é sempre engraçado, com diálogos ótimos e atuações despretensiosas que se tornaram referências para mim.

As reprises rolam sempre na TV a cabo. Adoro o musical final e fico com a música uma semana na cabeça. Curiosidade macabra: ano passado, o ator Shelley Malil, que interpreta o vendedor Haziz foi condenado à prisão perpétua por tentar matar a namorada com mais de vinte facadas (ela sobreviveu milagrosamente).

Tootsie (1982) – Sydney Pollack arrasando na direção de Dustin Hoffman e Jessica Lange. Não há um único ator meia boca no filme, todos arrasam. Comédia para ver e rever e aprender que filme bom tem roteiro e texto bons. Nem precisa de muito recurso.

Os improvisos da atriz Tootsie na novela ambientada em um hospital são memoráveis, assim como as investidas românticas de dois senhores “contra” ela. Atenção para a música da cena final, uma balada romântica que me faz suspirar até hoje (áudio desse vídeo).


Clique no retângulo acima para acessar o blog da Ju Teófilo

Veja também:

4 Comentários to Reprises Irresistíveis na TV

  1. Mi

    Confesso que alguns deste tipo de filmes SEMPRE me prendem para re-assistir: Curtindo a Vida Adoidado, Garota de Rosa Shock, Curso de Verão, De Volta para o Futuro, ET…
    Adorei a irrevrência do post (férias com chuva + crianças) hahaha é a vida, né!?

    [Responder]

    Ju Teófilo Resposta:

    @Mi, Sim, a vida é cheia de combos from hell…rs
    Bjs

    [Responder]

  2. Mafalda

    Ju, eu AMO a música tema da Tootsie… nossa… e tinha me esquecido dela. Adorei seu post, que me trouxe esta música de volta e estes filmes irresistíveis.

    E adoro o filme “Alguém muito Especial”. Aquela irmãzinha do nerd é a melhor, adoro a personagem que foi uma influência para eu criar a Nina, a irmã do Nérd – das minhas tirinhas.

    Estes filmes adolescentes dos anos 80 eram ótimos, depois disso tentaram fazer igual e não conseguiram.

    Bjs

    [Responder]

    Ju Teófilo Resposta:

    @Mafalda, Acho que havia um espírito nas pessoas tb. OS jovens de hoje não se empolgam, nem se deslumbram com os avanços tecnologicos como nós. Sei lá. A gente não era blasé! Hoje crianças de 3 anos tem iphone…
    A gente tinha medo de Guerra Fria, do embate URSS e EUA, ou seja, o apocalipse tava na nossa fuça… Hoje essa meninada nem medo de bomba atomica tem! rsrsrsrs
    Fomos a ultima geração com esse olhar ingênuo?

    [Responder]

Deixe seu comentário:





Busca

© 2007-2016 Monalisa de Pijamas - Todos os direitos reservados. Contato: mafalda [arroba] monalisadepijamas.com.br