Porque fazer humor e podcast é uma arte

































Ponto Gê: Ah, te peguei Mané.


Autor: Mafalda ~ 19 de novembro de 2008. Categorias: Ponto Gê.

Você está conversando com o homem, acha que falou tudo que tinha para dizer. Despede-se e sai. No caminho você lembra que esqueceu de falar algo muito importante. Então você se vira rápido, a fim de ver se ainda dá tempo de encontrá-lo ali. Quando você olha, descobre que além de estar ali parado, o desgraçado está olhando pra sua bunda.

Você fica puta, mesmo ele tendo passado a maior vergonha e esteja naquele momento querendo ser sugado pelo buraco negro. Isso se ele sentir vergonha, porque muitos acham natural e alguns, pior ainda, acreditam que você nem percebeu. Por favor, se toca, uma mulher repara quando você está olhando pra bunda ou para os peitos dela.

Homens reconhecem as mulheres pelas costas. Bunda e cabelo formam uma dupla perfeita para que eles lembrem seu nome, endereço e até o seu RG. Funciona como uma digital. No entanto, temos que reconhecer o mérito de uma bunda em certos casos. Algumas vezes ela pode substituir com louvor uma cara feia. E pode até dar muito dinheiro. Não é a toa que a Rita Cadilac ainda tem espaço na televisão e vaga em filme pornô.

No entanto, não sejamos hipócritas. Não posso ficar aqui soltando os cachorros neles por uma atitude que muitas vezes nós, mulheres, também praticamos perante a um abdômen bem definido ou uma sunga. Pelo amor, que raiva que dá quando eles nos pegam olhando. Um abdômen trabalhado nos remete a certeza de que lugar de mulher é no tanque mesmo, não é? Dá para lavar a roupa da família inteira ali. Já a sunga, a meu ver, é um atentado violento ao pudor. Sem querer ofender usuários assíduos como cariocas e paulistas. Não tem situação mais constrangedora que uma sunga. Equivale a um biquíni fio dental, você tem que ter aquele corpo pra usar. Sem contar suas variações, como a sunga asa delta, mais fininhas na lateral, a preferida de barriginhas de chope.

Claro que essa atitude, de olhar tudo menos para o rosto da pessoa, é menos freqüente por parte delas, mas convenhamos, nossas calças e blusas são bem mais justas e marcam muito mais do que as camisetas e calças deles. Exceto calças de sertanejos, que apertam até a alma do sujeito e que ninguém consegue me convencer de que não dói.

É assim que homens e mulheres passam a vida, analisando-se. No trabalho, na academia, na rua, nas festas. Enfim, em todos os lugares. Isso é biológico. Não pense você que enquanto você olha aquela gostosa passar ao seu lado, a sua mulher está apenas pensando nas compras do supermercado. Mesmo mais discretas, somos sim, iguais aos homens.

Beijos,

PS: Divirta-se com a famosa sequência de fotos “Ah,te peguei Mané” com David e Victoria Beckham

Oh My!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! arf arf arf

Victoria: What a hell!?  David: Fazendo cara de sabão de côco

Sorry honey, I love your bones!

I´m fucked!





Busca

© 2007-2019 Monalisa de Pijamas - Todos os direitos reservados. Contato: mafalda [arroba] monalisadepijamas.com.br