Porque fazer humor e podcast é uma arte
































O Rey do gado



Por Mafalda - 21 de fevereiro de 2012. Categorias: Sofá da Mona.

Em alguns açougues há aquela placa com a ilustração do corpo de um boi, parecendo um país com seus estados, indicando as regiões anatômicas correspondentes a cada corte de carne.
E lá estava a placa, em pleno Carnaval, transfigurada no extravagante Dr. Rey. Pra quem não conhece Dr. Rey – por favor, Google imediato (não que valha a pena).

Cobertura de Carnaval da Rede TV. A atuação pilhada (mesmo) de Dr. Rey e seu papel como avaliador de bundas e corpos femininos nesse Carnaval, trouxe à memória a tal placa do açougue. Independentemente de algumas garotas se voluntariarem a tamanha exposição (e algumas subcelebridades, nem tanto), o que se viu foi um cara jogar no lixo qualquer credibilidade, seriedade, ética profissional e respeito à mulher. É isso que esse cara fez com anos de estudo? Apesar de usar compulsivamente termos como “linda” e “querida” para as garotas, nada havia de doce em seu tratamento. Era uma “coisificação” tão agressiva e humilhante para a imagem feminina, que em poucos segundos Dr Rey já estava em close com uma bunda ao fundo. Bundas e coxas foram desenhadas, músculos localizados, partes apalpadas e apertadas sem qualquer necessidade.

Dr Rey tem um desejo quase patológico de ser o centro das atenções. Como médico, como praticante de artes marciais, como dono de corpo masculino esculpido e depilado, como um “apreciador contumaz” da mulher…(ele me dá muita  preguiça mental). Mas como mulher, entenda-se: corpos dentro de certo padrão estético. Sempre com o mesmo formato padrão; caso contrário, não ganha carimbo de “aprovado” pelo Dr Rey.  No “exame” do médico (que tinha até carimbo para validar a carne examinada), o sintoma mais preocupante era sua presença ali e o aparente sucesso… Sintoma de nosso adoecimento sociocultural, da mídia, do abuso de mulheres sem identidades (porque se tornaram apenas seu corpo e suas partes), da transformação de Medicina em espetáculo e da submissão de uma massa de mulheres que acredita que atingir percentuais mínimos de gordura seja sua maior conquista. Pobres mulheres. Poderiam ser tão mais… Mais relaxadas, soltas, satisfeitas, mais respeitadas, com maior auto-estima. Quem sabe, mais felizes com si mesmas?

Pra quem tem estômago, tai um vídeo direto do açougue da Rede TV .
PEDIDO ESPECIAL: Euba, por gentileza, comente a camiseta de Dr. Rey. Sério.

PS da Editora – na busca e indecisão de uma imagem para ilustrar o inicio deste post achei esta aqui no blog do Testosterona . É um anúncio do Peta contra o consumo de carne vermelha, com a Pamela Andersson posando like carne de vaca. O pessoal do Testosterona aproveitou para fazer gracinha com o anúncio.



 

Veja também:

11 Comentários to O Rey do gado

  1. Denilson Rocha

    Difícil entrar nesse mérito da “coisificação da mulher”, especialmente no ambiente raso da Web, sem se deixar escorregar por um certo feminismo meio piegas, uma militância panfletária que a mim, quase sempre, desagrada. Definitivamente não é o caso deste texto certeiro, pra variar, do Monalisa de Pijamas.

    [Responder]

    Ju Teófilo Resposta:

    @Denilson Rocha, Valeu! Tenho uma visão sobre o feminino x masculino que devo `a leitura de um livro de Dulce Witacker sobre ambos os papeis (nao lembro a grafia exata)Abraços.Ju

    [Responder]

  2. André Ruz

    Nossa, foi incrível.. Eu acabei de ver aqui, e achei surpreendente!! Ele é sem noção.. do nada ele vai na repórter, ergue a saia dela tb e tudo..

    [Responder]

  3. Marco Savage

    Ju, admiro sempre tuas opiniões e fico feliz em ouvir vc lá no Monacast. Agora, entre nós, profissionais da saúde (sou psicólogo pela Federal de PE), já não vimos isso antes por parte de alguns médicos? Lembro que lá no Hospital Escola, onde vários alunos se reuniam na visita médica e o médico atendente começava a falar sobre o paciente aos estudantes. Era como se o paciente não estivesse lá, ou fosse apenas um quadro a ser descrito. Isso não seria por conta de uma formação caduca, onde se supervaloriza o diagnóstico e não a praxis clínica em si?

    [Responder]

    Mafalda Resposta:

    Marco, apesar de direcionado a Ju, queria comentar também, pois pensei algo semelhante. Tirando o exemplo da operação plástica, em geral, os médicos vêem apenas a doença, os órgãos do corpo que estão com problemas, como se fosse uma máquina ou um carro com defeito que precisa consertar.
    Já vi por ai que existem simpósios relacionados à psicologia e psiquiatria, para os médicos, justamente para o médico não esquecer o lado “humano” do seu paciente.

    [Responder]

    Edmilson Resposta:

    @Mafalda,
    Só quem pode agir assim é o House! Mas sinceramente esse tipo de mulher não me interessa. Mulher com suas saliências a sós é ótimo mas assim, com esse tipo de roupa não rola. Bom cada um com seus gostos, Rede TV só “vejo” quando estou mudando de canal com as setinhas.

    [Responder]

  4. Ju Teófilo

    Os cursos privados e alguns púbicos de Medicina, têm investido muito nessa parte da formação média. Medicina humanista. Mas para notarmos se o investimento na formação de profissionais mais educados e sensíveis só poderá ser notada daqui uns 10 anos.
    =
    Tratar e ver o corpo apenas como um corpo, no sigilo de uma consulta médica é ruim. Fazer isso de modo ainda debochado em TV ao vivo é ainda pior.
    .
    Sim, cavalice só Dr House pode. rs

    [Responder]

  5. Roberto Rodrigues

    Putz, Jú, o sobrenome desse Dr. Rey deveria ser “Tardado”…E a Camiseta dele então…Pelamor!!!! Socorro!!! Além disso esse cara não me engana…acredito que ele “passou um pouco do ponto”, se é que você me entende… ;)

    [Responder]

  6. Keera Moon

    Eu assisti um “pedaço” dessa palhaçada quando tava “zappiando” a Tv nesse feriado e fiquei enojada do que esse cara estava fazendo. Pensei em até escrever um e-mail de repúdio a esse tipo de tratamento dado as mulheres. Aliás, em se tratando da Rede TV, o desfile de “carne” feminina é grande e descarado nos principais programas da emissora. Mas desisti, pois reclamações desse tipo aumentam a audiência da Sônia Abraão, e sinceramente o programa dela não precisa de mais.

    [Responder]

  7. Marco Savage

    @Mafalda, Agora, Mafalda, olhando pra foto dele no post, só posso pensar uma coisa: What poha is that? Daria uma ótima foto pra as legendas do “O que eu estou pensando?”.

    [Responder]

    Ju Teófilo Resposta:

    @Marco Savage, Marco, se tratando de imagens bizarras com Dr Rey, ele teria uma coluna só dele com duração infinita. Ele é o mestre do universo das fotos bizarras.
    .
    E só agora lembre de te agradecer por apreciar minhas falas no Monacast! Obrigada, querido! Aproveita pra pedir pra chefa – a Mafalda é líder de gangue!- fazer um tema pra me convidar (pense num tema que eu possa contribuir ou que gostaria que eu desse pitacos rsrs)kkkkkk

    [Responder]

Deixe seu comentário:





Busca

© 2007-2016 Monalisa de Pijamas - Todos os direitos reservados. Contato: mafalda [arroba] monalisadepijamas.com.br